Miguel Pinto
Miguel Pinto
01 Jul, 2021 - 15:42

Metyis investe 10 milhões em novo hub tecnológico em Gondomar

Miguel Pinto

Chama-se Metyis Campus e vai criar mais de mil empregos diretos, altamente qualificados. Um projeto sustentável para começar a funcionar em 2022.

Projeto da Metyis para Gondomar

Gondomar vai ser a casa do Metyis Campus, um novo centro tecnológico que representa um investimento de dez milhões de euros e que irá criar mais de mil postos de trabalho diretos, altamente qualificados. Este novo hub, da responsabilidade da Metyis, empresa que desenvolve soluções digitais de data, e-commerce e serviços tecnológicos, é um dos mais significativos investimentos em curso nesta área no distrito do Porto.

A primeira fase do Metyis Campus, já em execução e que deverá estar concluída no primeiro trimestre de 2022, engloba a construção de um auditório, para apoio aos eventos da empresa e à comunicação, formação e desenvolvimento da equipa, incluindo ainda o Metyis Digital Center, escritórios em open space com espaços de lazer, zonas verdes, cantina e bar.

O projeto contempla ainda, numa fase posterior, a construção de edifícios destinados ao alojamento de algumas das parcerias-chave da Metyis e de uma residência, destinada a acomodar os colaboradores de outros escritórios da empresa.

Metyis: mais de mil empregos

Uma das grandes mais-valias do Metys Campus é, todavia, a criação de mais de mil empregos altamente qualificados, aproveitando a abundância de talento português, tecnicamente capaz e fluente em línguas. Aliás, esta característica foi decisiva para a decisão da empresa em instalar este hub tecnológico em Portugal. Engenheiros, especialistas em data science, designers e consultores irão dispor de um espaço de excelência, transformando ainda o concelho de Gondomar num ponto de referência no mercado global em que Metyis se movimenta. Mas há ainda outro ganho importante para o concelho, já que ao nível de empregos indiretos, a empresa prevê a contratação de serviços junto da comunidade local.

Este é ainda um projeto onde a responsabilidade ambiental está bem patente. Os edifícios, de apenas dois pisos, resultam de um design eficiente e devidamente integrado no espaço envolvente. Assim, o Metyis Campus conta com um projeto paisagístico que s propõe integrar todos os edifícios na natureza, com zonas verdes e lagos.

A eficiência energética é outra das preocupações, como o comprova o recurso ao vidro para potenciar a entrada de luz natural. Estrategicamente construído junto a uma estação de metro, a utilização de transportes públicos será incentivada entre todos os colaboradores da empresa, que disponibilizará um shuttle entre as instalações e a estação. Dentro do campus, estarão disponíveis trotinetes elétricas e bicicletas.

Conceito de empresa

A construção deste novo hub tecnológico é, no entender da Metyis, uma oportunidade para apresentar a sua visão de como será o futuro do trabalho, ou seja, o estabelecimento de parcerias e a criação de sinergias entre as equipas, internas ou externas. Yogen Singh, CEO da Metyis, adianta que o Metyis Campus “é não só um investimento físico, mas também um investimento na construção de um conceito de empresa e na criação de iniciativas entre as pessoas que connosco trabalham e a comunidade”, frisando ainda que “é nossa intenção de que todos os que entram no campus experienciem uma partilha de conhecimentos, experiências e culturas”.

Sedeada em Amesterdão, a Metyis conta com 15 escritórios e mais de 750 colaboradores em todo o mundo. Em Portugal, a empresa está presente no Porto, Lisboa e Faro, empregando mais de 60 pessoas.