Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
19 Jan, 2024 - 14:11

Marmita congelada: saiba se é a opção mais saudável ou não

Catarina Milheiro

Tem o hábito de comprar ou preparar marmitas congeladas para a semana? Conheça as vantagens e desvantagens desta escolha.

Se tem por hábito levar o almoço para o trabalho, sabe o quão difícil pode ser por vezes ter criatividade e imaginação suficientes para pensar em pratos distintos. Talvez por existir essa dificuldade e porque se torna mais simples cozinhar tudo num dia apenas, há quem prefira recorrer a uma marmita congelada para salvar a rotina alimentar.

Na verdade, não dá dúvidas de que na correria do dia a dia as marmitas congeladas podem mesmo facilitar toda a nossa rotina e acompanhar um estilo de vida um pouco mais agitado.

Por outro lado, são as melhores amigas de quem não gosta de passar muito tempo na cozinha e prefere cozinhar tudo num dia da semana apenas. Desta forma, torna-se então necessário congelar as marmitas para que seja possível levá-las ao longo da semana para o trabalho.

Contudo, há também quem opte por comprar este tipo de marmitas no supermercado. Mas até que ponto são realmente saudáveis? Existem boas regras para congelar as nossas marmitas? Saiba tudo neste artigo.

Marmita congelada é sinónimo de saúde?

Bem, na verdade o que dita se uma marmita congelada é devidamente saudável ou não são os níveis nutricionais, a forma como foi congelada, o tempo em que está no congelador e o material da própria caixa onde se encontra armazenada a comida.

Por isso, se se questiona sobre o facto de as marmitas congeladas serem ou não saudáveis, saiba que sim, são – com a necessidade de estar atento a alguns fatores.

Para além de serem cómodas, as marmitas congeladas proporcionam ainda comodidade. Ou seja, com a correria do dia-a-dia, nem sempre é possível ter tempo para preparar refeições saudáveis. E quando optamos por recorrer às marmitas congeladas, estamos a economizar tempo e esforço na cozinha.

No fundo, basta escolher uma das opções que tenha no seu congelador ou adquirir uma no supermercado, aquecer e pronto – terá uma refeição saborosa e devidamente nutritiva.

Ainda assim há que optar por alimentos que sejam práticos e por refeições menos complicadas. Desta forma, evitam-se os excessos.

Os nutrientes são preservados quando congelamos as marmitas?

Esta é uma das dúvidas mais comuns da população em geral. A grande maioria dos especialistas afirma que há efetivamente uma perda em relação aos nutrientes. No entanto, na maioria dos casos é insignificativa.

Para que consiga ter uma noção, as vitaminas que saem mais prejudicadas no processo são as que são mais sensíveis ao calor e à luz. Falamos da vitamina C, por exemplo. Neste caso, quanto maior for o tempo de congelamento, maior será a perda nutricional.

Ainda que exista alguma perda de nutrientes, muitos continuam estáveis – como é o caso das proteínas, dos minerais e de algumas outras vitaminas.

Não há dúvidas de que o congelamento é uma forma excelente de conservar os alimentos. Além disto, possibilita ainda refeições prontas por muito mais tempo.

Qual a forma mais correta para congelar marmitas?

Se vai optar por preparar as suas próprias marmitas, é importante estar atento ao processo de congelamento para garantir que se mantêm saudáveis.

A fim de minimizar algumas perdas nutricionais, o ideal é deixar arrefecer alimentos frescos e bem preparados, evitar descongelar e congelar de novo antes da preparação. Além disto, é crucial estar atento aos ingredientes que utiliza e à variedade dos alimentos que combina em cada uma das marmitas.

Outra dica passa por congelar a comida em caixas de vidro ou de plástico que não contenha BPA – substância prejudicial à saúde.

Remover o ar das embalagens que devem ser resistentes ao frio e herméticas, deve também ser uma prioridade. Por isso, certifique-se de fechar muito bem as caixas e de tirar o ar dos sacos para congelamento.

Sempre que puder, opte por congelar as suas marmitas logo após o preparo. Assim irá conseguir manter a textura, o sabor e a qualidade.

No caso de escolher uma marmita já pronta no supermercado, é essencial verificar sempre a lista de ingredientes, o tamanho das proporções congeladas e ainda os nutrientes essenciais.

3 benefícios das marmitas congeladas

1.

Praticidade e comodidade

Sobretudo nos dias mais corridos onde o tempo é escasso, recorrer a uma marmita congelada pode mesmo salvar a nossa rotina alimentar.

2.

Reduz-se o desperdício de alimentos

Um dos grandes benefícios deste tipo de marmitas é a redução do desperdício de alimentos. Tal acontece porque muitas vezes preparamos refeições em quantidades maiores do que o que é efetivamente necessário.

Ao congelarmos o resto da comida, podemos formar marmitas com porções distintas para um almoço ou jantar mais apressado, por exemplo.

3.

Facilita o planeamento alimentar

Se tem dificuldade em planear as suas refeições de forma saudável e adequada, aconselhamos a montar algumas marmitas para congelar e ingerir posteriormente.

Ao fazê-lo irá alcançar uma dieta equilibrada ao longo de toda a semana e evitar ter de recorrer a opções menos saudáveis por falta de tempo.

Veja também

Artigos Relacionados