Catarina Gonçalves
Catarina Gonçalves
26 Mar, 2019 - 03:10
Como pagar menos IRS em 2019

Como pagar menos IRS em 2019

Catarina Gonçalves

O IRS é uma obrigação fiscal de todos aqueles que têm rendimentos, mas é possível reduzir o valor a pagar. Descubra, nas próximas linhas, como pagar menos IRS.

O artigo continua após o anúncio

Os impostos são uma inevitabilidade. Provavelmente desconhece que existem alguns truques e dicas que permitem pagar menos IRS. Há alguns passos e ferramentas que temos à nossa disposição e que não devem ser ignorados. Muitas vezes, acaba por tratar-se de uma questão de atenção.

Quer pagar menos IRS? Siga estes passos

Certamente que a sua resposta a esta pergunta é afirmativa. Assim, deixamos-lhe algumas dicas que terá mesmo que por em prática se quer poupar uns trocos e pagar menos IRS.

Lembre-se que, como diz o povo “grão a grão enche a galinha o papo”. Mesmo que lhe pareça pouco, há pequenos gestos que pouco ou nada lhe custam e a sua carteira pode vir a agradecer muito.

1. Valide todas as faturas apresentadas no E-Fatura

ALT efatura IRS

Sempre que pede faturas com número de contribuinte, estas vão parar ao Portal E-Fatura. Deve passar por lá e validá-las para poder maximizar a sua poupança.

Desta forma, vai ter despesas para poder deduzir à coleta e reduzir o rendimento coletável e, assim, poder poupar porque irá pagar menos imposto. Escusado será dizer que a possibilidade de vir a poupar mais só será possível se pedir fatura com NIF.

2. Despesas gerais e familiares

pagar menos IRS

Em 2019, continua a poder deduzir 35% das despesas gerais familiares, até ao limite de 250 euros por sujeito passivo (e 500 euros por casal), ou seja, qualquer gasto que tenha pode ser benéfico para poupar no IRS .

Neste âmbito incluem-se todas as despesas, por exemplo, despesas com compras no supermercado, lavandaria, alojamento em férias, entradas em museus, transportes, despesas com roupa.

3. Outras despesas que pode declarar no IRS

pagar menos IRS

Para poder usufruir destas deduções não basta ter muitas faturas, mas ter faturas que possam ser deduzidas no IRS. As despesas gerais e familiares mencionadas acima só podem ser deduzidas até 250 euros.

O artigo continua após o anúncio

Mas pode aumentar as deduções através de outras despesas como despesas de saúde, educação, cabeleireiro e salões de beleza, reparação do automóvel, gastos no veterinário, entre outras.

a) Despesas de saúde

Na saúde pode abater até ao limite máximo de 1.000 euros por agregado, numa dedução de 15%. Esta dedução inclui prémios com seguros de saúde ou contribuições para associações mutualistas ou a instituições sem fins lucrativos que prestem cuidados de saúde.

Na secção de despesas de saúde pode apresentar despesas com exames médicos, consultas, medicamentos (desde que tenha prescrição médica) e seguros de saúde.

b) Despesas de educação

No que diz respeito à educação, pode deduzir despesas de educação e formação sua ou dos seus filhos até 30%, num valor máximo de 800 euros. As despesas de educação podem incluir propinas, livros, manuais e material escolar diverso.

c) Despesas com imóveis

As despesas relacionadas com imóveis, como rendas e juros de empréstimos, podem também ser deduzidas à coleta e permitir assim que pague menos imposto. Se tiver um crédito habitação pode deduzir até um máximo de 296 euros de despesas com juros (para contratos celebrados até 31 de dezembro de 2011).

O artigo continua após o anúncio

No caso de rendas pode deduzir 15% das rendas de imóveis para habitação permanente com um limite máximo de 502 euros. Estes limites pode ser majorados para os escalões de rendimento abaixo de 30 mil euros.

d) Despesas com lares e apoio domiciliário

Se tem ascendentes a seu cargo, as despesas com lares, apoio domiciliário ou instituições de apoio à terceira idade pode deduzir estas despesas em 25%, com um limite de 403,75 euros.

e) PPR, certificados de reforma

Preparar a reforma pode também ajudá-lo a poupar no IRS. Tratam-se de benefícios fiscais para os contribuintes que escolhem preparar a sua reforma. O valor anual que destina a este propósito é dedutível em sede de IRS em 20%, cujos montantes máximos variam em função da idade.

O mesmo acontece se dispuser de certificados de reforma, o “PPR do Estado”. Neste caso, o montante máximo é igual para todos, independentemente da idade, e é de 20% até ao limite de 350 euros.

f) Donativos

Se for solidário e doar uma parte dos seus rendimentos ou património sob a forma de donativo, o Fisco ainda lhe devolve uma parte, uma vez que pode deduzir 25% com o limite de 15% da coleta. Se os beneficiários forem igrejas, instituições religiosas, pessoas coletivas sem fins lucrativos pertencentes a confissões religiosas, ou por elas instituídas, o valor doado é dedutível em 130%.

O artigo continua após o anúncio

g) Reabilitação urbana

Os encargos suportados relacionados com reabilitação urbana de imóveis também têm benefícios fiscais. Pode deduzir até 30% do seu valor até ao limite máximo de 500 euros.

h) Aplicações financeiras

Os rendimentos de aplicações a prazo, como é o caso do juro que se obtém de um depósito a prazo, se emprestar o seu capital pelo menos durante 5 anos e o juro ou outra remuneração pelo capital investido se vença no fim do período contratualizado, estão isentos da tributação de 20% do rendimento – se o vencimento ocorrer entre 5 e 8 anos; se o vencimento ocorrer só a partir do oitavo ano, o valor de exclusão de tributação sobre para 60%.

4. Prazos de entrega

pagar-menos-irs

Finalmente, outro dos truques para pagar menos IRS é, nada mais nada menos, evitar despesas extraordinárias com o IRS. Por essa razão, cumpra os prazos de entrega: pode parecer óbvio, mas a verdade é que o cumprimento do calendário fiscal é um dos melhores truques para pagar menos IRS. Só dessa forma é que vai evitar pagar multas desnecessárias que podem fazer estremecer o seu saldo bancário.

Estes são apenas alguns truques para pagar menos IRS e que poderá aplicar todos os anos. A sua declaração de rendimentos agradece, tal como a sua carteira.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp