Maria Graça
Maria Graça
17 Nov, 2022 - 10:59

Passadiços do Mondego: um abraço ao Parque da Serra da Estrela

Maria Graça

Inseridos na Serra da Estrela, os Passadiços do Mondego já abriram ao público e prometem 12 quilómetros de cortar a respiração.

Passadiços do Mondego

Há um novo motivo para visitar a região da Guarda. Os Passadiços do Mondego já foram inaugurados e propõem 12 quilómetros de paisagens únicas, ao longo das margens do rio Mondego e dos seus afluentes.

Esta nova atração encontra-se inserida no Parque Natural da Serra da Estrela e no Estrela Geopark Mundial da UNESCO.

Dos 12 quilómetros de extensão, quase 7 quilómetros podem ser percorridos por passadiços de madeira, ao longo das encostas da serra. O restante percurso é feito por trilhos e caminhos já existentes.

Ao fazer esta travessia, irá conhecer melhor a região ao passar por três pontes suspensas, açudes, cascatas, veredas, ribeiras, levadas e moinhos, sempre rodeado por um cenário de cortar a respiração.

Passadiços do Mondego: o que não pode perder

Ao percorrer os Passadiços do Mondego, irá passar por aldeias únicas e que merecem sem dúvida a sua visita.

Aldeia de Videmonte

É aqui em Videmonte que se encontra uma das extremidades dos Passadiços do Mondego, onde pode iniciar o seu percurso.

Localizada a 22 quilómetros da cidade da Guarda, é aqui que se situa o ponto mais alto do concelho, marcado pelo marco Geodésico da Cabeça Alta.

Videmonte sabe acolher por quem lá passa, que não fica indiferente ao pão produzido na aldeia. Forte no cultivo e ceifa do centeio, na moagem e na sua cozedura em forno a lenha, não haverá como resistir.

Não deixe também de saborear outros produtos locais como as bolas de água, de azeite e de carne, e claro está, de queijo da Serra da Estrela.

Se começar o percurso pela outra extremidade, na Cascata do Caldeirão, finalize-o na nas águas cristalinas da Praia Fluvial da Quinta da Taberna, um dos locais mais conhecidos em Videmonte.

Aldeia de Trinta

Trinta pertence às “Aldeias de Montanha”, um conjunto de aldeias que se localizam entre o Parque Natural da Serra da Estrela e a Paisagem Protegida da Serra da Gardunha.

Orgulha-se de ter sido a primeira aldeia do distrito da Guarda a ter luz elétrica e de conservar a memória dos tempos em que foi um importante polo da indústria de lanifícios.

Visitada por muitos em junho, altura de festa na aldeia como as Jornadas da Lã, que querem conhecer mais sobre as suas tradições, ao mesmo tempo que desfrutam da sua beleza.

A Aldeia de Trinta tem cerca de 410 habitantes e é uma das aldeias dos Passadiços do Mondego que pode ser apreciada durante o percurso da infraestrutura. Não deixe de visitar a Igreja Matriz dos Trinta, a Capela da Senhora das Candeias, a Capela da Senhora do Soito e a Capela do Espírito Santo.

Vista dos passadiços do Mondego
Os Passadiços do Mondego estendem-se por 12 quilómetros

Barragem do Caldeirão

É na Barragem do Caldeirão que se encontra o outro ponto de partida dos Passadiços do Mondego.

Aproveite para descansar na “piscina natural”, inaugurada em 2019, inserida numa zona com balneários, café e relvados.

Outro local fantástico que pode visitar mesmo ali ao lado é o Miradouro do Mocho Real. Não tema pela pequena subida a pé, porque vai valer bem a pena usufruir da paisagem que vai encontrar

O miradouro, que conta com 700 metros de altitude, é composto por rochas graníticas e oferece uma excelente vista para o vale do Mondego, para a Cascata do Caldeirão e para a barragem com o mesmo nome.

Passadiços do Mondego: prepare a sua visita

Na hora de visitar os Passadiços do Mondego, evite os dias mais quentes e as horas de maior calor.

O percurso pode ser iniciado nas suas duas extremidades, de acordo com a sua preferência: uma situada na localidade de Videmonte e a outra na Barragem do Caldeirão.

O valor da entrada é de 1 euro, e crianças até aos 12 anos não pagam. Os bilhetes podem ser adquiridos no site da Câmara Municipal da Guarda.

O passeio pode ser feito todos os dias, entre as 9h00 e as 17h00.

Veja também