Helena Peixoto
Helena Peixoto
28 Nov, 2018 - 14:13
alarme em casa

Alarme em casa: ter ou não ter?

Helena Peixoto

Valerá ou não a pena ter alarme em casa? Neste artigo damos-lhe conta das razões que justificam a contratação deste serviço.

O artigo continua após o anúncio

Todos sabemos que o seguro morreu de velho… E que mais vale prevenir do que remediar. Por isso, se está a ponderar ter um alarme em casa ou contratar o serviço completo, talvez este guia de tópicos o ajude a decidir se o seu caso é daqueles que convém mesmo ter um sistema destes.

Confira abaixo 10 questões que o podem ajudar a tomar uma decisão mais informada e consciente. Preparado?

10 boas razões para ter um alarme em casa

7 bons motivos para ter alarme em casa

1. Muito tempo fora de casa

Se é daquelas pessoas que passa muito tempo fora de casa, talvez seja mesmo melhor ter um alarme em casa. Pode não dar conta, mas as pessoas que assaltam as casas estão sempre atentas às movimentações das suas casas ‘alvo’ e, rapidamente, vão perceber que a sua é um alvo mais fácil por estar muito tempo sem ninguém.

Ao colocar um alarme, mais difícil será escolherem a sua casa.

2. Não tem nenhum animal

Acredite que é mesmo verdade: os animais (sobretudo cães), são um grande elemento para dissuadir os ladrões! Se falarmos de um cão de grande porte, melhor ainda para manter a sua casa segura. Mas, mesmo que seja um cão pequeno, eles rapidamente dão o alerta de que haverá estranhos a tentar entrar.

Se em sua casa não há qualquer animal, mais uma razão para equacionar um alarme em casa.

3. Motivo para dissuadir os mal intencionados

Imagine este cenário: um potencial ladrão está a analisar uma rua com várias casas apetecíveis. Olha para a casa ‘x’ e vê um sinal de que a casa é vigiada por um sistema de vigilância e alarme; olha para a outra e percebe que a ‘costa está livre’. Qual destes dois irá escolher? Não é difícil saber a resposta…

4. Vive sozinho

Se vive num apartamento ou numa casa absolutamente só, então deve mesmo apostar num alarme em casa. É sempre um conforto maior, uma tranquilidade adicional para qualquer pessoa que esteja sozinha e cuja segurança seja importante reforçar.

O artigo continua após o anúncio

5. Zona considerada de maior ‘risco’

Todos sabemos que existem determinadas zonas das cidades consideradas potencialmente mais perigosas ou com maior probabilidade de serem assaltadas. Em qualquer um destes casos, na dúvida o ideal será optar por um alarme em casa e sentir-se assim um pouco mais tranquilo.

6. Para proteger a sua família

Os seus pais vivem sozinhos e já não têm as suas capacidades a 100%? Tem algum avô ou avó numa localização mais isolada e com difícil acesso? Então acredite, não haverá melhor prenda para lhes dar do que oferecer um alarme em casa.

A instalação de um alarme em casa acaba por afastar pessoas com esquemas e objetivos menos próprios.

7. Se trabalha por turnos

Se a sua profissão o obriga a ausentar-se por várias noites e depois dias, e depois noites outra vez, acredite que vai sentir-se melhor com um alarme em casa. Vai sentir que deixa a sua família mais tranquila e protegida e garante melhores horas de sono!

8. Rapidez de alerta

Uma das grandes vantagens destes sistemas de videovigilância e de alarmes é que, mal se identificam as presenças indesejadas, automaticamente a central é notificada e procede ao que é costume a nível protocolar.

Também há o disparo automático do alarme que acaba por afugentar quem tenta entrar na sua casa com más intenções.

9. Viver numa moradia

São várias as vantagens associadas a viver numa casa face a um apartamento. Mas, como em tudo, também tem desvantagens – claro está. Uma delas é o acesso mais facilitado e maior probabilidade de um assalto.

É por isso que a grande maioria das pessoas que vive em moradia acaba por optar por ter um alarme em casa.

O artigo continua após o anúncio

10. Para evitar outro tipo de danos

Sabia que os alarmes em casa não servem apenas para afastar e identificar ladrões? Existem alguns modelos que detetam, por exemplo, fumo em demasia, temperaturas altas demais ou ainda possíveis inundações. Se gosta de estar totalmente protegido e precavido, procure as alternativas que oferecem esta possibilidade também.

Em qualquer um dos casos, pode sempre optar por comprar primeiro o equipamento que por si só vai ajudar a ‘afastar’ este público indesejado. Se ficar ainda mais seguro e tranquilo, há várias opções de serviços no mercado que por um preço mensal bastante competitivo garantem que a sua casa esteja protegida 24 horas sobre 24 horas.

Uma outra questão muito importante e que deve ter sempre em mente: o facto de colocar um alarme em casa não significa que pode ‘desleixar-se’ e adotar comportamentos de risco (deixar portas e janelas abertas, identificar facilmente rotinas, colocar informação de onde está nas redes sociais, etc). Prevenção é o primeiro passo, sempre!

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp