Luísa Santos
Luísa Santos
12 Jul, 2018 - 15:23

5 sinais de que poderá ser hackeado

Luísa Santos

Alguns sinais de que pode estar prestes a sofrer um ataque pirata são facilmente identificáveis e fáceis de prevenir. Veja como.

5 sinais de que poderá ser hackeado
O artigo continua após o anúncio

Nos dias de hoje, a permeabilidade da Internet é um assunto que está “em cima da mesa”. A facilidade com que qualquer pessoa consegue aceder ao seu computador ou telemóvel é assustadora e relembra, diariamente, a falta de segurança que existe quando navega na Internet.

Todos os seus dados podem facilmente ser “roubados” e implicar situações graves, dificilmente controláveis. Contudo, existem alguns sinais aos quais deve dar alguma atenção para que, em situações futuras, possa prevenir um ataque pirata.

São pequenas situações do dia-a-dia que, provavelmente, também já lhe aconteceram, e que podem ser evitadas se estiver atento aos comportamentos da própria Internet.

Conheça alguns sinais que pode identificar e contornar, de forma a que a sua informação não seja pirateada.

Sinais de que poderá ser hackeado e como prevenir

homem a usar telemovel

1. Concursos sobre os quais nunca ouviu falar

Aquelas janelas pop-up que parecem surgir do nada e que anunciam concursos, sorteios ou descontos em sites que, provavelmente, nunca visitou, são sempre de desconfiar.

Quando isso acontecer, se acontecer, não forneça qualquer tipo de informação privada: isso inclui nome, morada, informações bancárias ou até mesmo o número de telemóvel. O mais provável é que esses pop-ups sejam uma forma de chegar até si e aos seus dados.

2. Emails e/ou chamadas que não reconhece

Apesar de não tão frequente, este é também um dos sinais de que pode estar prestes a ser hackeado. Se recebeu um email cuja fonte é desconhecida, ou até mesmo uma chamada telefónica na qual lhe pedem a atualização das suas informações bancárias (por exemplo), então, redobre a sua atenção.

São chamadas feitas por hackers, que estão já a recolher a sua informação ou até mesmo a fornecer-lhe ligações que, visualmente, simulam o site do seu banco, mas que nada têm a ver com o mesmo (por exemplo). Esteja atento e evite fraudes via telemóvel.

O artigo continua após o anúncio

3. Utiliza sempre a mesma password

Este é um dos erros mais comuns quando se fala em falta de segurança na Internet. Normalmente, é escolhida uma palavra-passe de fácil memorização e que se relacione com o próprio utilizador.

É também habitual que, depois de escolhida, essa senha seja utilizada num sem número de sites e logins, o que facilita (e muito) um ataque informático e a apropriação dessa password. Escolha expressões diferentes e não utilize sempre as mesmas – siga algumas dicas essenciais e crie uma “pass” segura.

4. Recebe emails suspeitos

Este é um dos sinais mais comuns de que pode estar prestes a ser hackeado. Se recebeu um email estranho do seu banco, onde, inclusive, está presente um número de telefone (para onde é pedido que faça uma chamada), então, pense duas vezes.

Suspeite sempre desse tipo de conteúdo, já que é quase certo que irá sofrer um ataque e verá toda a sua informação comprometida. Não ligue para números que não conhece, nem dê importância a e-mails desse género.

5. Não atualiza as suas aplicações, nem o sistema operativo

As atualizações a apps e sistemas operativos são necessárias ao bom funcionamento de um telemóvel ou computador, por isso, devem ser sempre realizadas e nunca deixadas em esquecimento.

Na maior parte das vezes, essas atualizações vêm colmatar falhas de software que, por si só, já é vulnerável e precisa de uma atualização que reforce a sua segurança. Por isso, atualize sempre as suas apps e o sistema operativo, para que não corra riscos desnecessários.

Veja também