Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
05 Ago, 2020 - 15:03

Serviço de motosharing da Acciona deixa de operar em Lisboa

Ekonomista

Portugal perde mais um operador de partilha de veículos, agora de motos elétricas. Ecooltra é agora a única operadora.

Motos elétricas de serviço de motosharing

O serviço de motosharing da Acciona vai deixar de operar em Lisboa a partir do dia 7 de agosto. Recorde-se que, além de Lisboa, o operador de motosharing também atua em Madrid, Barcelona, Valência, Sevilha, Saragoça e Milão.

Na capital portuguesa, a empresa tinha 500 motociclos elétricos, tendo a frota sido reforçada em maio. A empresa já tinha, entretanto, regressado à atividade, após o confinamento.

Sabe-se que a decisão de abandonar o país prende-se com a conjuntura social que globalmente se sente, apesar de a empresa garantir que vai continuar a estar atenta às necessidades futuras do mercado português no que concerne à sustentabilidade e multimodalidade dos transportes urbanos, o que significa que poderá em breve retornar a operação na capital de Portugal.

Todos os clientes inscritos na plataforma da Acciona em Lisboa já foram devidamente informados da situação, bem como das razões que motivaram este desfecho.

A Acciona junta-se assim à DriveNow (plataforma de carsharing) que, em março deste ano, também decidiu fechar atividade em Portugal.

Veja também