Publicidade:

Câmara de Viseu está a contratar arquitetos e engenheiros

A Câmara de Viseu pretende reforçar a equipa com 3 Arquitetos e 2 Engenheiros Civis. Conheça os requisitos.

Câmara de Viseu está a contratar arquitetos e engenheiros
Existem 5 vagas disponíveis

A Câmara Municipal de Viseu tem atualmente em aberto 3 procedimentos concursais comuns de recrutamento para ocupação de 5 postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado para a carreira e categoria de Técnico Superior.

Aos candidatos é exigida licenciatura na área de candidatura, bem como inscrição na respetiva ordem.

Vagas na Câmara Municipal de Viseu


Arquiteto para o DAOS – 1 vaga, para cumprir as seguintes funções:

  • Conceção e projetos de conjuntos urbanos, edificações, obras públicas e objetos, prestando a devida assistência técnica e orientação no decurso da respetiva execução;
  • Elaboração de informações técnicas na área da respetiva especialidade, incluindo a qualidade e adequação de projetos;
  • Colaboração na organização de processos de candidatura a financiamentos comunitários;
  • Articulação de atividades com outros profissionais, nomeadamente nas áreas do planeamento do território, arquitetura paisagista, reabilitação social e urbana e engenharia;
  • Estudo, se necessário, do local mais adequado para a construção da obra;
  • Preparação de processos no âmbito do CCP. Anexo ao DL 18/2008 de 29/01, para abertura de procedimentos de empreitadas de obras pública e outros;
  • Integração Júris para apreciação de propostas no âmbito do CCP;
  • Acompanhamento de projetos elaborados por gabinetes externos;
  • Análise de projetos e verificação das peças entregues por gabinetes externos;
  • Elaboração de Programas Preliminares para prestações de serviços;
  • Acompanhamento na totalidade dos procedimentos de empreitada de obra pública abertos até à adjudicação;
  • Acompanhamento de procedimentos de prestação de serviços até à sua total conclusão, incluindo a verificação das faturas;
  • Elaboração de projetos e estudos para as Juntas de Freguesia no âmbito Provisar, na sua área e cumprindo o CCP. Anexo ao Dl 18/2008 de 29/01;
  • Assistência técnica a todas as empreitadas cujo projto tenha sido elaborado por técnicos da Divisão;
  • Colaboração na organização de processos de candidatura a financiamentos comunitários;
  • Acompanhamento dos procedimentos na Plataforma Electrónica.

Para se candidatar deverá cumprir os seguintes requisitos:

  • Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, por convenção internacional ou por lei especial;
  • 18 anos de idade completos;
  • Não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício daquelas que se propõe desempenhar;
  • Robustez física e o perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções;
  • Cumprimento das leis de vacinação obrigatória;
  • Licenciatura em Arquitetura;
  • Inscrição válida na Ordem dos Arquitetos.

Arquiteto para o DDEOT – 2 vagas para cumprir determinadas funções:

  • Elaboração de projetos de arquitetura;
  • Controlo administrativo das operações urbanísticas;
  • Ações de fiscalização das operações urbanísticas;
  • Realização de vistorias e inspeções;
  • Participação nos processos de elaboração dos planos territoriais de âmbito municipal, assim como nos decorrentes da própria dinâmica do planeamento;
  • Delimitação e implementação de unidades de execução com redistribuição de benefícios e encargos;
  • Realização de ações de concertação no âmbito da execução dos planos com posterior elaboração de contratos de urbanização ou de desenvolvimento urbano.

Se pretende candidatar-se a uma destas vagas, deverá corresponder ao perfil pretendido:

  • Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, por convenção internacional ou por lei especial;
  • 18 anos de idade completos;
  • Não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício daquelas que se propõe desempenhar;
  • Robustez física e o perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções;
  • Cumprimento das leis de vacinação obrigatória;
  • Licenciatura em Arquitetura;
  • Inscrição válida na Ordem dos Arquitetos.

Engenheiro Civil para o DDEOT – 2 vagas, para exercer as funções:

  • Participação nos processos de elaboração dos planos territoriais de âmbito municipal, assim como nos decorrentes da própria dinâmica do planeamento;
  • Delimitação e implementação de unidades de execução com redistribuição de benefícios e encargos;
  • Acompanhamento e instrução de processos expropriativos;
  • Realização de ações de concertação no âmbito da execução dos planos com posterior elaboração de contratos de urbanização ou de desenvolvimento urbano;
  • Controlo administrativo das operações urbanísticas;
  • Ações de fiscalização das operações urbanísticas;
  • Realização de vistorias e inspeções;
  • Elaboração de projetos de obras de urbanização, medição e orçamentação.

Todos os candidatos deverão ter os seguintes requisitos:

  • Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, por convenção internacional ou por lei especial;
  • 18 anos de idade completos;
  • Não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício daquelas que se propõe desempenhar;
  • Robustez física e o perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções;
  • Cumprimento das leis de vacinação obrigatória.
  • Licenciatura em Engenharia Civil;
  • Inscrição válida na Ordem dos Engenheiros.

As candidaturas decorrem até 15 de julho e devem ser formalizadas em suporte de papel, mediante o preenchimento do formulário disponível na página eletrónica do Município (Município a um clik-Formulários-Recursos Humanos-Candidatura ao procedimento concursal).

As candidaturas podem também ser entregues pessoalmente no Atendimento Único/Atendimento Integrado, ou remetidas por correio, com aviso de receção, para a Câmara Municipal de Viseu, Praça da República, 3514-501-Viseu.

Veja também:

 

Saiba tudo sobre emprego