ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Teresa Campos
Teresa Campos
23 Abr, 2021 - 10:06

Torre dos Clérigos: está de volta a melhor vista sobre o Porto

Teresa Campos

Após um período de obras, a Torre dos Clérigos reabre em maio. Para assinalar o regresso deste ícone do Porto há uma promoção. Aproveite.

Pormenor da torre dos clérigos

Enquanto o país confinou, a Torre dos Clérigos beneficou de obras que renovaram as condições de acesso à torre, tornando-as mais seguras. Desde dezembro do ano passado que a torre mais famosa do Porto está a ser alvo de obras de melhoramento dos espaços e circuitos de visita, estando ainda a ser criados novos pontos de interesse.

Para comemorar a reabertura, prevista para o início do mês de maio, a Torre dos Clérigos lançou uma promoção imperdível: 3 bilhetes pelo preço de 2! O desconto só é válido até ao final de abril. Por isso, descubra como usufruir dele!

Torre dos Clérigos reabre com promoção a não perder

Não importa se já visitou a Torre dos Clérigos. Nunca é demais usufruir dos encantos deste monumento icónico da Invicta, sobretudo agora que ele recebeu obras de intervenção que tornaram a subida à torre mais confortável e segura. Foi criada uma nova escadaria em ferro, que preserva os antigos degraus em granito, e que permite que o visitante faça o percurso pela torre.

Para celebrar esta reabertura ao público, há uma promoção válida até ao final do presente mês de abril. Assim, por cada 2 bilhetes de entrada para a Torre e Museu dos Clérigos comprados (pelo valor de 6€ cada) será oferecido mais 1. O que significa que, basicamente, pode adquirir 3 bilhetes pelo preço de 2.

Os bilhetes têm um nome sugestivo (Bilhete Bye Bye Covid) e podem ser adquiridos aqui, até dia 31 de abril (se quiser aproveitar a promoção, claro). Depois, pode usar os bilhetes até 31 de dezembro de 2021.

De lembrar que as visitas devem ser agendadas pelo que, após o dia 15 de maio, deve enviar um email para [email protected], indicando o seu nome, número da encomenda e data e hora pretendidas para a visita.

De acordo com Manuel Fernando, Presidente da Irmandade dos Clérigos: “É tempo de nos prepararmos para as novas exigências do pós-pandemia, com a esperança na recuperação de um setor que muito tem contribuído para a notoriedade do país. (…) Em 2021, devolveremos aos portuenses, e a todos os visitantes, o ícone da cidade do Porto no seu esplendor, com maior qualidade na experiência de visita, conforto e segurança, e novos conteúdos para explorar.”

Vista geral da cidade e do que visitar no Porto
Veja também O que visitar no Porto: 15 atrações obrigatórias

Torres dos Clérigos: tudo o que deve saber, antes de a visitar

Os Clérigos são um Monumento Nacional que engloba, além da torre, a igreja e o museu.

A Igreja e a Torre dos Clérigos constituem um conjunto barroco, setecentista, da responsabilidade do conhecido arquiteto italiano, Nicolau Nasoni. A unir estes dois edifícios existe a Casa da Irmandade, a qual funciona como museu, desde 2014.

torre dos clérigos

Torre dos Clérigos

A construção desta simbólica torre da cidade decorreu entre 1754 e 1763. O seu principal atrativo são os seus 75 metros de altura que se traduzem em 225 degraus que dão acesso ao topo da torre e a uma magnífica vista panorâmica sobre a cidade do Porto.

Museu

Vale também a pena visitar a Casa da Irmandade, atual Museu, onde pode ficar a conhecer a Casa do Despacho, a Sala do Cofre, o Cartório e a antiga enfermaria. Além disso, há coleções de escultura, pintura, mobiliário e ourivesaria para descobrir.

Igreja

Aproveite, ainda, para visitar a Igreja dos Clérigos, cuja construção teve lugar entre 1732 e 1749. Convém lembrar que esta foi a primeira igreja portuguesa em forma de elipse, destacando-se ainda pela sua singular galeria que circunda toda a nave.

O seu interior é muito rico, marcado pelo uso da talha dourada e do mármore. Existem, ainda, quatro belos altares laterais dedicados: ao Santíssimo Sacramento, a Nossa Senhora das Dores, a Santo André Avelino e a São Bento.

Outras atrações da igreja são os seus dois órgãos de tubos ibéricos.

Veja também