ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
11 Dez, 2020 - 15:23

Sabugueiro: encantos da aldeia mais alta de Portugal

Mónica Carvalho

Situada a 1200 metros de altitude, a aldeia serrana do Sabugueiro localiza-se em pleno Parque Natural da Serra da Estrela. A não perder.

Aldeia do Sabugueiro

Os abrigos provisórios dos pastores foi o movimento que deu origem à fundação da aldeia do Sabugueiro, bonita aldeia que integra a zona do Parque Natural da Serra da Estrela. Era ali que encontravam belas pastagens para os seus rebanhos, num local considerado abençoado pela natureza, de beleza rara.

O Sabugueiro é composto por casas rurais, simples, graníticas, algo muito típico na região, de tal forma que foi criado um museu etnográfico com vista a preservar a tradição ainda forte nestas paragens.

Por isso, este destino é identificado como o centro de turismo serrano, local de passagem e paragem dos muitos visitantes que se dirigem à imponente Serra da Estrela.

Nesse sentido, o crescimento do turismo é mesmo o que tem ajudado a preservar e a impulsionar os encantos locais e os produtos da região, como o famoso queijo da serra, presunto e enchidos, mel, tapetes de lã de ovelha e até a criação dos famosos cães da serra que passeiam vagarosamente pelas ruas da aldeia. Aliás, o Sabugueiro é, precisamente, conhecido por ser um dos principais locais de criação desta raça canina.

O que pode visitar no Sabugueiro?

O Sabugueiro é uma das maiores freguesias de todo o Parque Natural da Serra da Estrela e não se destaca apenas pela elevada localização, mas também pelos seus recursos naturais, entre os quais as quedas de água e a vegetação de serra única.

Por esses motivos, a aldeia constitui um dos melhores pontos de partida para conhecer não só a Serra da Estrela – como se precisasse de motivos para tal, mas também algumas das bonitas aldeias envolventes.

Placa no Sabugueiro

Vila de São Romão

São Romão é considerada a vila mais rica do município, em recursos naturais e em termos patrimoniais. É dotada de bonitas paisagens naturais e é também por lá que nasce o rio Cobrão.

A vila tem origens antigas, de acordo com sítio arqueológico existente, cuja ocupação remonta ao Período Calcolítico, isto é cerca de 1.200 a.C.. Chegou, inclusivamente, a ser sede de concelho no século XVIII, mas foi perdendo importância administrativa.

Em São Romão vale a pena conhecer a Igreja Matriz, o Santuário de Nossa Senhora do Desterro, a partir do qual se avista a curiosa “Cabeça da Velha” e o Museu de Arte Sacra.

Aldeia de Sandomil

Também perto do Sabugueiro, encontra a aldeia de Sandomil banhada pelo cristalino Rio Alva e cuja paisagem rural é o maior património da aldeia, devido à existência de moinhos de água, azenhas e a fantástica praia fluvial de águas cintilantes.

Por entre as suas ruas serranas reina a calma e o silêncio, que permitem desfrutar com calma dos locais mais emblemáticos, como a Ponte Romana, o antigo edifício dos Paços do Concelho, hoje uma Casa Brasonada, a Igreja Paroquial com a sua curiosa Torre inclinada, a granítica Capela de S. Sebastião e a de S. João Baptista,

Central Hidroelétrica do Sabugueiro

Esta central faz parte do conjunto de aproveitamento hidroelétrico da Serra da Estrela. Bem, lá perto, seguindo a estrada em direção à vila de São Romão que referimos, poderá encontrar o Museu da Eletricidade, na Senhora do Desterro.

Forno Comunitário

O Forno Comunitário é um local cheio de história geracional. Ao longo dos anos, foi utilizado por quase todas as famílias da freguesia para cozer o “Pão do Sabugueiro”, um elemento central da alimentação que dava sustento das famílias, durante vários dias.

Ainda hoje é possível de observar muitos habitantes que ali chegam com os tabuleiros à cabeça, para cozer o saboroso pão.

Museu Etnográfico

O Forno Comunitário é apenas um dos muitos aspetos rurais da aldeia, com destaque para a pastorícia e sementeiras agrícolas, que pode conhecer neste museu, bem ali ao lado.

Paisagem na Serra da Estrela em Portugal

Cascata da Fervença

As águas límpidas da Serra da Estrela estendem-se ao longo de todo o território, caindo em cascata. Porém a da Fervença é uma das mais bonitas, sendo formada precisamente pelo rio que lhe dá nome.

Cai sobre a serra numa altura de cerca de 20 metros e está envolvida numa paisagem natural invejável, povoada de rios e riachos, caminhos tumultuosos e casas cobertas de colmo e lousa. Se gosta de locais históricos e bucólicos, vai adorar este espaço.

Fonte do Ferreiro

Reza um a lenda local que a Fonte do Ferreiro tem água fresca no Verão e água morna no Inverno, sendo, assim mais do que um local de visitar, quase um ponto de peregrinação para os habitantes que ali enchem jarros e garrafões, mas que também usam o local como bebedouro para os animais. Logo ao lado, existe um tanque comunitário.

Ponte sobre o Rio Alva

É nesta ponte antiga de pedra que pode ver os moinhos onde outrora se moía o centeio ceifado nas encostas da serra e que ajudam a alimentar a população que se dedicava ao campo e à pastorícia.

Onde comer?

Naturalmente que depois de tantos passeios, aventuras e descobertas, o estômago começa a dar horas e na região encontra muitos e bons espaços para desfrutar da deliciosa e típica gastronomia portuguesa. Claro que o famoso queijo da serra e os enchidos fazem parte da ementa. Deixamos algumas sugestões:

  • Mirante da Estrela: Rua do Comércio 60, 6270-151 Sabugueiro
  • Casa da Ponte: Rua do Comércio 3, 6270-151 Sabugueiro
  • O Nevão: Rua da Barreira 151, 6270-151 Sabugueiro
  • Mir’Alva: Rua do Comércio 27, 6270-151 Sabugueiro

Onde ficar?

Para poder desfrutar dos encantos do Sabugueiro em especial e da Serra da Estrela no geral, então, aproveite e faça umas mini-férias relaxantes. Para isso, estes alojamentos vão recebê-lo como se estivesse em casa:

Veja também