Márcio Matos
Márcio Matos
23 Abr, 2018 - 08:53
As 10 mulheres realizadoras mais premiadas do cinema

As 10 mulheres realizadoras mais premiadas do cinema

Márcio Matos

Todos sabemos que são muitas as mulheres a dar cartas no cinema. Conheça 10 mulheres realizadoras super premiadas e aclamadas internacionalmente.

O artigo continua após o anúncio

A sétima arte apaixona todos e, claro, já são muitas as mulheres presentes nesse universo – quer como atrizes, quer como realizadoras, produtoras ou argumentistas. Hoje, prestamos a nossa atenção àquelas que comandam o set. Elegemos 10 mulheres realizadoras que têm marcado a história do cinema de forma significativa, sendo reconhecidas pela crítica através de filmes e documentários amplamente premiados. Será que as conhece a todas? Espreite a lista.

10 mulheres realizadoras que tem mesmo de conhecer

Amy Heckerling

Reconhecida pelos seus múltiplos sucessos de bilheteira nos anos 80 e 90, a realizadora norte-americana foi responsável por Fast Times at Ridgemont High, European Vacation e Clueless. Em 1987, durante a sua própria gravidez, realizou o famosíssimo filme Look Who’s Talking (1989). Quem não se lembra?

Catherine Hardwicke

A realizadora norte-americana é, sobretudo, conhecida por filmes que fazem a delícia dos adolescentes. O sucesso mais recente foi Twilight (2008), a saga inspirada nos romances de Stephenie Meyer. Já em 2003, havia dirigido a película Thirteen, pelo qual foi premiada nos Festivais de Locarno e Sundace, entre outros.

Claire Denis

Considerada por muitos a melhor realizadora francesa viva, o seu primeiro filme – Chocolat (1998) – foi amplamente aclamado. Abordou o tema do colonialismo francês em muitas duas suas películas, como Beau Travail (1999), 35 Shots of Rum (2008) e White Material (2009).

Haifaa Al Mansour

É a primeira realizadora da Arábia Saudita e o seu documentário Women Without Shadows (2005) influenciou uma nova onda de cineastas sauditas. O seu filme Wadjda (2012) foi nomeado para um BAFTA e ganhou 3 prémios em Veneza.

Jane Campion

A realizadora neo-zelandesa coleciona já cerca de 50 prémios e obteve o maior reconhecimento em 1993, com o filme The Piano. Com esta película, tornou-se na primeira mulher a ganhar a Palma de Ouro – galardão máximo do Festival de Cinema Cannes – e, ainda, o Óscar de Melhor Argumento.

Julie Taymor

Para além de realizadora cinematográfica, é também encenadora de teatro e ópera. Foi premiada pelo musical da broadway The Lion King e nomeada para o Óscar de Melhor Canção Original com o seu filme Frida (2002), baseado na vida da pintora mexicana Frida Kahlo.

Kathryn Bigelow

Conhecida pelos seus filmes de ação, coleciona cerca de 80 prémios e foi a primeira mulher a ganhar o Óscar de Melhor Realização com a película The Hurt Locker (2008).

O artigo continua após o anúncio

Mira Nair

De nacionalidade indiana, estudou em Harvard e reside em Nova Iorque. É conhecida, principalmente pelos seus documentários premiados, como So Far From India (1983) e India Cabaret (1985).

Nora Ephron

Conhecida pelas suas comédias românticas, foi escritora, argumentista, produtora e realizadora. Foi nomeada três vezes para os Óscares. O seu último filme foi Julie & Julia de 2009.

Sofia Coppola

Filho de peixe sabe nadar, certo? Sofia Coppola, filha do famoso realizador Francis Ford Coppola, recebeu em 2003 o Óscar para Melhor Argumento Original com o filme Lost in Translation, tendo sido a primeira mulher americana nomeada para o Óscar de Melhor Realização.

Seguramente não esperava encontrar nesta lista mulheres realizadoras saudistas, neo-zelandesas e indianas, pois não? Felizmente, as barreiras geográficas não se erguem na cultura e é possível encontrar um multiculturalismo super saudável também no universo cinematográfico. O convite que lhe deixamos é simples: veja ou reveja alguns dos filmes mais icónicos destas criativas. Certamente não se vai arrepender.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp