Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
29 Jan, 2018 - 00:00

7 dicas para corrigir os maiores erros na cozinha

Teresa Campos

Melhorar hábitos é sempre algo positivo. Por isso trazemos-lhe truques para evitar os maiores erros na cozinha que todos já cometemos… Aprenda connosco!

7 dicas para corrigir os maiores erros na cozinha

A maior parte de nós aprende a cozinhar por imitação, seguindo aquilo que viu a mãe ou a avó fazerem, aquilo que espreita nos programas de culinária e, claro, há sempre algo de instintivo em todos nós. Pois bem, a verdade é que há práticas que perpetuamos no tempo e nem imaginamos o quão incorretas estão. São os maiores erros na cozinha que, por vezes, impedem o sucesso pleno de determinado cozinhado.

Para que mude hoje mesmo esses maus costumes listamos 7 dicas que o vão ajudar a saber o que deve e não deve fazer na cozinha. Pronto para aprender?

7 dicas para corrigir os maiores erros na cozinha

placeholder-1x1

1. Não ferva água desnecessariamente

Nem todos os cozinhados requerem que os ingredientes sejam colocados em água fervente, podendo essa água estar apenas quente. Este é o caso dos ovos, dos peixes e até das frutas. Por outro lado, se cozer massas ou legumes, deve deixar a água borbulhar antes de os introduzir na panela.

2. Respeite a temperatura do forno

A temperatura do forno é a chave de muitas receitas. Como tal, deve ser respeitada e, quando necessário, adaptada às caraterísticas do seu forno. Isto é, se a receita sugere uma temperatura de 150º, mas a temperatura mínima do seu forno é de 180º, deve regular para os 180º deixando a porta do forno ligeiramente aberta, de modo a que a temperatura reduza. Outro aspeto essencial é pré-aquecer o forno, sempre que a receita o peça, e não abrir constantemente a porta do forno, durante o processo de assadura.

3. Use a manteiga à temperatura ambiente

Quando precisa de utilizar manteiga num preparado, deve deixá-la à temperatura ambiente até que ela amoleça. Caso não dê tempo e tenha de a derreter no microondas ou em banho-maria, faça-o sem que ela ferva, pois isso pode alterar as suas propriedades e o consequente resultado final.

4. Bata corretamente as claras

Obter claras em castelo cremosas e brilhantes, pode não ser tarefa fácil. Primeiramente, é fundamental não deixar escapar nenhum resquício de gema de ovo por entre as claras. Depois, é importante deixá-las repousar e não as bater enquanto estiverem frias. Finalmente, a batedeira deve estar na velocidade máxima e ter as varas bem limpas.

5. Lave a massa cozida

Lavar a massa, depois da cozedura, faz não só com que ela arrefeça como liberta o amido que provoca aquele efeito colante e pastoso de que ninguém gosta. Por isso, para obter uma massa solta, passe-a sempre por água corrente.

6. Não coloque tudo no frigorífico

Nem todos os alimentos necessitam de frio e, em alguns casos, as baixas temperaturas podem mesmo prejudicar a sua textura e sabor. Este é o caso da batata e do tomate quando colocados no frigorífico.

7. Aprenda a manter as suas ervas frescas

As ervas frescas devem ser conservadas como plantas que são. Corte uma pequena parte das raízes das ervas e coloque-as numa jarra com água. No caso do coentro e da salsa, tape com um saco plástico por cima e leve ao frigorífico. Já a hortelã, o alecrim, a salva ou o tomilho podem ser deixadas à temperatura ambiente, dentro de um recipiente com água.

É surpreendente como nos acostumamos a levar a cabo determinados procedimentos e como eles podem ser nefastos para a boa dinâmica da nossa cozinha. A partir de agora, não tem desculpa. Afixe no seu frigorífico um post-it com as nossas 7 dicas para corrigir os maiores erros na cozinha e garanta que, de hoje em diante, você e a sua cozinha merecem nota 10!

Veja também: