Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luís Vicente
Luís Vicente
03 Jan, 2020 - 15:40

Toledo: a cidade imperial das três culturas à beira do Tejo

Luís Vicente

Toledo está geograficamente ladeada pelo Tejo e historicamente marcada por três identidades. Descubra as razões para visitar a cidade “imperial”.

Vista geral de Toledo

Produto da multiplicação de 3 culturas e identidades religiosas, Toledo é uma cidade de carácter único. Para isso, conta com a convivência por largos séculos de cristãos, muçulmanos e judeus e com a modernização cosmopolita da metrópole cuja história e monumentos são Património Mundial da UNESCO.

Não faltam referências históricas à própria cidade que outrora foi denominada “Imperial”, aquando da nomeação para sede da corte de D. Carlos I.

Também o nome máximo da literatura espanhola, Cervantes, a baptizou: A “glória da Espanha”. A citação é do livro “Os Trabalhos de Persiles e Sigismunda” e surge quando o autor descreve Toledo, ao mesmo tempo que relata sentimentos em relação à cidade.

O que faz de Toledo tão especial é o que prometemos desvendar nas próximas linhas. Desde monumentos marcantes do gótico, a museus únicos no panorama cultural espanhol, há muito para ver e fazer na cidade imperial.

Toledo: O que visitar, onde comer e onde dormir

Alcazar de Toledo

A cidade encontra-se numa colina e é ladeada a Sul, Este e Oeste pelo Rio Tejo. Uma boa forma de conhecer os mais importantes monumentos ao longo da área da cidade é usar o autocarro turístico.

No entanto, se preferir ir à descoberta por conta própria, também é possível fazê-lo. Mas prepare-se para caminhar, pois alguns pontos de interesse ficam algo distantes.

O que visitar

Alcázar de Toledo

Trata-se de um dos mais importantes monumentos de Toledo e com ele trouxe muita história. Os investigadores apontam para que ali tenham convivido Carpetanos, Romanos e Visigodos.

Edificado no ponto mais alto da cidade, o Alcázar, ao longo da história, serviu de residência real, posto de comando e até de central telegráfica. Actualmente, é a casa da Biblioteca de Castilla-La Mancha e alberga também o Museu do Exército.

Catedral Primada de Santa Maria (Catedral de Toledo)

Além de ser um dos mais belos edifícios de Toledo, esta é uma obra-prima do gótico espanhol. Antes de se tornar hoje um monumento vigente da conquista cristã, no passado da Catedral contam-se outras identidades: no início, serviu de igreja visigoda e mais tarde de mesquita-mor.

Este é sem dúvida um dos monumentos mais importantes e de beleza única em Espanha, pelo que a visita enquanto em Toledo é obrigatória. A excelente notícia é que o valor da entrada são apenas 5 euros.

Monasterio San Juan de los Reyes

Este mosteiro do século XV foi mandado construir por Isabel I, com o propósito de ser um mausoléu para os mortos da Batalha de Toro, que também envolveu o, na altura, Reino de Portugal.

Até hoje, este igreja apresenta-se como uma das obras mais importantes alguma vez edificadas sob a tutela dos Reis Católicos.

Ponte de San Martin

Pontes sobre o Tejo não são propriamente uma novidade para os turistas portugueses em Toledo, sobretudo os de Lisboa. No entanto, vale a pena visitar esta histórica construção sobre o rio Tajo (em espanhol).

A ponte situa-se na parte oeste da cidade, próximo do Mosteiro São João, e é possível passar por baixo da mesma a pé, uma vez um percurso pedestre acompanha o Tejo naquela zona. Já atravessando a ponte, é possível ter uma perspectiva diferente sobre a cidade.

Ponte em Toledo

Museu Del Greco

Quanto a museus, também há muitos pontos de interesse para os apaixonados pela pintura. Entre as várias casas de cultura, destaca-se, à cabeça, o Museu Del Greco.

De nome Doménikos Theotokópoulos, a sua influência na arte espanhola é de incomensurável valor. El Greco mudou-se de Roma para Toledo no início do século XVII e é indelével a mancha cultural que deixou na cidade.

Por isso mesmo, o Museo del Greco apresenta-se não só como o expoente máximo do seu legado, mas também um centro de estudo e investigação para melhor conhecer esta figura tão peculiar. O valor da entrada é de 3 euros.

O Museu Sefardita de Toledo e o Museu de Santa Cruz são outras atracções a considerar para admiradores da arte.

Onde Comer

Taberna El Botero

É por muitos considerado um dos melhores de Toledo, mas as críticas não elogiam apenas o menu de degustação ou a apresentação dos pratos. Há quem não tenha a melhor experiência, sobretudo a nível de atendimento.

Porém, não podemos deixar de mencionar este clássico restaurante de Toledo, com gastronomia regional fundida com as escolas contemporânea e internacional.

Restaurante La Ermita

Este restaurante situa-se fora da cidade de Toledo, já para lá das margens do Tejo; mas é recomendado pela simples razão de, além da boa carta, ter uma vista espectacular sobre a cidade.

A apresentação dos pratos e o ambiente fazem deste restaurante um local a visitar no panorama gastronómico de Toledo.

Plaza de Zocodover

Para quem quer experimentar o ponto mais cosmopolita da cidade no que toca a comida e bebida, aconselha-se a passagem pela Plaza de Zocodover. Ali poderá encontrar os mais típicos cafés e bares, bem como as especialidades de doçaria da região.

Mosteiro jesuíta em Toledo

Onde Dormir

Com um turismo forte, Toledo apresenta várias opções para pernoitar, do mais caro ao mais acessível. O Sercotel Alfonso VI, de quatro estrelas, é uma alternativa para quem privilegia boa localização aliado ao conforto.

Já numa vertente mais económica, o Hotel Santa Isabel é uma boa solução para ficar com mais euros na carteira. Entre um e outro, e também com excelente localização, encontra-se o Hotel Conquista de Toledo.

Como Chegar

A forma mais cómoda de chegar a Toledo, provavelmente, é de avião a partir de Lisboa ou Porto em direcção a Madrid. Depois, poderá optar por autocarro ou comboio, sendo este último a forma mais rápida.

Se preferir roadtrips e não quiser ir a Madrid, pode pegar no carro e seguir em direcção a Toledo. Se sair do Porto, demora 6h30 a chegar e irá custar-lhe quase 80 euros só a ida (trajecto com portagens em Portugal) . A partir de Lisboa, o custo é o mesmo, mas demora menos meio hora.

Veja também