Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
06 Jun, 2018 - 12:20

Alergia a gatos: causas, sintomas e como tratar

Inês Pereira

Espirros, olhos lacrimejantes e comichão no nariz: a alergia a gatos pode ser bastante incomodativa. Descubra as causas deste problema e como preveni-lo.

Alergia a gatos: causas, sintomas e como tratar

Estima-se que 26% dos europeus sofram de alergia a gatos, o que faz deste um problema bastante comum em casas espalhadas por todo o continente. Muitas vezes, julga que a causa dos seus espirros é o pólen ou o pó, mas a verdade é que o culpado pode mesmo ser o seu companheiro felino.

A alergia é um dos fatores que impedem que as pessoas adotem gatos, condicionando a relação que se possa estabelecer entre humano e animal. Está na altura de perceber melhor este fenómeno e de saber como se pode prevenir.

Tudo o que precisa de saber sobre a alergia a gatos

A alergia é uma reação de rejeição do sistema imunitário a um agente externo e no caso da alergia a gatos a situação não é diferente. Ao contrário do que se costuma pensar, esta aversão não se deve aos pelos dos felinos mas sim a uma proteína presente na saliva, na urina e na pele destes animais.

Ora, os gatos, conhecidos pelo seu amor à higiene, limpam-se através de lambidelas, pelo que facilitam a propagação do agente que causa as alergias. Ao lamber o pelo, o animal deposita os agentes alergénicos no corpo, que está depois em contacto com pessoas e objetos. Na verdade, estes vestígios podem permanecer nos tapetes e nos cortinados, por exemplo, durante meses.

Sintomas de alergia a gatos

alergia a gatos

Os sintomas da alergia a gatos podem variar na sua forma e intensidade, pelo que nem toda a gente sofre com as mesmas manifestações. Ao contrário do que acontece no caso dos cães, a alergia a gatos não depende da raça do felino – apenas da reação do indivíduo ao agente alergénico.

Posto isto, os sintomas mais comuns são:

Prevenção e tratamento

alergia a gatos

Caso se confirme a alergia a gatos, o melhor a fazer é mesmo tentar manter-se afastado destes animais. No entanto, caso seja o dono do felino a sofrer desta maleita, existem algumas técnicas que podem ajudar a prevenir o problema:

  • Evitar ter tapetes e outros adereços de tecido nas divisões frequentadas pelo felino;
  • Garantir a limpeza do animal com, pelo menos, um banho semanal;
  • Escovar várias vezes o pelo do gato;
  • Limpar frequentemente a casa.

No que se refere ao tratamento da alergia, deve consultar um médico antes de proceder à toma de qualquer medicamento. Contudo, a melhor a solução será recorrer aos antihistamínicos.

Veja também: