Miguel Pinto
Miguel Pinto
07 Abr, 2022 - 16:12

Railbike Marvão: pronto para pedalar… pelos carris?

Miguel Pinto

Chama-se Railbike Marvão e é uma aventura que convida a pedalar por carris alentejanos, por entre uma paisagem única. A não perder.

Railbike Marvão

Já se imaginou a pedalar como se não houvesse amanhã por entre uma paisagem de sonho? Obviamente que já. Mas se lhe dissermos que a proposta que lhe trazemos hoje implica pedalar em cima de uma antiga linha ferroviária, talvez o caso mude de figura. Chama-se Railbike Marvão e promete uma jornada inesquecível.

O cenário para esta aventura é o magnífico Parque Natural da Serra de São Mamede, a região onde o Alentejo abandona a sua delicada e contínua planície e se torna mais vigoroso, rude e… alto.

Aliás, a serra de São Mamede, com 1025 metros de altura, é o ponto mais elevado a sul do Tejo, constituindo um miradouro excecional.  É também por aqui que se abrigam vilas históricas, como Marvão e Castelo de Vide, onde em cada rua se respira história e tradição. Por isso, nada melhor que o Railbike Marvão para conhecer um pouco da zona.

Railbike Marvão: dois percursos disponíveis

O Railbike Marvão é, no fundo, o aproveitamento de uma realidade que nas últimas décadas foi tomando conta do interior do país, sem retorno à vista. O abandono progressivo do transporte ferroviário nestas regiões deixou a vegetar um número considerável de infra-estruturas, outrora fundamentais para a mobilidade das pessoas.

Parte substancial deste património foi-se degradando, muitas vezes de forma irreversível, e o Alentejo não foi exceção. Muito pelo contrário, foi uma das zonas do país mais afetadas pela supressão contínua de comboios e consequente desativação de linhas.

Por isso, não é de espantar que tenham começado a surgir alguns projetos direcionados para o turismo e para o lazer a aproveitar este manancial de equipamentos ao deus dará. A Railbike Marvão é um desses projetos, ideal para um passeio em família ou com um grupo de amigos.

Pessoas a pedalar na Railbike Marvão

Ponte a 30 metros do solo

O primeiro percurso proposto pela Railbike Marvão tem uma extensão de 15 quilómetros e dura aproximadamente duas horas. O ponto de partida é a notável estação de comboios Marvão-Beirã, começando-se logo ali a dar ao pedal pelos carris que, suavemente, ziguezagueiam através de uma paisagem natural de tirar o fôlego.

Sobreiros, carvalhos, muita vida selvagem e uma vista privilegiada do histórico Castelo do Marvão, são algumas das belezas que os participantes podem encontrar pelo caminho.

O ponto de viragem é feito sobre uma espetacular ponte a 30 metros do solo, construída em 1930, de onde se conseguem belíssimas panorâmicas da envolvente, antes de regressar à estação. O preço por pessoa deste percurso é de 20 euros.

Percurso com piquenique

Para quem não tem problemas em pedalar um bocadinho mais, o segundo percurso que a Railbike Marvão oferece tem qualquer coisa como 32 quilómetros e uma duração prevista de 4 horas.

Trata-se de uma viagem de ida e volta entre duas estações históricas, também passando pela ponte já citada e, uma vez mais, com os carris a serpentearem entre uma paisagem esmagadora.

Uma vez mais, é possível ter uma panorâmica diferente do fabuloso Castelo de Marvão, assim como da histórica vila de Castelo de Vide. Como é óbvio, pedalar mais de trinta quilómetros exige alimento e dá fome. Daí que este percurso tenha um piquenique incluído. O preço por pessoa desta segunda opção de percurso é de 45 euros.

Alguns conselhos

Para quem está a pensar chegar à Railbike Marvão e fazer gazeta, fica desde já a saber que se trata de uma atividade física e que as bicicletas não têm motor. Como há zonas com alguma inclinação toda a gente tem que pedalar.

Devem ainda levar roupa adequada às condições atmosféricas e as crianças devem estar acompanhadas por um adulto responsável. A organização refere ainda é que absolutamente obrigatório levar máquina fotográfica e boa disposição.

No final, podem sempre fazer um convívio no Cais Coberto, um armazém de madeira rústico (parte integrante da antiga estação de comboios Marvão-Beirã), convertido num animado café-bar. Aqui podem degustar vinhos, refrescos, petiscos e refeições, ou assistir a concertos e ouvir melodias cheias de groove. Palavra de alentejano!

Veja também