Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
15 Jan, 2024 - 12:09

Visão turva? Conheça os sinais de alerta e saiba o que fazer

Catarina Milheiro

A visão turva é um dos sintomas mais frequentes de que existe algum problema com os seus olhos. Saiba tudo.

Conseguir olhar com clareza e nitidez são dois aspetos mais importantes quando o assunto são os nossos olhos. Por isso mesmo, ter a visão turva nunca vai significar algo de positivo.

Todos sabemos que é extremamente importante conseguir ver de forma clara para a nossa própria segurança – seja a conduzir, em casa ou na rua. Contudo, existem alguns problemas e doenças oftalmológicas ou não que podem ser a causa do aparecimento da visão turva.

Caracteriza-se pelo aspeto embaciado e desfocado das imagens que vemos no momento e pode até chegar a causar falhas na identificação clara de objetos, por exemplo.

O que pode significar a visão turva?

Já alguma vez sentiu que estava com a visão turva de forma repentina? Acontece-lhe com frequência? É importante que não deixe passar ao lado este sintoma que pode mascarar ou não um problema.

Assim, a visão turva ou embaciada é uma diminuição da capacidade visual. Trata-se da falta de nitidez que resulta na incapacidade de ver os detalhes e é muitas vezes descrita como “visão trémula ou nublada” pelos pacientes.

Existem vários problemas da visão. Contudo, a visão turva é um dos sintomas mais frequentes devido à existência de muitos problemas nos olhos que podem provocar uma diminuição da capacidade visual.

A dor de cabeça é um dos sintomas mais comuns associados à visão turva. Para além disto, saiba que também as tonturas e outro tipo de distúrbios podem acontecer simultaneamente e estarem relacionados.

Pode ocorrer nos dois olhos em simultâneo?

Este tipo de visão embaciada ou turva pode surgir apenas num olho ou em ambos – tudo depende da causa em questão. Ou seja, se se questiona se a visão turva pode afetar os dois olhos ao mesmo tempo, saiba que sim.

Aliás, pode afetar a visão central (quando olhamos em frente) ou fazer com que se perca a visão periférica (quando olhamos para a direita ou para a esquerda).

Acontece de forma gradual ou espontânea?

Na grande maioria das situações, a visão turva acontece de forma gradual, isto é, vai piorando à medida que o tempo passa.

No entanto, há casos em que acontece de forma repentina e a pessoa perde mesmo a visão durante uns minutos ou até umas horas. Nesses casos, deverá contactar de imediato um médico para que possa perceber o que poderá estar na origem do problema.

Existem ainda alguns sintomas para os quais deve estar atento, como o ardor nos olhos e a visualização de flashs de luz. E mesmo que a visão turva ocorra de forma lenta e progressiva, é crucial obter um diagnóstico o mais rápido possível para evitar problemas maiores.

Visão turva: 6 sinais de alerta

1.

Conjuntivite

As conjuntivites podem fazer com que a pessoa fique com a visão turva. Uma vez que se tratam de infeções que podem passar de um olho para o outro, é necessário adotar alguns cuidados para que não piore a situação.

Nestes casos, é preciso identificar a origem da infeção (se bacteriana ou virica) para depois adaptar o tratamento. Para o efeito, deve contactar o oftalmologista e seguir a terapêutica à risca.

2.

Miopia ou hipermetropia

Sabia que a miopia e a hipermetropia são dois dos problemas da visão mais comuns no mundo? Em relação à miopia, a mesma acontece quando alguém não consegue ver bem ao longe. Por outro lado, a hipermetropia surge quando se torna difícil ver ao perto.

Associados ainda à visão turva, surgem outros sintomas como as dores de cabeça constantes e o cansaço ocular.

Se este for o seu caso, deve fazer um exame de visão para que seja possível perceber qual o problema e inicial o tratamento indicado.

3.

Astigamatismo

Trata-se de um erro refrativo que surge num determinado eixo da visão e faz com que a imagem na retina apareça desfocada. O astigmatismo encontra-se entre os problemas de visão mais comuns na população e pode também estar relacionado com problemas como a miopia ou a hipermetropia, por exemplo.

Se suspeita que este pode ser o seu caso, é crucial visitar um oftalmologista para um correto diagnóstico. O uso de lentes de contacto ou de óculos irá ajudar a corrigir o problema.

4.

Ansiedade

Se anda constantemente ansioso é provável que já tenha sentido em algum momento a sua visão turva, mesmo que apenas durante alguns segundos.

A verdade é que a ansiedade pode trazer-nos sensações negativas e uma delas pode mesmo estar relacionada com a nossa visão. Em caso de suspeita, tente relaxar e respirar fundo.

Imagine um cenário calmo e sereno, volte a abrir os olhos e verifique o estado da sua visão. Caso o problema seja frequente, deve visitar o seu médico.

5.

Presbiopia

Outro problema comum é a presbiopia, que acontece sobretudo em pessoas com idades acima dos 40 anos. Caracteriza-se pela dificuldade em focar objetos e textos que estão perto.

Não sabe o que fazer? O melhor mesmo é fazer um teste de visão e verificar se o problema pode ser corrigido com o uso de lentes ou óculos para ler.

6.

Retinopatia diabética

Esta é uma das principais causas de cegueira nos adultos e está relacionada com as alterações que ocorrem na estrutura dos vasos sanguíneos da retina e com a diabetes.

À medida que a doença evolui, os vasos vão libertando sangue para o espaço da retina acabando por causar problemas graves na visão. A visão turva pode acontecer também quando se trata de uma diabetes gestacional, para além de outras coisas que não estão relacionadas com os valores glicémicos.

Nestes casos, se já foi diagnosticado com diabetes deve fazer uma alimentação adequada e evitar alimentos industrializados e com demasiado açúcar. Além disto é crucial tomar a medicação prescrita pelo médico. Se a visão turva for piorando, converse de imediato com o seu médico.

Veja também

Artigos Relacionados