Marvin Tortas
Marvin Tortas
04 Out, 2018 - 00:00
7 dicas para prolongar a vida do motor do carro

7 dicas para prolongar a vida do motor do carro

Marvin Tortas

Um carro é capaz de fazer centenas de milhares de quilómetros. Para isso precisa de boa manutenção. Saiba como prolongar a vida do motor do carro.

O artigo continua após o anúncio

O motor é o coração do carro, e se ele parar não vai a lado nenhum. É muito importante ter alguns cuidados com a manutenção para que possa prolongar a vida do motor do carro. Mesmo que diga que não percebe nada de mecânica, na verdade não precisa de ser um engenheiro para fazer uma manutenção básica ao seu automóvel.

Existem algumas tarefas muito simples que não são nada mais nada menos do que verificar níveis ou valores, e incluir este check-up na sua rotina vai permitir-lhe evitar que tenha alguns dos piores problemas mecânicos que um carro pode ter. Mesmo que tenha os maiores cuidados do mundo, algum dia terá que mudar ou reparar os componentes do motor do seu carro. As peças mecânicas não são infalíveis e são alvo de muito desgaste. Cuidar do motor do carro vai sem dúvida permitir-lhe economizar em despesas mecânicas no futuro.

Conheça então as nossas 7 dicas para prolongar a vida do motor do carro.

7 dicas para prolongar a vida do motor do carro

1. Respeitar os intervalos manutenção

Este é provavelmente o conselho mais importante de todos. Respeitar os intervalos de manutenção indicados pelo fabricante é a melhor forma de evitar problemas no motor do seu carro. Nas chamadas revisões, são alterados os elementos de maior desgaste de um motor, assim como as correias de distribuição ou do alternador, e os consumíveis como o óleo do motor ou dos travões.

Deixar ultrapassar o prazo ou o limite de quilómetros entre os intervalos de manutenção é uma falha praticamente imperdoável nos dias de hoje, até porque todos os carros modernos indicam o número de dias ou de quilómetros que poderá percorrer até à próxima revisão. Geralmente, a mudança de óleo deve ser feita a cada 15 000 quilómetros, e a mudança das correias a sensivelmente cada 120 000.

Não fazer a mudança de óleo na altura correta poderá fazer com que alguma das partes móveis do motor não esteja devidamente lubrificada, e o atrito gerado por duas peças de metal tocando uma na outra a grande velocidade poderá fazer com que estas quebrem ou até mesmo com que se incendeie o motor.

manutencao

2. Utilizar lubrificantes adequados e combustíveis de qualidade

Cada motor é projectado e construído para ser utilizado por um determinado tipo de lubrificante e de combustível, e embora possa funcionar com qualquer óleo ou combustível, utilizar os tipos indicados pelo fabricante, fará com que o seu motor tenha um melhor desempenho e consequentemente um menor consumo.

No caso dos combustíveis, utilizá-los aditivados, embora possa não notar uma grande diferença no rendimento do motor, fará com que a combustão seja mais intensa, diminuindo a quantidade de resíduos da combustão e ajudando a limpar o motor, o que não só ajuda a preservar o ambiente como também ajudará a prolongar a vida do motor do seu carro.

O artigo continua após o anúncio

3. Verificar regularmente o nível dos lubrificantes e líquidos de refrigeração

Muito importante para prolongar a vida do motor. Sobretudo nos meses mais quentes de verão, o motor do seu carro está obrigado a fazer algumas “horas extra”. Não só tem de lidar com as altas temperaturas produzidas pela combustão interna, mas também com as altas temperaturas ambiente que se fazem sentir, o que poderá requerer uma maior utilização de óleo ou liquido refrigerante do radiador.

Antes de iniciar uma viagem de longa duração ou pelo menos uma vez por semana deve verificar estes níveis para garantir que não há sobreaquecimento do motor e que todos os componentes irão trabalhar na máxima performance. Outra das vantagens de verificar regularmente estes níveis é que assim, caso tenha uma fuga no radiador, esta poderá ser rapidamente detectada e reparada, evitando assim gastos maiores.

4. Verificar com regularidade a pressão dos pneus

Os pneus são o único elo de ligação entre si e a estrada enquanto está a conduzir, e são um dos elementos mais importantes no que toca a segurança, pois não só a eficácia do sistema de travagem depende do estado dos pneumáticos, mas também a segurança da suspensão depende deste componente.

Utilizar valores de pressão acima do recomendado vão fazer com que a banda central do pneu sofra mais desgaste do que as bandas laterais, ao passo que pneus com valores de pressão abaixo do recomendado vão sofrer um desgaste inverso, causando em ambos os casos um desgaste uniforme do pneu, obrigando-o a trocar este componente antes do recomendado.

Os valores ideais de pressão dos pneus variam de fabricante para fabricante, e também consoante o peso e passageiros que esteja a transportar. Geralmente os valores são indicados numa placa colocada numa das portas do seu veículo, mas caso não a encontre, uma pressão de 2.3 BAR deverá estará próxima do recomendado pelo construtor.

pneus

5. Evitar acelerações bruscas com o carro frio

Enquanto o motor não atingir a sua temperatura ideal de circulação (sensivelmente 90ºC), não acelere ao máximo o seu carro e evite mudar de velocidades a altas rotações. Quando o óleo está frio, é mais denso e viscoso, e não chega com a mesma facilidade a todas as zonas, podendo causar danos graves nas partes móveis do motor.

Acelerações bruscas com o carro a frio podem danificar sobretudo o turbo (caso o seu carro esteja equipado com este componente), que sendo uma parte mais sensível do seu carro, requer máximo cuidado.

6. Estar atento a barulhos estranhos

O seu ouvido será sempre o seu melhor mecânico. Sempre que ouvir algum barulho que não seria suposto estar a ouvir, pare o carro ou leve-o ao mecânico o mais rapidamente possível. Um problema detetado atempadamente será sempre de mais fácil reparação, o que significa que a sua despesa no mecânico não será tão grande.Quanto menos vezes tiver que abrir ou alterar componentes originais do motor, mais quilómetros este fará e menos dores de cabeça lhe dará.

O artigo continua após o anúncio

7. Conduza gentilmente

Adotar uma condução defensiva não só o ajudará a economizar combustível como também aumentará a sua segurança e ainda ajudará a prevenir o desgaste do carro. Evite acelerar e travar bruscamente, circular a velocidade excessiva em estradas onde o pavimento não está nas melhores condições, fazer mudanças de velocidade demasiado rápidas e salte mudanças de forma brusca.

Um carro é um dos maiores investimentos da sua vida, e quanto mais cuidado tiver com ele, maior proveito poderá tirar deste. Pequenos gestos de “carinho” com o seu automóvel poderão fazer com que poupe várias centenas de euros por ano em despesas de mecânico, prolongando a vida do motor.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp