ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Elsa Santos
Elsa Santos
03 Mai, 2022 - 19:00

Romance no escritório: saiba como agir

Elsa Santos

Iniciar um romance no escritório é boa ideia? Provavelmente não. Mas como os sentimentos não se controlam, saiba como agir.

romance no escritório

O local de trabalho é onde a se passa a maior parte do dia. Isso significa que poderá existir uma grande probabilidade de criar afinidades com colegas e mesmo apaixonar-se. Não seria o primeiro nem o último a passar por isso. Mas, será que há limites para um possível romance no escritório? Contamos-lhe tudo o que precisa de saber para não arriscar colocar o seu emprego em causa.

ROMANCE NO ESCRITÓRIO: SIM OU NÃO?

A legislação laboral portuguesa prevê algumas situações relativas à conjugalidade, nomeadamente, falta por casamento ou por falecimento de cônjuge, mas não faz qualquer referência à proibição de relacionamentos amorosos no local de trabalho.

E as empresas?

Ainda que a legislação laboral não o inclua, é verdade que as entidades empregadoras podem incluir entre as restrições apresentadas na sua política interna os relacionamentos amorosos entre colaboradores.

Vale sempre a pena consultar com muita atenção e detalhe esse documento interno antes de assinar o contrato.

Não significa isso que não possa apaixonar-se e viver um romance no escritório.

5 DICAS A CONSIDERAR EM CASO DE ROMANCE NO ESCRITÓRIO

Trabalho é trabalho

Tente sempre ver o trabalho apenas como isso mesmo e não o misture com a sua vida pessoal ou, sobretudo, amorosa. Imponha-se essa regra.

Conheça a política interna da empresa

Independentemente da possibilidade que possa existir de se apaixonar por um colega no local de trabalho, deve conhecer a política interna da empresa antes de assinar contrato. Caso existam regras com as quais não concorda, talvez seja melhor não se comprometer.

Defenda os seus direitos

Existem direitos e deveres para empregados e empregadores. Significa que há regras e limites que ambos os lados devem respeitar. Questões como assédio no trabalho são mais comuns do que possam parecer e há que estar atento. Não permita que usem o facto de viver um romance no escritório como uma arma contra si e/ou contra o/a seu/sua parceiro/a.

Caso tal aconteça procure aconselhamento e ajuda junto da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) ou da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE).

Não “dê bandeira”

Pelo menos no início da relação, quando ainda não tem a certeza se é algo sério, ou simplesmente porque efetivamente não pretende que o seja, não dê nas vistas. Sejam discretos, evitem chegar ou sair juntos e não comentem a situação com os colegas.

Caso os superiores não aprovem esse tipo de relacionamento e tenham conhecimento, poderão arriscar o emprego.

Se a determinada altura achar que deve “abrir o jogo” aos seus superiores sem que isso signifique o desrespeito pelas regras internas, então, faça-o. É melhor que saibam por si do que por terceiros.

Mude

Se a pessoa com quem vive um romance no escritório partilha a mesma sala, se possível, peça para mudar de modo a manter uma certa distância que facilite a gestão de emoções. Tratando-se de um relacionamento sério que pretende manter, bem como se a empresa não aprovar esse tipo de situação, o melhor mesmo é despedir-se e procurar outro emprego. Dessa forma, não colocará em causa o seu posto de trabalho nem o da outra pessoa.

Para além disso, ao sair poderá, mais facilmente, garantir a sustentabilidade financeira em caso de crise da empresa. Um casal que trabalha numa mesma entidade pode, eventualmente, correr o risco de ficar sem quaisquer rendimentos.

FUTURO DE UM ROMANCE NO ESCRITÓRIO

Apesar de possíveis dificuldades com que seja obrigado a lidar, um romance no escritório pode mesmo ser o início de uma relação para a vida.
Portanto, pese bem os prós e os contras. Se for para apostar, faça tudo o que estiver ao seu alcance, com a devida ponderação e moderação, para salvaguardar o seu trabalho, a sua estabilidade financeira e amorosa.

Veja também