Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Júlia Rocha
Júlia Rocha
15 Jun, 2018 - 11:09

As 10 melhores motas para Café Racer

Júlia Rocha

O conceito Café Racer voltou recentemente ao radar dos amantes de duas rodas. Saiba mais e fique com as 10 melhores motas para Café Racer.

As 10 melhores motas para Café Racer

Sabe o que significa modificar uma mota para Café Racer? O termo tem origem nos anos 60, em Inglaterra. Julga-se estar atribuído às corridas feitas a partir de um café da capital Londres, em que se colocava um disco a tocar e o objetivo era ir e voltar até a música terminar. Quais são então as melhores motas para Café Racer?

As velocidades a atingir para conseguir vencer uma destas corridas eram altíssimas, e nesta altura as motas ainda não eram como as conhecemos hoje em dia, era preciso modificá-las, retirar peças desnecessárias e torna-las mais leves. O que acabou por criar um movimento de modificação de motas. Já existem muitos modelos fabricados com as características ideais, mas saiba quais são as melhores motas para Café Racer, atualmente, e quem sabe não descobre um novo hobby.

As 10 melhores motas para Café Racer

1. Honda CB550

Praticamente todas as Hondas da linha CB são boas escolhas, e existem muitos modelos por onde escolher, sobretudo as produzidas nos anos 70 e 80. Destacamos a CB550, que apesar não ser barata (mesmo usadas), são as que mais facilitam a conversão das peças. Como as Hondas são muito populares nesta prática, encontra peças com facilidade.

 

2. Yamaha XS750

O mesmo acontece com a linha XS da Yamaha. Uma delas é a XS750. Costumam ser mais baratas, mas dão um pouco mais de trabalho do que as Hondas. As peças são também normalmente, bastante fáceis de encontrar.

 

3. Suzuki LS650

A popularidade desta Suzuki para os amantes de Café Racer prende-se com o motor bastante potente (650cc). O melhor já lá está e só precisa de alterações na estrutura.

 

4. Kawasaki Z650

Tal como acontece com as Honda e as Yamaha, a série Z da japonesa Kawasaki. São também mais em conta, mas não é por isso que perde qualidade. A Z650 é grande e potente e permite as modificações necessárias.

 

5. Ducati Scrambler

Motas Ducati como mota base… Se é um amante das duas rodas, não é novidade que a qualidade está presente. Se bem que as peças também seguirão os preços altos, a Scrambler original dá uma Café Racer fantástica.

 

6. Honda CB750

A CB750 segue o exemplo da CB550. Este modelo foi considerado a primeira “superbike” do mundo. E com razão: o motor tem 69cv. Graças à popularidade das Honda encontrará bastante “ajuda” online.

 

7. Yamaha Virago

As Virago também são uma boa opção e todo o conjunto é representado pelas melhores motas para Café Racer. É defendido o potencial que têm na suspensão e que que são fáceis de “despir” para a transformação.

 

8. Triumph Thruxton

A versão mais atlética da clássica Triumph Bonneville, é uma mota para Café Racer que até nem precisa de muitas alterações. Os mais apaixonados têm bastante espaço para alterar algumas coisas.

 

9. Honda CX500

A CX500 está equipada com um sistema elétrico de arranque, mas que está isolado do resto da estrutura elétrica, o que ajuda na hora das hipotéticas alterações. Uma excelente opção, graças ao motor que possui.

 

10. BMW R80

Também conhecida como BMW Mobster, faz parte da série R da BMW, que tem um conjunto de modelos passíveis de serem das melhores motas para Café Racer. Destacamos este modelo pelo motor que tem e pelo design rústico.

 

Veja também: