Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
David Afonso
David Afonso
17 Fev, 2020 - 15:09

Carsharing: como andar de carro, sem ter carro

David Afonso

Já ouviu falar de Carsharing? Saiba o que é esta moda, como funciona, as vantagens e que plataformas (fidedignas) existem em Portugal.

Homem a entrar num carro

Muito em voga nos dias de hoje, o carsharing é um conceito que tem vindo a ganhar inúmeros utilizadores em Portugal, principalmente nas grandes cidades.

Uma das principais razões da popularidade deste conceito é sobretudo a possibilidade de poupar. Não só dinheiro, mas também o automóvel.

Um estudo recente apontou que 58% dos “passageiros” portugueses recorrem ao carsharing exatamente para poupar dinheiro e encontram neste meio de mobilidade uma forma de fugir à movida citadina e uso excessivo do carro.

Conheça então em que consiste este conceito, quais as principais vantagens e quais as plataformas que existem neste momento em Portugal.

carsharing: ter qualquer automóvel à distância de um clique

Homem a mexer em telemóvel

O carsharing é uma forma de aluguer de viaturas por um curto período de tempo, sem que seja preciso fidelizar-se, pagar taxas de inscrição, ou qualquer tipo de mensalidade fixa. Terá apenas de pagar pelo aluguer de um veículo quando o utilizar. O preço inclui já o custo do seguro, do estacionamento, e do combustível.

O principal objetivo deste serviço é reduzir o uso excessivo do carro e a quantidade de automóveis em circulação nas estradas, reduzindo assim a emissão de dióxido de carbono através da partilha de veículos, que ficam distribuídos por vários pontos na cidade.

É possível aceder ao serviço através de uma aplicação e, por norma, desde que esteja disponível um veículo, poderá circular no mesmo, o que significa que tem a flexibilidade e independência de ter carro próprio, sem toda a responsabilidade – e despesa – associada.

Proprietários de veículos podem também ganhar algum dinheiro extra, ao disponibilizarem o carro quando não o estão a utilizar. O dinheiro ganho será proporcional ao tempo em que o carro é alugado, e o proprietário só aluga a quem quiser fazê-lo.

Como funciona o carsharing? As Plataformas disponíveis e os preços

Depois de todo o processo de registo, os utilizadores utilizam as respetivas aplicações ou para localizar, aceder e ligar as viaturas. Estas encontram-se dentro de um perímetro definido pelas empresas que distribuem os seus automóveis consoante a sua área de atuação na cidade.

Para utilizar um destes veículos, deve seguir determinados passos. São eles:

  • 1. Fazer o registo numa das plataformas carsharing existentes. Por norma, os dados necessários são: dados pessoais, cartão de crédito e carta de condução.
  • 2. A app cruza a sua localização com os automóveis que estão mais perto de si.
  • 3. Depois de saber onde está o carro mais próximo, basta seguir a localização, aproximar-se e com o telemóvel pode-o abrir e ligar.
  • 4. Acabando a sua viagem, deixar o carro devidamente estacionado para outro utilizador o poder utilizar.

Plataformas de carsharing disponíveis em Portugal

carsharing

Serviços de carsharing em Portugal são, atualmente, mais populares nas principais cidades do país, sendo que Lisboa é sem dúvida a cidade com maior adesão a este serviço.

Atualmente, as maiores plataformas neste momento em Portugal são:

Os preços podem variar de plataforma para plataforma, mas a título de exemplo, na Drive Now, é possível alugar um MINI por 29 cêntimos por minuto, ou um BMW i3 ou BMW Série 1 por 31 cêntimos por minuto.

Outras operadoras permitem-lhe alugar um automóvel por um período de 24h, por preços que rondam os 60€.

Principais vantagens do carsharing

Para além dos motivos que apresentámos em cima, motivos económicos e ambientes, o carsharing tem vantagens que se notam no próprio dia-a-dia. São elas:

  • Conveniência: Utilizar um automóvel por uma curta duração, sem ter de o adquirir.
  • Burocracia: Inexistência de fidelidades e mensalidades de aluguer.
  • Poupança: Todos os custos como: combustível, estacionamento ou seguro estão no preço final.
  • Acessibilidade: As viaturas das várias empresas podem ser recolhidas e entregues em qualquer sítio. Claro que, convém ativar a aplicação na respetiva área da empresa.
  • Empreendedorismo: Consoante a disponibilidade, poderá ser uma forma de ter um rendimento extra.

Carsharing: uma ‘moda’ à dimensão global

O carsharing é um fenómeno global. África do Sul, Turquia e Brasil lideram com o maior número de passageiros e condutores que fazem partilha de automóvel.

Para 51% dos passageiros a principal motivação para aderir a esta forma de mobilidade é a redução de custos, motivo partilhado por 44% dos condutores. A dimensão ecológica vem em segundo lugar para ambos: 35% passageiros e 38% nos condutores.

Segundo um estudo da consultora Frost & Sullivan, em 2017 quase 8 milhões de pessoas utilizavam o carsharing como meio de transporte em todo o mundo. Estudos apontam para que este número aumente cinco vezes até 2025.

Contudo, em Portugal, e face a esta tendência global, existe um projeto para otimizar o carsharing, com o objetivo de tornar negócio mais barato para empresas e consumidores.

O projeto “Smart inter(urban) shared mobility systems: Siu-SMS”, desenvolvido pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) está a estudar este modelo de mobilidade urbana, com o objetivo de desenvolver novas formas que otimizem a oferta, de acordo com as capacidades da empresa, mas também a procura, seguindo as necessidades do consumidor.

Veja também