Publicidade:

7 dicas para manter uma alimentação saudável e barata

Manter uma alimentação saudável e barata é um desafio, já que os produtos baratos tendem a ser menos benéficos. Siga estas dicas e oriente-se!

7 dicas para manter uma alimentação saudável e barata
Comer bem não tem de sair caro

Se assume a responsabilidade das compras e/ou das refeições lá em casa, sabe do que falamos: nem sempre um estilo de vida saudável é amigo da carteira e é muito difícil manter uma alimentação saudável e barata o suficiente para não destruir o orçamento familiar.

No entanto, não é impossível manter as contas equilibradas e fazer a balança acompanhá-las. Siga as nossas dicas e comprove.

Como manter uma alimentação saudável e barata


1. Cozinhe

alimentação saudável e barata

Vai ter de deixar de lado as comidas pré-feitas e os alimentos processados se quer manter uma alimentação saudável e barata. As comidas pré-feitas não são nada boas para o seu corpo: têm sal a mais, açúcar a mais, gordura a mais. O melhor presente que pode dar à sua barriga é aquele que for cozinhado por si.

Já os alimentos processados saem sempre mais caros. Uma embalagem de queijo fatiado sai mais cara do que o mesmo queijo fatiado na hora, porque, além do queijo, paga a embalagem. O mesmo para o fiambre, a carne, os legumes congelados e até os frutos secos.

2. Faça desta uma missão de grupo

alimentação saudável e barata

A forma mais fácil de se motivar é envolver a família toda no processo: saudáveis têm de ser todos e também convém que todos contribuam para uma gestão equilibrada do dinheiro, por isso traga toda a gente para a “missão saúde” e motivem-se uns aos outros.

Isto quer dizer que, em primeiro lugar, todos devem colaborar para a confeção dos alimentos, já que este vai passar a ser um trabalho maior e mais intenso. Por outro lado, não vale desencaminharem-se uns aos outros – é claro que ninguém vai ficar feliz com um molho de bróculos cozidos se o companheiro estiver a deliciar-se com um hamburguer!

3. Aceite o que a natureza lhe dá

alimentacao barata e saudavel

Manter a alimentação saudável e barata também depende muito do que come e quando. Certamente que comer morangos em dezembro não faz mal à saúde, mas vai pagá-los bem mais caros.

Aposte nas frutas e legumes da época e vai notar que, além de serem muito mais baratos, são também mais saborosos, o que facilita muito o processo de fazer dieta e o ajudam a manter-se longe dos açúcares processados.

4. Planeie muito

alimentação saudável e barata

Não entre no supermercado sem uma lista de compras, porque vai acabar a trazer para casa produtos de que não precisa e que boicotam a sua missão de fazer uma alimentação saudável e barata.

Ao fazer a lista de compras, planeie as refeições e os lanches. Assim, já compra tudo o que precisa, evita novas idas ao supermercado e também se mantém mais fiel ao plano alimentar, porque não vai querer deixar estragar os ingredientes ao trocar a refeição planeada por outra coisa.

5. Seja um mestre das promoções

alimentação saudável e barata

Não tem de ir a todas, mas não custa ficar atento aos folhetos para não lhe passar ao lado uma promoção de um produto que consome habitualmente. Esta prática, quando se torna rotineira, leva a grandes poupanças.

Nem sempre ter uma alimentação saudável e barata é fácil, por isso não desperdice todas as oportunidades que tiver de pagar menos.

Se manter uma alimentação saudável e barata foi um dos desejos que fez no início do ano e ainda não conseguiu cumprir realmente o objetivo, está na hora de começar. Aproveite o verão, quando há muita fruta saborosa e mais tempo para os cozinhados. Vai ver que, com o passar do tempo, os hábitos entram na rotina e passam a ser um estilo de vida.

6. Faça da água a sua bebida preferida

alimentação saudável e barata

Esqueça os sumos – são caros e carregados de açúcar. A água é um elemento que faz, sem sombra de dúvida, parte de uma alimentação saudável e barata.

Se não quer estar sempre a comprá-la, invista num filtro e sirva-se da da torneira. E nunca saia de casa sem a sua garrafinha – comprar água num café ou confeitaria é tudo menos económico.

7. Um vaso na varanda… ou uma horta?

horta caseira

O que o espaço disponível na sua habitação lhe permitir. Cultivar algumas ervas aromáticas em casa ou mesmo legumes de maior envergadura é uma excelente forma de conseguir, diariamente, fazer uma alimentação mais saudável e barata.

Pode colhê-los conforme a sua necessidade e o rol de possibilidades é imenso: manjericão, hortelã, salsa, alface, beterraba, batata… Ter uma pequena horta, mesmo num espaço limitado, faz bem a alma, ao corpo e à carteira.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro e não é responsável pelos produtos apresentados. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se quiser sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].