Publicidade:

Calendário escolar 2019/2020: saiba quando são as férias e exames

Já está definido o calendário escolar para 2019/2020. Conheça as novidades, datas de início e fim de cada período e ainda dos exames e provas de aferição.

Calendário escolar 2019/2020: saiba quando são as férias e exames
Há novidades no calendário escolar para este ano letivo

Quem tem filhos a estudar, aguarda com antecipação as datas de cada calendário escolar. Para o ano de 2019/2020, há algumas novidades a registar, por exemplo no que diz respeito à interrupção letiva por ocasião do Natal. Mas não é tudo. As escolas poderão gozar de maior autonomia na gestão dos seus calendários.

O calendário escolar é um elemento fundamental para o planeamento e organização da vida das famílias. A gestão das atividades extra curriculares, férias, períodos de estudo e avaliação, dependem, em larga medida, das datas de início e fim dos períodos escolares.

Apesar de haver algumas novidades no calendário letivo deste ano, pode afirmar-se que o ano escolar é, regra geral, estruturado da forma habitual: três períodos de aulas, sendo o primeiro e o segundo mais longos e o terceiro mais curto. Estes períodos são interrompidos pelas pausas habituais para férias, à volta de períodos festivos significativos: Natal, Carnaval e Páscoa.

Como é calendário escolar 2019/2020?


escola

Conheça as datas importantes do calendário escolar 2019/2020:

Períodos Data
1º período 10-13 de setembro a 17 de dezembro de 2019
2º período 6 de janeiro a 27 de março de 2020
3º período 14 de abril a 4-9 de junho de 2020

Primeiro Período

É justamente no primeiro período, durante as férias de Natal, que se regista uma alteração importante em relação ao calendário do ano passado.

Graças a um “acidente” de calendário, no ano de 2020 o dia 3 de janeiro calha a uma sexta feira, tendo o Governo entendido dar este dia de férias aos alunos. Assim, os estudantes apenas iniciam as aulas no dia 6 de janeiro, a segunda-feira seguinte.

Para quem estuda, e para os próprios professores e demais profissionais do setor, este dia de férias adicional poderá representar um descanso bem mais prolongado, uma vez que as férias natalícias ocorrerão entre 18 de dezembro e 3 de janeiro.

Segundo período

As férias do segundo período iniciam-se a 28 de março e prolongam-se até 13 de abril. Pelo meio haverá ainda uma pausa de três dias para o Carnaval entre 24 e 26 de fevereiro.

Terceiro período

As férias da Páscoa vão permitir uma paragem de 17 dias, tal como aconteceu neste ano letivo de 2018/2019. O terceiro período terá depois início no dia 14 de abril de 2020, terminando entre no início de junho.

Datas das pausas letivas ou férias

Recapitulando, estas são então as datas para interrupções letivas. Tome nota:

  • Férias do Natal: de 18 de dezembro de 2019 a 3 de janeiro de 2020
  • Paragem de Carnaval: entre os dias 24 e 26 de fevereiro de 2020
  • Férias da Páscoa: entre os dias 30 de março e 13 de abril de 2020

Maior flexibilidade e autonomia para as escolas


As escolas que o quiserem podem, no entanto, organizar-se de forma diferente: no próximo ano terão mais autonomia e maior flexibilidade na gestão dos seus calendários. Este modelo, agora alargado a todas as escolas, foi implementado no ano letivo passado em sete Agrupamentos de Escolas que integraram projetos-piloto de inovação pedagógica (PPIP).

Entre as mudanças mais significativas no que diz respeito à gestão do tempo letivo pelas escolas, regista-se que:

  • O aumento da gestão da carga horária além dos 25% permitirá às escolas organizar o ano letivo de forma diferente, por exemplo, em dois semestres, ao invés dos atuais três períodos;
  • As escolas poderão condensar o ensino de disciplinas, organizando-as por semestres. Por exemplo, se uma disciplina tiver 45 minutos por semana por ano, pode passar para 90 minutos por semestre;
  • As escolas poderão criar novas disciplinas, através da reafetação de tempos/horas fixados para as disciplinas constantes da matriz curricular base.
  • As disciplinas poderão ser organizadas em grandes áreas, para serem trabalhadas em conjunto. Ou seja, as escolas poderão juntar as horas de várias disciplinas para serem ensinadas de forma articulada e integrada.
  • O gozo de maior liberdade na gestão curricular abrirá ainda as portas a uma organização diferente de turmas, consoante as necessidades.

De notar que, para a escola poder usufruir desta gestão própria, ou seja, sem dependência da administração central, terá de apresentar um plano de inovação ao Ministério da Educação.

Calendário escolar 2019/2020: datas de exames e provas de aferição


Provas de Aferição

Os alunos do 2.º, 5.º e 8.º anos realizam provas de aferição, com o objetivo de aferir os conhecimentos adquiridos e, com base nessa informação, avaliar as escolas e colmatar as fragilidades detetadas. No 2.º ano, estas provas realizam-se às disciplinas de Educação Artística e Educação Física (4 a 12 de maio de 2020), Português e Estudo do Meio (16 de junho de 2020) e Matemática e Estudo do Meio (18 de junho de 2020).

Os alunos do 5.º ano são avaliados às disciplinas de Português e Inglês:

Disciplina Data
Componente de produção e interação orais de Inglês 18 a 27 de maio de 2020
Português e Português Língua Segunda 5 de junho de 2020
Inglês 9 de junho de 2020

Os estudantes do 8.º ano fazem provas de Matemática (5 de junho de 2020) e de Inglês (9 de junho de 2020).

Provas finais de ciclo

No 9.º ano, os alunos fazem provas finais de ciclo, que contam para a nota final, com um peso de 30%. Estas provas incidem sobre as disciplinas de Português e Matemática, abarcando as temáticas do 7.º ano ao 9.º ano.

As datas da primeira fase são as seguintes:

Disciplina Data
Português Língua Não Materna 15 de junho de 2020
Matemática 19 de junho de 2020
Português, Português Língua Segunda 26 de junho de 2020

As datas da segunda fase são:

Disciplina Data
Matemática 20 de julho de 2020
Português, Português Língua Não Materna, Português Língua segunda 22 de julho de 2020

 

Exames finais nacionais

Tanto os alunos do 11.º como do 12.º anos fazem exames nacionais. Estas provas são as mais importantes da escolaridade obrigatória, pois contam para a média do ensino secundário e, na maioria dos casos, funcionam como provas de ingresso ao ensino superior.

As datas são as seguintes:

11º ano – 1.ª fase

Disciplina Data
Espanhol, Francês 16 de junho de 2020
Filosofia 17 de junho de 2020
Física e Química A, Latim 18 de junho de 2020
História B 19 de junho de 2020
Geografia A 22 de junho de 2020
História da Cultura e das Artes 23 de junho de 2020
Matemática B, Matemática Aplicada às Ciências Sociais 25 de junho de 2020
Biologia, Geologia 30 de junho de 2020
Economia, Alemão 2 de julho de 2020
Inglês 3 de julho de 2020
Geometria Descritiva A 6 de julho de 2020
Literatura Portuguesa 7 de julho de 2020

11º ano – 2.ª fase

Disciplina Data
Física e Química A, Literatura Portuguesa, Economia A, Latim A 21 de julho de 2020
História B, Geometria
Descritiva A, Biologia e Geologia
23 de julho de 2020
Matemática B, Matemática Aplicada às
Ciências Sociais, Filosofia
24 de julho de 2019
Inglês, Alemão, Espanhol, Francês 27 de julho de 2019

12º ano – 1.ª fase

Disciplina Data
Português, Português Língua não Materna, Português Língua Segunda 15 de junho de 2020
História A, História B 19 de junho de 2020
Matemática A 25 de junho de 2020
Desenho A 26 de junho de 2020

12º ano – 2.ª fase

Disciplina Data
Português, Português (língua não materna) e Português (língua segunda) 22 de julho de 2020
História A, Desenho A 23 de julho de 2020
Matemática A 24 de julho de 2020

 

Calendário escolar: 6 dicas para preparar o novo ano letivo


A aproximação de um novo ano letivo traz mudanças e ajustes nas rotinas de toda a família, por isso é recomendável planear tudo atempadamente. Isso irá ajudar a minimizar o impacto e a reduzir a ansiedade, quer do aluno, quer daqueles que o rodeiam diariamente.

Vamos conhecer a seguir 6 dicas para preparar o novo ano letivo, tendo em atenção o calendário escolar.

calendario escolar

1. Aproveite as férias ao máximo, mas sem se esquecer por completo da escola

As férias significam descanso e divertimento para toda a família, no entanto, existem algumas atividades que, devem ser tomadas em conta para ajudar no sucesso escolar do seu filho. Por exemplo, existem atividades que despertam a curiosidade e que fomentam o conhecimento – estas podem realmente ser uma mais-valia e uma motivação para o tempo escolar.

Atividades lúdicas que envolvam passear com a família para descobrir história e património ou ciência, jogar jogos variados, fazer desporto, ler ou ouvir ler, escrever, ir ao teatro, por exemplo, poderão ajudar a que estas atividades sejam vistas pelo prazer e não pela obrigação e, claro, para que sirvam de referência e ajuda em contexto escolar.

2. Prepare uma gradual adaptação às mudanças

Nada melhor do que esquecer o relógio, acordar mais tarde, almoçar fora de horas nas férias, mas talvez valha a pena preparar gradualmente para a mudança de ritmos. Uma mudança drástica das rotinas de férias para as da escola pode ser difícil para as crianças e jovens.

Por isso, algum tempo antes de o ano escolar iniciar, vá definindo e implementando regras e horários para acordar e deitar, tempos de refeições, preferencialmente em família, o papel da TV, do computador e telefone, etc.

3. Adquiram livros e material escolar de forma consciente

Envolva os seus filhos no processo de aquisição de livros e de material escolar, defina prioridades e orçamentos. Assim, conseguirá controlar o orçamento e trabalhar com eles competências essenciais como: gestão do dinheiro, responsabilidade, compromisso, etc.

Outra dica é fazerem uma boa arrumação no quarto ou local de estudo para poderem verificar os materiais que podem ser reaproveitados, os que podem pedir emprestados ou doados, bem como os que estão em mau estado e podem ser reciclados. Assim, também poderá poupar no momento de comprar materiais escolares para o novo ano letivo, promovendo a consciência solidária e ecológica.

4. Preparem refeições saudáveis em conjunto

Este é outro aspeto que pode ir sendo introduzido aos poucos: onde e como vão ser as refeições quando as aulas começarem? As crianças e jovens vão passar mais tempo fora de casa, logo vão alimentar-se mais vezes sem supervisão. Por essa razão, é importante criar hábitos alimentares saudáveis, pensar na possibilidade de preparar lanches e marmitas em casa para levar para a escola, por exemplo.

Ainda durante as férias, podem preparar e testar receitas e lanches em conjunto, que irão, com certeza, promover bons momentos de partilha, criar hábitos alimentares saudáveis e ajudar na gestão do orçamento.

5. Faça parte da vida escolar do seu filho. Envolva-se, participe!

Pode parecer uma dica óbvia, mas esta é, sem dúvida, uma dica muito importante, por isso vale sempre a pena reforçá-la. Envolva-se na vida escolar do seu filho: converse com ele, motive-o, conheça a escola e equipa docente, participe, esteja presente.

O envolvimento e o interesse dos pais ou outros educadores promovem a autoconfiança, a autoestima, a motivação, a alegria e os resultados, não só dos alunos, mas principalmente das pessoas que são e dos adultos em que se tornarão.

6. Faça-o reconhecer e tentar eliminar ou reduzir os seus maiores focos de distração

Aqui poderemos estar a falar de um jogo de computador ou telemóvel, não consultar mensagens ou redes sociais durante alguns períodos em que é necessário concentrar-se em algo mais importante. Se o problema for uma televisão, certifique-se que no lugar de estudo não há uma à vista. Fomente um espaço de trabalho para o seu filho onde o silêncio seja uma constante.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.

Saiba tudo sobre emprego