ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Luís Neves
Luís Neves
06 Jul, 2021 - 14:50

Adaptar um usado para GPL. Quais os melhores carros?

Luís Neves

A procura por automóveis usados a gasolina para adaptar para GPL tem vindo a aumentar. Saiba quais são os modelos e marcas mais procuradas.

GPL Auto

A última tendência na procura por carros usados para adaptação é de veículos híbridos, que se transformam em veículos tri-fuel (três tipos de combustível, gasolina, elétrico e GPL).

É uma tendência que não é de agora, mas com os constantes aumentos dos preços da gasolina e gasóleo (a atingir máximos antes impensáveis, e ainda mais em tempos de pandemia) tem vindo a ganhar mais força: a procura de um carro usado a gasolina para conversão para funcionar a gás de petróleo liquefeito (GPL).

Esta é uma das melhores, senão mesmo a melhor solução para aqueles que procuram uma solução mais barata face à gasolina e gasóleo, especialmente para quem percorra diariamente muitos quilómetros.

A crescente procura dos veículos a gasolina com a ideia de converter para GPL “deve-se também aos elevados custos e problemas que estão associados aos veículos a gasóleo, desde as manutenções mais caras, ao crescente incremento de proibições de circulação em centros urbanos bem como o aumento dos impostos e as crescentes preocupações ambientais pois o GPL emite menos de cerca 65% partículas nocivas para o meio ambiente”, como explica Rui Pereira, responsável pela “Autogás Power”, empresa especializada na conversão de veículos para GPL.

Obviamente, a grande vantagem do GPL é o facto de, atualmente, o preço médio custar 0,67€, ao passo que o litro de gasolina e de gasóleo custa em média, 1,66€ e 1,45€, respetivamente.

Outra vantagem é a de um carro movido a GPL ser bastante mais fiável que um carro movido a outro tipo de combustível: isto acontece porque o GPL não tem tantas impurezas, sendo um combustível mais limpo, não danificando tanto os componentes móveis do motor.

Qual a melhor marca para converter para GPL?

depósito GPL

Segundo Rui Pereira, não se deve somente pensar em marcas, “o mais importante é o bom estado de toda a parte mecânica do veículo e conhecer um pouco o histórico das manutenções e cuidados do veículo”.

Em relação aos modelos (ou marcas) mais procurados para a conversão para GPL, este responsável indica que, “a nível percentual as marcas mais convertidas são Mercedes, BMW Audi e Volvo, isto no âmbito de veículos usados com alguma idade”, explica, adiantando que, “em relação a veículos mais recentes tem-se verificado que os Renault são uma boa aposta (Clio, Captur com as motorizações 900 e 1000 cm3 com 90 e 100cv, respetivamente) e os motores Ford com a tecnologia EcoBoost (com as motorizações 1.000)”.

Veículos híbridos transformados em tri-fuel

O que tem aumentado significativamente a procura é nos veículos híbridos, que se transformam em veículos tri-fuel (três tipos de combustível, gasolina, elétrico e GPL), como refere Rui Sousa. “Principalmente do Grupo Toyota, tais como Toyota Auris, Yaris, Corolla, ou Lexus NX 300H e CT 200H, que permitem uma solução fantástica ao tornarem-se tri-fuel”, refere.

“Nestes últimos estamos a falar em custo por 100 km cerca de 3,5/4 euros o que é deveras fantástico”, sublinha.

Contudo, o responsável lembra que nem todos os motores “de ciclo Otto”, ou seja, a gasolina, podem ser passíveis de converter para GPL, cabendo sempre a análise e verificação da existência de um kit compatível, ou seja, terá que ser uma solução dedicada para cada motor não sendo transversal como nos motores de injeção multiponto ou indireta.

“O meu conselho é que aquando a aquisição de um veículo com o intuito de converter para GPL se deva sempre consultar um centro de conversão acreditado para esclarecimentos”, recomenda o responsável.

Veja também