André Freitas
André Freitas
15 Jul, 2019 - 15:02
KIA XCeed: 10 coisas que deve saber sobre o novo crossover

KIA XCeed: 10 coisas que deve saber sobre o novo crossover

André Freitas

O KIA XCeed vem para conquistar o segmento dos crossovers. Será que vai conseguir? Conheça 10 razões pelas quais acreditamos que sim.

O artigo continua após o anúncio

O novo Kia XCeed promete ser o novo líder de vendas da marca.

O fabricante sul-coreano acredita que o novo modelo vai perfazer 50% das suas vendas, mesmo sem se verificar uma diminuição na procura dos outros modelos da marca, no mesmo segmento.

Até à criação do novo XCeed, o Ceed era o modelo de destaque no segmento C, o mais importante no mercado europeu.

Este novo crossover, uma alternativa desportiva aos modelos SUV, uma vez que é mais ágil, leve e barato, tem como missão competir diretamente com o Volkswagen T-Roc. E, quem sabe, aproximar-se do Mercedes GLA.

10 Motivos que o vão fazer render-se ao Kia XCeed

Kia XCeed design exterior

Fonte: Kia/ Divulgação

1. Design exterior

Desenvolvido no centro europeu de design da marca, localizado em Frankfurt, na Alemanha, o XCeed é o primeiro CUV (crossover utility vehicle) da marca, ou seja, um “SUV” mais leve, ágil e divertido de conduzir.

A nível de design exterior, este automóvel é inteiramente distinto dos restantes modelos da marca, possuindo apenas as portas da frente idênticas às da carrinha Ceed SW.

Com uma altura ao solo similar à do Qashqai, este modelo apresenta ainda a mesma distância entre eixos que o Ceed de 5 portas.

O artigo continua após o anúncio

Apresenta aproximadamente 4,4 metros de comprimento, sendo mais comprido que o Ceed, mas mais pequeno que o SUV da Kia – Sportage.

Este automóvel já exibe a versão mais recente da grelha da marca, o “nariz de tigre”, e também tem um novo design nos grupos ópticos dianteiros com as típicas luzes “ice cube” LED do Ceed. No entanto, estas surgem com um formato mais angular e com indicadores de mudança de direção mais estreitos e longos.

Os novos grupos óticos traseiros caracterizam-se pela utilização de luz LED.

2. Design interior

Kia XCeed design interior

Fonte: Kia/ Divulgação

No que diz respeito ao interior, o novo Kia XCeed é bastante semelhante ao Ceed e ProCeed.

Mesmo assim, destacam-se o primeiro painel de instrumentos totalmente digital da Kia: o Supervision de 12,3 polegadas (opcional), e ainda um novo pacote de estilo com revestimentos em preto e vários apontamentos em amarelo, tanto nos bancos como nas portas.

O ecrã central tem 8 polegadas, existindo também a opção de 10,25”, disponibiliza multiligação Bluetooth de série e é compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, e ainda sistema de telemática UVO Connect.

Este ecrã central é composto por botões de pressão, botões rotativos e interruptores sensíveis ao toque, que permitem controlar o volume de som do sistema áudio, o sistema de aquecimento e ainda a ventilação.

O artigo continua após o anúncio

A consola inclinada permite uma melhor visibilidade sobre a estrada e uma condução mais desportiva.

O interior do XCeed está ainda equipado com materiais suaves e os estofos podem ser de tecido, pele sintética ou pele genuína.

3. Mecânica

Kia XCeed traseira

Fonte: Kia/ Divulgação

O Kia XCeed surge equipado com amortecedores de batentes hidráulicos de série no eixo dianteiro. Além de melhorar o conforto, este tipo de suspensão permite um melhor controlo geral da carroçaria, um menor tempo de resposta e uma diminuição do ruído provocado pela passagem em pisos acidentados.

No eixo traseiro o veículo possui um novo amortecedor dinâmico que contribui para a diminuição do ruído e das vibrações estruturais.

A unidade de controlo eletrónica (ECU) que comanda o motor elétrico da direção assistida permite uma resposta mais rápida aos movimentos do volante.

É possível ainda selecionar o modo de condução (DMS – Driver Mode Select) e ajustar o peso da direção, as respostas do acelerador e, nos modelos com caixa automática, passagens de caixa mais rápidas.

4. Motorizações

Relativamente às motorizações disponíveis para este crossover, estas serão as mesmas disponíveis para a gama Ceed. Sendo assim, estão disponíveis 4 motores para este modelo:

O artigo continua após o anúncio
  • 1.0 T-GDi com 3 cilindros e 120 cv de potência (gasolina)
  • 1.4 T-GDi com 4 cilindros e 140 cv de potência (gasolina)
  • 1.6 CRDi turbodiesel com 4 cilindros de 115 cv de potência (diesel)
  • 1.6 CRDi turbodiesel com 4 cilindros de 136 cv de potência (diesel)

A versão 1.6 T-GDi de 204 cv, tradicionalmente associada às versões Ceed GT e ProCeed GT, não será comercializada em Portugal.

Com exceção do 1.0 T-GDi, que vem equipado apenas com caixa manual de 6 velocidades, todas as restantes motorizações podem vir equipadas com uma caixa manual de 6 velocidades ou uma caixa automática de 7 velocidades.

A versão híbrida plug-in (PHEV), a grande novidade do modelo, alia um motor a gasolina a uma unidade eléctrica, que por sua vez será alimentada por uma bateria com autonomia para percorrer 50 km em modo eléctrico.

5. Espaço

O pilar traseiro com forte inclinação do Kia XCeed não limita, de todo, o espaço interior de quem se senta nos bancos traseiros, ou a capacidade da bagageira.

A bagageira deste veículo é elétrica e maior do que a do Ceed. Tem capacidade para 426 litros, sendo que esta pode chegar aos 1378 litros com o rebater dos bancos traseiros.

Para garantir o máximo conforto e espaço para os passageiros da fila traseira, incluindo adultos, poderá rebater os bancos traseiros na proporção 40:20:40 .

6. Segurança

O crossover da Kia pode ser equipado com sistemas de segurança e ajuda à condução, tais como:

  • Assistência à Manutenção na Faixa de Rodagem
  • Assistente de Máximos
  • Aviso de Colisão Frontal
  • Aviso de Limite de Velocidade Inteligente
  • Sistema de Controlo da Velocidade Inteligente com Stop&Go
  • Sistema de Deteção do ângulo Morto
  • Sistema Inteligente de Auxílio ao Estacionamento

A novidade mais interessante que surge com este modelo é a Assistência à Manutenção na Faixa de Rodagem.

Este é um sistema de condução semi autónomo de “nível 2”, que mantém o automóvel dentro da faixa de rodagem e a uma distância de segurança do carro da frente, através do controlo da direção, aceleração e travagem.

7. Tecnologia

O novo crossover da Kia estará disponível em 2 versões de equipamento: a versão menos completa e mais acessível – Drive, e a versão mais equipada – Tech.

O ponto forte do novo crossover da Kia é a inclusão do novo sistema UVO Connect.

Este sistema liga os condutores ao mundo à sua volta, ao fornecer-lhes informações em tempo real através do ecrã tátil do veículo ou do seu smartphone.

Estas informações incluem trânsito, informações meteorológicas, pontos de interesse e até potenciais lugares de estacionamento na rua e em parques (incluindo preço, localização e disponibilidade de estacionamento).

Este sistema analisa também os dados do automóvel e seus trajetos e permite ao condutor definir percursos antecipadamente e saber a localização exata do seu veículo a qualquer momento.

8. Preço

O valor da versão mais acessível, equipada com motor 1.0 a gasolina de 120 cv e com acabamentos Drive, deverá rondar os 25.000€, sensivelmente o mesmo carrinha Proceed.

A versão 1.4 a gasolina, com 140 cv, será comercializada por cerca de 27.000€ e a versão equipada com o motor turbodiesel de 136 cv deverá rondar os 30.000€.

Os valores da versão híbrida plug-in não são ainda conhecidos, mas fonte da marca revelou que estes serão competitivos.

9. Garantia

A garantia, como para todos os modelos da marca, será de 7 anos ou 150.000 kms.

Esta garantia é ainda transferível a eventuais proprietários seguintes, potenciando a valorização do automóvel em caso de revenda.

10. Lançamento

O novo Kia XCeed vai ser apresentado em Portugal em meados de Outubro, sendo que as vendas das suas versões diesel e gasolina terão início logo de seguida.

A versão híbrida plug-in só começa a ser fabricada em Novembro de 2019 na fábrica de Zilina, na Eslováquia, mas o objetivo será iniciar a sua comercialização em Portugal logo no início de 2020.

Veja também