Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Clara Cardoso Barreiros
Clara Cardoso Barreiros
05 Jul, 2018 - 18:54

Os 10 melhores desenhos animados de sempre

Clara Cardoso Barreiros

Para recordar ou começar a ver, eis os 10 melhores desenhos animados de sempre! Para miúdos e graúdos, uma coisa é certa: diversão garantida.

Os 10 melhores desenhos animados de sempre

Quem nunca viu desenhos animados na infância? E quem nunca dedicou umas horas no Youtube à procura das músicas de abertura preferidas? Pois, já calculávamos que sim. Por isso, fizemos uma lista com os melhores desenhos animados de sempre! Se foi criança entre nas décadas de 1980 e de 1990, seguramente conhece a maioria destes títulos. Pronto para uma viagem pelo passado com um pézinho no presente?

Os 10 melhores desenhos animados

1. Cavaleiros do Zodíaco

Desde tempos imemoriais que Athena, a deusa da guerra, e os seus guerreiros ajuramentados renascem para se bater com as forças malignas que tentam subjugar a Terra.

A nossa história começa com a última encarnação destes guerreiros, também conhecidos como os Cavaleiros de Atenas, ou Saints. Entre eles está Seya, da constelação de Pégasus, que regressa ao Japão para reencontrar a sua irmã, de quem foi separado em criança. Depois de saber que ela está desaparecida, Saori/ Athena promete ajudá-lo se ele se tornar um Cavaleiro de Bronze.

Já está recordado?

 

2. Dragon Ball

Tudo começa num dia em que uma jovem aventureira (a Bulma!) se cruza com um rapaz muito ingénuo e forte (o Son Goku!), e acaba por fazer dele seu guarda-costas. A Bulma, atraída pela lenda das bolas de cristal e pela promessa de um desejo concedido, procura-as incessantemente. E, claro, sendo a perspetiva de ver qualquer vontade realizada muito atrativa, a nossa co-protagonista tem rivais: o rei Pilaf.

Nas suas viagens, Goku eventualmente conhece Kika e aprende a famosa técnica “kamehameha”. À medida que vamos avançando nas séries Dragon Ball Z, Dragon Ball GT, Dragon Ball Super, vão surgindo novas personagens como o Coraçãozinho de Satã e o Trunks do futuro, novos arcos narrativos e novas técnicas como a “Fuuuu-são”.

Foi ou não foi um desenho animado marcante na sua infância?

 

3. Tom & Jerry

Tom & Jerry é um clássico dos desenhos animados, e um dos melhores e mais divertidos. As curtas exploram a eterna rivalidade entre gato e rato, através de inúmeros episódios de tentativas frustradas de Tom (o gato) caçar o rato (Jerry).

Sabia que 13 curtas da série Tom & Jerry foram nomeadas para os Óscares de Melhor Curta de Animação e que 7 delas conseguiram o galardão? Sabia ainda que há umas quantas cenas criticadas (ou mesmo censuradas) por serem consideradas politicamente incorretas, por causa de temas como o racismo, tabagismo, violência e o suicídio.

 

4. Code Geass

Code Geass é um desenho animado relativamente recente, mas que vale muito a pena ver. A história gira em torno de um estudante, Lelouch Lamperouge, um jovem que, quando era criança, viu a sua casa ser alvo de um ataque terrorista que matou a mãe e deixou a irmã paralisada. Depois disso, ele vê-se obrigado a ir para a Área 11, antigo Japão antes de ter sido conquistado pelo Império de Britannia, e ter um novo começo.

Spoiler-alert: à medida que vamos progredindo, percebemos que ele é o príncipe herdeiro de Britannia e que foi exilado na Área 11 a mando do pai. Percebemos ainda que o objetivo dele é criar um mundo melhor, nem que para isso tenha de destruir o império de que é herdeiro.

Um desenho animado muito complexo, denso e profundo, que tratam os dilemas morais das personagens ante colapso económico, racismo, conflitos entre classes, instabilidade política e terrorismo.

 

5. Tintim

Como sempre, o repórter belga Tintin e o seu cãozito Milu resolvem, com humor e muitas cenas de ação, esquemas de espionagem, casos de jóias roubadas e mistérios sobre tesouros perdidos.

Se bem se lembra, a personagem mais racional de todas por vezes era Milu, apesar da sua vontade fraca perante o uísque; o capitão Haddock era um bebedolas que gradualmente se foi tornado mais respeitável; os desastrados detetives Dupond e Dupont, que pareciam gémeos, mas que nem sequer eram da mesma família; e o Professor Girassol um inventor brilhante meio aluado.

Mais um clássico dos desenhos animados que toca a muitos de nós, dá saudades doutros tempos.

 

6. Avatar: a Lenda de Aang

A humanidade está dividida em quatro nações: os Nómadas do Ar, a Tribo da Água, a Nação do Fogo e o Reino da Terra, em que os habitantes conseguem dominar o seu elemento nativo, combinado com movimentos de artes marciais. Apenas o Avatar consegue dominar os quatro elementos em simultâneo e é, por isso, a figura que deve manter o equilíbrio entre as nações. Ora, quando o avatar morre, o seu espírito encarna noutra nação, num ciclo de inúmeras reencarnações.

Na época em que começa a história, a Nação do Fogo quer dominar as outras. Para evitar que o Avatar se intrometesse, a Nação do Fogo chacina os Nómadas do Ar, nação aonde se previa que nascesse o próximo Avatar.

Aang, a reencarnação mais recente, sobrevive ao massacre preso num bloco de gelo durante mais de um século. Quando regressa à vida, a sua missão é restaurar o equilíbrio entre nações e elementos.

 

7. Sponge Bob Square Pants

Se se recorda, o Sponge Bob era o tipo ingénuo que fazia de tudo para agradar aos outros, de modo irrefletido quase, acabando por se meter nas situações mais ridículas e inusitadas que se possa imaginar. Uma das suas melhores amigas, Sandy, é uma esquilo do Texas que vivem em Bikini Bottom com um fato de astronauta, para sobreviver debaixo de água. O seu outro grande amigo é Patrick, uma estrela-do-mar cor-de-rosa, cuja inteligência deixa muito a desejar: muitas vezes, não tem noção da dimensão das encrencas em que se coloca, é o típico bonachão sem emprego a maior parte do tempo.

Para quem gosta de humor non-sense, o Sponge Bob Square Pants é um dos melhores desenhos animados de sempre.

 

8. Rick and Morty

Rick and Morty é muito provavelmente o melhor desenho animado da atualidade para adultos!

A série acompanha os membros da família Smith: os pais Jerry e Beth, os seus filhos Summer e Morty, e o pai de Beth, Rick Sanchez.

Rick, o avô, é um cientista excêntrico com um problema de alcoolismo, que está a leste de todas as convenções sociais de que se possa pensar. Rick pega em Morty, o seu neto e menino ingénuo, e partem em aventuras noutras dimensões.

Apesar de à primeira vista parecer pateta, este desenho animado é dos que trata assuntos de densidade emocional e psicológica com mais mestria. É transversal a questão do sentido das tradições e da própria existência, enquanto se tocam questões mais mundanas como a dependência alcoólica, a política, infelicidade no casamento, entre muitos outros.

 

9. Hércules

Somos levados à Grécia Antiga para acompanhar um jovem Hércules. Inscrito na Academia de Prometeu por Zeus, uma escola para deuses e mortais, o nosso herói faz amizade com Ícaro, um rapaz meio louco que voou próximo demais do sol, e Cassandra, uma vidente muito sarcástica e com um sentido de humor a roçar o negro. Durante a Academia, Hércules continua o seu treino com o sátiro Filoctetes (ou apenas Phil, para os amigos), passando ainda por imensas aventuras.

É uma série muito engraçada, que mistura os dramas da adolescência com mitologia.

 

10. Death Note

Light é um jovem estudante prodígio entediado com a vida, até que certo dia encontra um estranho caderno com o título de “Death Note”. Inicialmente, ele não leva o caderno a sério, mas cedo percebe que a morte chega antecipada àqueles cujo nome ele tiver escrito no caderno.

Devido às mortes suspeitas de vários criminosos, a polícia começa uma investigação para parar o que suspeita serem assassinatos extra-judiciais. O melhor detetive do mundo, L, junta-se à investigação e o jogo do gato e do rato entre os dois protagonistas começa.

 

Concorda ou não que estes são os melhores desenhos animados de sempre?

Veja também: