Publicidade:

Segurança Social: já pode pagar online dívidas a prestações

Nova funcionalidade está disponível a partir do dia 18. Poderá apresentar pedidos de planos prestacionais para pagar dívidas em execução fiscal.

Segurança Social: já pode pagar online dívidas a prestações
Para dívidas que se encontram em execução fiscal

Está disponível a partir desta quinta-feira, 18 de abril, uma nova funcionalidade na Segurança Social Direta que permite a cidadãos e empresas apresentarem pedidos de planos prestacionais para pagamento de dívidas à Segurança Social que se encontram em execução fiscal.

O pedido, elaboração do plano e gestão dos pagamentos de execuções fiscais já pode, assim, ser feito online.

Através de comunicado, o Ministério do Trabalho e da Segurança Social referiu que o processo de regularização de dívidas à Segurança Social torna-se, assim, mais simples e ágil, dispensando os cidadãos e empresas de se deslocarem às secções de processo da Segurança Social.

A medida abrangerá cerca de 100 mil contribuintes e vai permitir, além do plano prestacional, uma aprovação imediata, uma gestão dos valores que se encontram por regularizar e o acesso às respetivas referências para o pagamento.

Para aceder ao novo serviço terá de entrar na página da Segurança Social Direta com os seus dados de acesso e, depois disso, escolher “Conta Corrente” e clicar em “Dívidas em processo fiscal”.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].