Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Afonso Aguiar
Afonso Aguiar
19 Fev, 2020 - 17:35

10 coisas que deve saber sobre o novo Honda Jazz Híbrido

Afonso Aguiar

A Honda quer “eletrificar a Europa”, e o novo Honda Jazz será um dos pioneros nesta premissa. Conheça-o ao detalhe.

novo honda jazz híbrido

O novo Honda Jazz foi apresentado na Europa a 23 de outubro de 2019, em Amesterdão, e o Ekonomista Motores esteve presente.

Foi também neste evento que a Honda anunciou ao mundo o objetivo ambicioso de eletrificar todos os seus modelos até 2022.

Sob o lema “visão eletrificada”, a marca japonesa revelou a versão final do Honda E – o primeiro automóvel 100% elétrico da marca a ser vendido na Europa – e revelou o novo Honda Jazz Híbrido.

Sobre o Honda E, muito já foi dito, mas ainda nada existem em concreto. Já sobre o novo Honda Jazz, as informações oficiais vão chegando, e aqui ficam 10 factos que já se sabe sobre o novo híbrido compacto da marca japonesa.

10 coisas que deve saber sobre o novo Honda Jazz Híbrido

honda jazz apresentacao
Fonte: Honda

1. 4ª geração do Honda Jazz

Inicialmente lançado em 2001 com o nome de Honda Fit, o pequeno citadino da Honda tornou-se num dos modelos com maior sucesso da marca japonesa, vendendo cerca de 7.5 milhões de exemplares globalmente até hoje.

O novo Honda Jazz Híbrido é, assim, a quarta versão do Honda Fit criado no início do milénio.

2. Versão Crosstar

jonda jazz crosstar
Fonte: Honda

Apesar de manter uma versão mais dedicada à mobilidade urbana, à semelhança do que acontece com o modelo atual, também vai ser introduzida uma outra maior: o Honda Jazz Crosstar.

Com maior distância em relação ao solo, tejadilhos na parte superior do veículo, proteções inferiores em plástico conferindo um ar mais robusto e, até, uma grelha frontal maior, o Cross Star assemelha-se a um SUV.

O objetivo passa por ampliar a gama de potenciais clientes, garantido ainda uma maior segurança aos consumidores de citadinos que, por essa mesma razão, começam cada vez mais a procurar SUV’s.

3. Apenas motorizações híbridas

Este será o primeiro modelo da marca japonesa a ter unicamente motores híbridos. Não haverá, portanto, lugar a versões movidas unicamente a combustão (embora fora da Europa – no Brasil por exemplo, onde ainda é conhecido como Honda Fit – aguarda-se que seja lançada uma versão unicamente a gasolina).

A marca já revelou, no entanto, que o novo Honda Jazz terá duas motorizações diferentes, ainda que não tenha divulgado características e especificações.

Durante o evento de Amesterdão, levantou-se a questão do porquê não incluir uma motorização a combustão, devido ao facto dos híbridos serem mais caros.

Em resposta, o Assistant Large Project Leader (diretor de desenvolvimento) do Honda Jazz, Kentaro Yokoo não teve pudor em afirmar que “o Honda Jazz e o seu sistema são uma forma de aumentar o volume de produção de híbridos e, ao mesmo tempo, reduzir os custos”.

4. Estreia do Sistema E.HEV

O novo Honda Jazz Híbrido é o primeiro da marca a inaugurar o sistema E.HEV(Hybrid Electric Vehicle) – aquele que a marca pretende que conduza a sua “visão elétrica” até 2022, com o lançamento de mais três modelos com esta motorização.

Resumidamente, esta motorização é uma evolução do i-MMD encontrado no CR-V Hybrid. Porém, mais compactada e pensada para combinar a potência (centrada na parte a combustão) com baixos consumos (conseguida através da inclusão de um sistema elétrico).

A configuração mantém-se idêntica à do CR-V Hybrid, com dois motores elétricos e um motor de combustão interna a gasolina.

“O funcionamento do sistema foi desenvolvido para ter a sua maior eficiência entre os 80 e os 100 km/h. Menos do que isso e perde a sua potência, uma vez que utiliza mais as versão elétrica. Mais do que isso e perde nos consumos, uma vez que força mais o motor a combustão”, explicou o Assistant Large Project Leader (diretor de desenvolvimento) do Honda Jazz, Kentaro Yokoo

5. Não terá caixa de velocidades manual

Ao contrário da maioria dos automóveis híbridos da atualidade, o novo Honda Jazz Híbrido não terá uma caixa de velocidades convencional.

Será, portanto, de transmissão automática. Esta foi uma das formas de conseguir compactar as baterias e, também, de diminuir os custos de produção.

6. Mantém os “magic seats”

magic seats honda
Fonte: Honda

À semelhança do que acontece já nos modelos atuais, o novo Honda Jazz Híbrido vai ter bancos frontais maiores, porém, desenhados especialmente para oferecerem o máximo de resistência à fadiga.

Na parte de trás, os bancos mágicos oferecem uma maior flexibilidade, podendo ser dobrados e aumentando a capacidade de carga.

Além disso, o interior continua espaçoso e confortável, muito por causa da inclusão do depósito do depósito de combustível no centro do chassis

Estas características estão incorporadas tanto na versão normal, como na versão Crosstar.

7. Design mais prático e minimalista

honda jazz crosstar
Fonte: Honda

Segundo a marca, a visibilidade durante a condução foi consideravelmente melhorada e não só graças a sistemas tecnológicos. No novo Honda Jazz Híbrido, o pilar A passa a ter metade da largura do modelo anterior,.

Apesar de menor, o novo pilar carateriza-se por uma rigidez torsional melhorada e por uma nova tecnologia estrutural, que movem a tensão do impacto em direção aos pilares da carroçaria.

No exterior, destacam-se linhas naturais nítidas, que percorrem horizontalmente as laterais da viatura. Estas, por sua vez, enfatizam o para-choques traseiro e as jantes, reforçando a postura ampla da viatura, assim como a estabilidade da mesma.

O design traseiro deste modelo salienta as linhas mais limpas na frente, com um layout agrupado de luzes horizontais elegante e um spoiler de teto discreto.

8. Tecnologia avançada

interior novo honda jazz
Fonte: Honda

Durante o evento, a Honda explicou também que a conectividade com os telemóveis é cada vez mais uma das preocupações dos consumidores. “Já não se coloca a questão de escolher o produto, mas antes o que é que o produto pode fazer pelo consumidor”, foi uma expressa pelos responsáveis da Honda durante o evento.

Tanto a versão Honda Jazz normal, como a Crosstar mostram isso mesmo. Assim, foi incluído um novo interface touchscreen LED, que apresenta uma utilização semelhante à de um smartphone.

O sistema Android Auto a Apple CarPlay estão também presentes, assim como um ponto de acesso WiFi para garantir que todos os passageiros possam permanecer sempre conectados.

9. Melhores sensores

A tecnologia Sensing da Honda foi aperfeiçoada com a instalação de uma nova câmara, mais ampla e de alta definição. Deste modo, haverá uma maior perceção do ambiente que rodeia a viatura, incluindo o reconhecimento das faixas de rodagem.

O novo sistema permite também que o Adaptive Cruise Control (ACC) consiga acompanhar o trânsito em baixas velocidades e aplique o Lane Keep Assist (assistência de faixa de rodagem) em estradas.

10. Capaz de reconhecer os peões à noite

O novo Honda Jazz Híbrido trás consigo finalmente e também um sistema de travagem automática para mitigação de colisões (CMBS) aperfeiçoado, que, entre outras coisas, será adaptado para reconhecer com maior facilidade peões à noite.

Veja também