Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
21 Nov, 2018 - 15:33

Óculos ou lentes de contacto: qual a melhor opção?

Inês Pereira

Afinal, é melhor optar por óculos ou lentes de contacto? Ambas as opções têm as suas vantagens e desvantagens, pelo que nem sempre é fácil escolher.

Óculos ou lentes de contacto: qual a melhor opção?

Ler, conduzir, ver TV e estar a trabalhar no computador são apenas alguns dos momentos em que se pode aperceber de que a sua visão não está de boa saúde. E se em alguns casos são apenas estes cenários pontuais que obrigam à utilização de um método auxiliar, outros existem em que o uso de óculos ou lentes de contacto é mesmo uma necessidade diária. O problema? Nem sempre é fácil escolher qual das duas opções é a melhor para si, seja pelo conforto, pela facilidade de utilização, pelo fator estético ou até pelo problema de visão em causa.

A verdade é que ambos têm as suas vantagens e os seus pontos menos positivos (para algumas pessoas, pelo menos) – não é por acaso que há quem use ambas as opções e vá mudando de acordo com a situação. Independentemente da escolha que faça, o mais importante é que tenha sempre o aconselhamento de um médico de modo a garantir que está a optar por aquilo que é melhor para a sua saúde ocular.

Fique então a conhecer ambas as alternativas e decida qual a mais adequada ao seu dia-a-dia.

Óculos ou lentes de contacto: conheça as opções

saiba como escolher entre óculos ou lentes de contacto

Óculos

Durante anos os óculos foram como os aparelhos para os dentes: toda a gente queria fugir deles. Hoje em dia existem tantos modelos no mercado, de marcas, cores e feitios diferentes, que há até quem os veja quase como um acessório e goste de ter mais do que uns para poder conjugar com a roupa e o estado de espírito de cada dia. A melhor parte? Existem alternativas para todos os gostos e todas as carteiras.

A realidade é que são bastante práticos, uma vez que rapidamente e sem grande esforço os coloca e retira, tornando-os uma boa opção para quem apenas precisa de uma ligeira correção na visão – para ler ou ver TV, por exemplo. Esta é também uma opção que requer pouca manutenção e sem qualquer custo adicional, uma vez que duram bastante tempo e não exigem cuidados especiais de manuseamento ou higiene.

Importa também ter em conta o facto de não estarem em contacto direto com os olhos, conhecidos pela sua extrema sensibilidade. Assim, quando a vista estiver mais seca ou irritada não terá um par de lentes a piorar a situação. Este é, sem dúvida, um cenário a considerar quando tem de decidir entre óculos ou lentes de contacto.

Mas nem tudo é um mar de rosas, já que esta opção acarreta também algumas desvantagens:

  • os óculos obrigam a cuidado redobrado para que não se partam;
  • devem estar sempre dentro da caixa quando não estão a ser usados para evitar riscos;
  • as lentes podem embaciar com alguma facilidade;
  • não podem ser usados em todas as situações.

Lentes de contacto

Por seu lado, as lentes de contacto são a opção eleita por quem prefere um visual mais discreto e natural e não gosta da ideia de andar constantemente de óculos. Esta é uma opção que permite maior liberdade de movimentos, podendo ser utilizada em praticamente qualquer atividade.

Em alguns casos, as lentes são a alternativa aconselhada pelos especialistas no que se refere à correção de determinados problemas de visão. Acontece que esta opção pode ser ajustada especificamente a cada pessoa e ao seu problema de visão.

Contudo, os benefícios não se ficam por aqui, já que as lentes não ficam molhadas nem embaciadas de forma alguma. Isto significa que não tem de as retirar para limpar ou secar, podendo usá-las independentemente da situação.

Claro está que, tal como acontece com os óculos, as lentes têm também alguns pontos menos positivos:

  • requerem maiores cuidados de higiene e atenção aos prazos de validade;
  • não devem utilizadas por mais de cerca de 10 horas seguidas;
  • são mais dispendiosas do que os óculos;
  • obrigam à utilização de produtos de limpeza específicos;
  • nem sempre são fáceis de colocar;
  • algumas pessoas não conseguem adaptar-se.

Óculos ou lentes de contacto: quais escolher

Como já percebeu, qualquer uma destas opções tem vantagens e desvantagens, sendo que algumas dependem apenas de gostos ou escolhas pessoais. Contudo, há um fator crucial no momento de escolha: a saúde dos seus olhos.

Seja qual for a sua decisão, é importante que a tome com base no aconselhamento e na prescrição de um médico. Isto significa que tem mesmo de escolher um oftalmologista em que confie e, claro, um bom fabricante de óculos ou lentes de contacto. E, em caso de indecisão, fique a saber que, em alguns casos, é até possível combinar os dois métodos de acordo com as suas necessidades e preferências.

Contudo, é importante que, mesmo preferindo as lentes, tenha sempre um par de óculos à sua disposição – não se esqueça de que o período de utilização é limitado e que a sensibilidade da sua vista pode obrigar a uma troca repentina mas necessária para garantir o seu bem-estar.

Veja também: