ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Clara Henriques
Clara Henriques
27 Out, 2014 - 08:30

Portugueses vão poder deduzir mais em educação

Clara Henriques

A proposta do Governo apresentada na Assembleia da República assegura o abatimento das despesas de educação no IRS, permitindo um tecto mais alto. São boas notícias para as famílias portuguesas.

Portugueses vão poder deduzir mais em educação

O Orçamento do Estado para 2015 já fez saber boas e más notícias, mas desta vez podemos contar com boas novas para as famílias portuguesas.

Segundo notícia avançada, os portugueses podem respirar de alívio porque vão continuar a poder abater as despesas de educação no IRS. Segundo a proposta do Governo, prevê-se que as famílias possam deduzir aos rendimentos líquidos as despesas de educação, sendo que o limite vai até 2250 euros por cada declaração. Se a família optar por entregar a declaração conjunta, o valor já aumenta para 4500 euros.

Saiba, no entanto, o que pode abater. Propinas, creches, infantários, colégios, escolas, manuais e livros escolares são algumas das despesas aceites na declaração de IRS. Esta proposta do Governo prevê ainda que ,”para o tecto global concorrem as despesas de educação e formação dos sujeitos passivos e dos seus dependentes, até ao limite 1100 por cada elemento do agregado. Este abatimento é uma das novidades que consta da proposta final”.

É importante relembrar que no regime que está actualmente em vigor, os agregados familiares “podem abater ao seu IRS 30% das despesas com educação, até a um limite de 760 euros”, conclui-se.

Veja também: