Márcio Matos
Márcio Matos
14 Ago, 2018 - 00:00
O que não comer na praia para se manter hidratado e longe de intoxicações

O que não comer na praia para se manter hidratado e longe de intoxicações

Márcio Matos

Tome nota de tudo o que não comer na praia e passe umas férias cheias de sol e mar, sempre devidamente hidratado e com uma alimentação sem erros.

O artigo continua após o anúncio

Ir a banhos requer uma alimentação a rigor, capaz de compensar todo o gasto de energia que despendemos entre mergulhos e horas de exposição solar. Por esta razão, dizemos-lhe o que não comer na praia de modo a não contribuir, ainda mais, para o processo de desidratação. Além disso, alguns dos alimentos ou refeições de que iremos falar não são de fácil conservação, quando expostos a temperaturas elevadas, pelo que não ingeri-los na praia é uma ótima forma de evitar intoxicações alimentares.

O que não comer na praia: 5 tendências alimentares a evitar

1. Fritos, salgados e doces

A explicação é simples: todos estes alimentos aumentam a sede, aumentando também o risco de desidratação. Por essa razão, há que reduzir o número de bolas de berlim e de gelados que, embora deliciosos, são muito ricos em gorduras e açúcares, não contendo propriedades verdadeiramente únicas a quem se encontra debaixo de sol e precisa, essencialmente, de se hidratar.

fritos

2. Alimentos com molhos

Não é proibido levar para a praia alimentos previamente cozinhados. Porém, eles devem ser, sobretudo, cozidos, de modo a não serem acompanhados de muita gordura ou mesmo molhos. Além de tal não ser o que alguém que está na praia precisa para ficar bem saciado e hidratado, estes componentes podem deteriorar-se, mesmo que transportados e acondicionados devidamente na geleira da praia.

3. Laticínios

Os laticínios, como iogurtes, são ótimas opções para refrescar durante uma manhã ou tarde de praia. No entanto, há que garantir que eles estão sempre numa temperatura fria, armazenados dentro da geleira e debaixo da sombra do guarda-sol. A mesma precaução há que ter com outros derivados como queijo ou manteiga que utilize nas suas sandes. Se possível, opte por peças ou sumos de fruta e por sandes de vegetais.

leite

4. Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas, como a cerveja, podem dar uma sensação de refresco no momento em que as ingere. Porém, há que ter consciência que estas bebidas contribuem para uma desidratação rápida, pelo que devem ser completamente excluídas da sua geleira da praia.

5. Refrigerantes

À semelhança das bebidas alcoólicas, os refrigerantes são muito ricos em açúcar, pelo que também não são hidratantes, dando apenas uma momentânea sensação de frescura. Privilegie sempre a ingestão de água ou, se preferir, de água aromatizada ou mesmo sumos de fruta, desde que naturais.

Agora que já sabe o que não comer na praia, veja aqui sugestões saudáveis e deliciosas para levar na sua geleira e que vão garantir que recebe todos os nutrientes e hidratação necessárias ao bem estar do seu organismo, enquanto vai a banhos. Não menospreze a importância de beber e comer bem quando se encontra à beira-mar e tenha umas férias esplêndidas, com muito mar e sol.

Veja também: 

O artigo continua após o anúncio