Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
02 Out, 2019 - 14:29

Lavar os dentes ao cão: benefícios e como fazer

Teresa Campos

Lavar os dentes ao cão é essencial para garantir a saúde oral do seu amigo de 4 patas. Aprenda como fazê-lo e tenha um animal feliz e saudável.

Lavar os dentes ao cão

Não é difícil perceber por que é tão importante lavar os dentes ao cão. Afinal, estes animais têm dentes como os humanos, alimentam-se como os humanos e, por isso, estão igualmente sujeitos a doenças periodontais, mais ou menos graves.

Portanto, tal como nos humanos, a escovagem diária evita o aparecimento destes problemas de saúde oral e, por isso, ela deve ser posta em prática, idealmente, desde os 4 meses de vida do animal. Todavia, caso não o tenha feito, saiba que vai sempre a tempo de fazê-lo e, para isso, vamos mostrar-lhe como lavar os dentes ao cão adulto, mesmo que ache isso uma tarefa, aparentemente, impossível.

Sabe porque é que o seu cão o segue para todo o lado?
Não perca Sabe por que é que o seu cão o segue para todo o lado?

Lavar os dentes ao cão: sim ou não?

Comecemos por responder à pergunta enunciada. Sim, deve mesmo lavar os dentes ao cão. Isto, porque o tártaro acumula-se nos dentes do animal como nos dos humanos. Logo, a escovagem é a principal forma de o combater. Convém lembrar que o tártaro acumulado culmina numa série de doenças orais, pelo que a limpeza semanal dos dentes do cão é essencial.

Lavar os dentes ao cão

Benefícios

Os principais benefícios de lavar os dentes ao cão é mesmo a prevenção de doenças periodontais, além do bom hálito e de dentes mais brancos. Como já referimos, o tártaro é a manifestação mais comum, mas há outros sinais que podem indicar que o seu animal sofre de algum problema oral. Esteja atento se o seu cão apresenta:

  • Hálito com cheiro forte ;
  • Baba excessiva;
  • Gengivas vermelhas, inflamadas ou a sangrar;
  • Perda de apetite;
  • Formação de placa e cáries.

Como habituar o cão à lavagem dos dentes: plano para 1 mês

Como é expectável, por norma, os cães não gostam que se lhe lavem os dentes. Naturalmente que se forem habituados desde cachorros, o processo torna-se mais fácil, quando adultos. Porém, nunca é tarde e, por isso, dizemos-lhe como, num mês, habituar o seu cão à escovagem oral.

Semana 1

Sente-se com o seu cão, acaricie-o e passe o seu dedo indicador na gengiva do animal. Comece com sessões de 2 minutos, 4 vezes por dia durante 3 dias, aumentando depois a duração para 5 minutos. Finalize as sessões com snacks do agrado do animal.

Semana 2

Repita o processo anterior, mas agora enrolando uma gaze no dedo para que o cão se adapte a uma nova textura. Ponha em prática sessões de 5 minutos, 2 vezes por dia.

Semana 3

Nesta fase, embeba a gaze num antissético oral para cão e passe nos dentes do animal, antes de o levar a passear. Acaricie-o, escove, volte a acariciá-lo e leve-o a passear. Repita o processo 2 vezes por dia, durante uma semana.

Semana 4

Finalmente, substitua o seu dedo por uma escova longa de cerdas macias e o antissético oral por uma pasta de dentes para cão. Comece sempre por acariciar o animal, escovar, voltar a acariciar e passeá-lo. Experimente este processo diariamente, durante uma semana, diminuindo gradualmente para 3 vezes por semana, dando-lhe snacks mastigáveis anti-tártaro, após as refeições, o que também contribui para a boa higiene oral do animal.

Espreite o vídeo seguinte e confira como lavar os dentes ao cão, segundo um profissional.

Lavar os dentes do cão no veterinário

Independentemente desta limpeza “doméstica”, é fundamental levar o cão a fazer um check-up dentário regular no veterinário, para avaliar a saúde periodontal do animal, verificando o alinhamento dos lábios, a superfície das gengivas e dos dentes, as partes interiores da boca como a língua, o palato, as amígdalas e as áreas por baixo da língua.

Se os dentes do cão já tiverem tártaro, então o veterinário terá de fazer uma limpeza dos dentes, designada profilaxia, que implica:

  • lavar a boca do animal com uma solução anti-bacteriana;
  • limpar os dentes com scalers portáteis e ultra-sónicos para retirar o tártaro por cima e abaixo da linha das gengivas (destartarização);
  • usar uma solução de revelação para mostrar quais as áreas que ainda têm placa e removê-la;
  • polir os dentes, para remover arranhões microscópicos;
  • inspecionar cada dente e a gengiva, para verificar se tem algum sinal de doença;
  • extrair os dentes que já não for possível tratar.
Veja também