Márcio Matos
Márcio Matos
30 Jun, 2018 - 00:00
Desvendamos um trilho secreto até à piscina natural da Serra da Freita

Desvendamos um trilho secreto até à piscina natural da Serra da Freita

Márcio Matos

Vá até à piscina natural da Serra da Freita, seguindo o trilho da Aldeia de Drave. O percurso é fácil e as vistas absolutamente deslumbrantes.

O artigo continua após o anúncio

Se, para si, as férias são um excelente pretexto para se aventurar e ficar a conhecer um pouco mais do nosso maravilhoso país, o trilho secreto até à piscina natural da Serra da Freita que estamos prestes a mostrar-lhe é, sem dúvida, o programa ideal para si. Para quem é fã e praticante (mesmo que iniciante) de trekking, este é um percurso fácil e cujo esforço é amplamente recompensado pelas magníficas vistas quer da piscina, quer da cascata.

Vá até à piscina natural da Serra da Freita através deste trilho

Trilho da Aldeia de Drave

Trekking

Fonte: Pixabay/Free-Photos

Este trilho está integrado nos percursos do Geoparque de Arouca, em Aveiro, e é indicado para quem quer explorar a Serra da Freita. O ponto de partida da viagem é a aldeia de Regoufe e este caminho é sinalizado, tendo uma extensão de 8km (já a contar com o regresso). Está calculado que possa ser feito em cerca de 3 horas e está classificado como sendo de fácil execução (pese embora a sua altitude máxima de 720m).

Início do trilho | Regoufe (junto à capela): nesta zona, aproveite para ver as casas de pedra desta aldeia predominantemente rural. Esteja tranquilo, pois o caminho até a ponte que atravessa a ribeira de Regoufe faz-se bem rapidinho. Aproveite ainda para espreitar as Minas da Poça da Cadela, de onde foram exportadas toneladas de volfrâmio, durante o período da Segunda Guerra Mundial.

Travessia da ponte: nesta fase, irá encontrar uma subida ligeiramente acentuada, rodeada pela flora típica local como silvados, carvalhos, eucaliptos ou pinheiros. Aproveite para admirá-la enquanto chega ao topo, onde vai poder usufruir de uma vista incrível sobre Regoufe e a Serra da Freita.

Descida aos montes de xisto: a partir daqui o caminho é sempre a descer – o que é sempre uma excelente notícia! Observe os montes ondulados de xisto até chegar a Drave, também conhecida como “aldeia mágica”. Os seus muros de pedra pintam uma zona desabitada, mas que está em processo de requalificação por escuteiros.

Fim do trilho | Percurso do rio e descida até à Ribeira de Palhais: aí vai, finalmente, encontrar a maravilhosa piscina natural da Serra da Freita, além de uma cascata deslumbrante.

Para regressar é simples: só tem de fazer o mesmo trilho, só que no sentido inverso.

O artigo continua após o anúncio
piscina natural

Informações gerais

  • Localidade: Drave, Arouca, Aveiro
  • Distância: 8 km (ida e volta)
  • Dificuldade: Fácil
  • Treino: Trekking    

Dedique um tempinho das suas férias ou faça uma escapadinha de fim de semana até à aldeia de Drave – remota e desabitada -, mas que guarda algumas das maiores belezas do nosso país. Desafie um grupo de amigos e façam este trilho até à piscina natural da Serra da Freita e deixem-se deslumbrar pelos simples mas sempre magníficos encantos da Natureza. Pratique desporto, ao mesmo tempo que fica a conhecer um pedacinho de paraíso na terra.

Veja também: