Patrícia Abreu
Patrícia Abreu
02 Jul, 2018 - 05:06
Saiba o que fazer na Galiza e tenha uma escapadinha perfeita

Saiba o que fazer na Galiza e tenha uma escapadinha perfeita

Patrícia Abreu

É quase como que um primo de Portugal, com muitas semelhanças e muitos pontos bonitos a não perder. Saiba o que fazer na Galiza.

O artigo continua após o anúncio

Procura saber o que fazer na Galiza? Galiza é um primo de Portugal ou mesmo até um irmão separado à nascença e é a história comum entre ela e Portugal que faz com que os seus povos compartilhem uma cultura semelhante, que se comprova pelas suas tradições, língua, gastronomia e mesmo nas suas aldeias, vilas e cidades. Desta forma, visitar a Galiza é quase como visitar um familiar, onde nos espera simpatia e bons momentos.

O que fazer na Galiza?

Rica em belas praias, centros históricos lindíssimos, monumentos romanos bem conservados, parques naturais e aldeias cheias de tradição, há muito que fazer na Galiza e estes são só alguns (bons) exemplos.

Corunha

corunha

Corunha é outro dos destinos que não deve deixar-lhe com dúvidas quando a questão for: o que fazer na Galiza?

Aqui há mesmo de tudo para todos os gostos: praias, passeios marítimos, galerias de vidro em estilo modernista, lojas de compras para os admiradores de moda, excelentes museus, jardins românticos e pores do sol nunca vistos.

Recomendamos vivamente uma visita aos museus Casa das Ciências, Museu das Belas Artes ou o Museu Arqueológico/Castelo de San Antón e um passeio de final de dia no acolhedor e romântico Jardim de San Carlos. Ver o por do sol desde a Torre de Hércules, um farol romano à beira mar plantado, será certamente ouro sobre azul.

Santiago de Compostela

Santiago de Compostela é um local único e é mesmo um daqueles locais que deve incluir na sua lista de destinos a visitar, quando se questionar sobre o que fazer na Galiza.

Um local de adoração e oração, considerado Património da Humanidade em 1985 e que há séculos atrai peregrinos que vêm de todas as partes do mundo.

Santiago de Compostela é das cidades mais cosmopolitas da Galiza, repleta de monumentos e misturas do estilo barroco, romântico e gótico. Aqui vale a pena visitar o seu centro histórico, subir as coberturas da Catedral, conhecer o Pórtico da Glórias, a Praça do Obradoiro e a Praça d’o Toural. Lojas, bares e restaurantes, igrejas, conventos e palácios e ainda um lindíssimo mercado hortícola trazem vida e encanto a Santiago de Compostela. Imperdível.

O artigo continua após o anúncio

Vigo

ilhas cies em vigo

Um viajante que saiba que o que quer fazer na Galiza é estar em contacto com a natureza virgem, saberá que deve rumar a Vigo para explorar as Ilhas Cíes, integradas no Parque Nacional Marítimo Terrestre das Ilhas Atlânticas da Galiza. Aqui existe a possibilidade de fazer campismo e os acessos são fáceis, com um transporte regular que transporta os turistas para o Arquipélago. Deixe-se encantar pelas praias paradisíacas e vistas encantadoras.

Além deste contacto com a natureza, as ruas badaladas da cidade são outro ponto alto que não pode perder. Muita animação, comércio e restauração prometem tornar agradáveis as suas tardes de verão.

Pontevedra

Pontevedra acolhe os peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela com uma hospitalidade ímpar, havendo mesmo um dito galego que expressa esta hospitalidade como “Pontevedra dá de beber a quem passa”.

Há muito para ver em Pontevedra, pelo que não deve apenas ser um local de passagem, mas sim de criação de memórias. Vale a pena visitar a Basílica de Santa Maria, a Igreja de San Bartolomeu e as famosas Ruínas de Santo Domingo.

O seu centro histórico é, a seguir do de Santiago, o mais importante de toda a Galiza. Pontevedra não dorme e as suas praças transbordam de vida até de madrugada.

Uma sugestão para peregrinos e não peregrinos é que passeiem pela margem do Lérez, um local que oferece encantos e recantos belíssimos e muito agradáveis.

Cabo Finisterra

Finisterre

Além de toda a conotação e sentimento que Finisterra tenha com os peregrinos do Caminho de Santiago, que não dão por terminada a sua peregrinação sem chegarem a este ponto, Finisterra é e sempre foi um local mítico, associado a muitíssimas lendas, sendo que até o seu nome derivou de uma crença, de que este seria o ponto mais ocidental da terra e o local onde o mundo acabava, “finis terrae”.

Se quer explorar a Galiza, o Cabo Finisterra poderá ser também onde acaba a sua jornada, onde se misturam paisagens agrestes, praias impressionantes quer selvagens, quer tranquilas e ainda outras com forte ondulação. Aprecie o por do sol apenas sobre o mar, naquele que era considerado o fim do mundo.

O artigo continua após o anúncio

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp