Publicidade:

Calendário escolar 2018/2019: comece a preparar o novo ano

Conheça a versão final do calendário escolar 2018-2019 e veja 6 dicas úteis para ajudar pais e filhos a prepararem o novo ano letivo com sucesso.

Calendário escolar 2018/2019: comece a preparar o novo ano
Esteja a par do que já se conhece do calendário escolar 2018/2019

calendário escolar 2018/2019 já está definido, por via do projeto de despacho emitido recentemente pela Direção-Geral da Educação, que determina o desenho dos calendários para os estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, dos estabelecimentos particulares de ensino especial, bem como o calendário de provas e exames dos ensinos básico e secundário.

Calendário escolar: esteja a par do que já se conhece para 2018/2019


Conheça então as principais datas do calendário escolar para 2018/2019.

material escolar

Datas dos períodos letivos

Já são conhecidas as datas de início e fim do primeiro período letivo: o início acontecerá entre 12 e 17 de setembro, e o fim, no dia 14 de dezembro de 2018. O segundo período iniciará a 3 de janeiro de 2019, terminando no dia 5 de abril do mesmo ano. Já o terceiro período começa no dia 23 de abril de 2019 e termina no dia 5 de junho de 2019 para os alunos do 9.º, 11.º e 12.º aos de escolaridade; no dia 14 de junho para os alunos do 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 10.º anos; e 21 de junho para os alunos do pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico (do 1.º ao 4.º anos).

Períodos letivos Início Termo
1.º Período Entre 12 e 17 de setembro de 2018 14 de dezembro de 2018
2.º Período 3 de janeiro de 2019 5 de abril de 2019
3.º Período 23 de abril de 2019 5 de junho de 2019 para os alunos dos 9.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade.

14 de junho de 2019 para os alunos dos 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 10.º anos de escolaridade.

21 de junho de 2019 para a educação pré-escolar  e o 1.º ciclo do ensino básico (1.º ao 4.º anos)

E as férias?

As interrupções letivas ainda não foram definidas; poderá procurar esta informação no site da DGEstE – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares – a partir de meados de Junho de 2018.

Provas de aferição

A proposta já inclui alguns dados sobre as provas de aferição:

  • os alunos do 5.º ano vão ser submetidos a provas de Matemática, Ciências Naturais, de História e de Geografia;
  • os alunos do 8.º ano farão provas de Português, História e Geografia;
  • os alunos do 2.º irão realizar as mesmas provas que realizaram este ano: Expressões Artísticas, Expressões Físico-Motoras, Português, Estudo do Meio e Matemática.

Exames nacionais

Por último, esta proposta dá a conhecer as datas de exames nacionais, que irão ter início no dia 17 de junho de manhã (filosofia é a prova inaugural), e terminam no dia 23 de julho, data em que se dá por concluída a 2.º fase das provas de Desenho A, Biologia, Geologia e Geografia A.

Com o calendário escolar já definido para o próximo ano letivo, pode pensar em algumas dicas para preparar o início do ano.

Calendário escolar: 6 dicas para preparar o novo ano letivo


A aproximação de um novo ano letivo traz mudanças e ajustes nas rotinas de toda a família, por isso é recomendável planear tudo atempadamente. Isso irá ajudar a minimizar o impacto e a reduzir a ansiedade, quer do aluno, quer daqueles que o rodeiam diariamente.

Vamos conhecer a seguir 6 dicas para preparar o novo ano letivo, tendo em atenção o calendário escolar.

calendario escolar

1. Aproveite as férias ao máximo, mas sem se esquecer por completo da escola

As férias significam descanso e divertimento para toda a família, no entanto existem algumas atividades que, devem ser tomadas em conta para ajudar no sucesso escolar do seu filho. Por exemplo, existem atividades que despertam a curiosidade e que fomentam o conhecimento – estas podem realmente ser uma mais-valia e uma motivação para o tempo escolar.

Atividades lúdicas que envolvam passear com a família para descobrir história e património ou ciência, jogar jogos variados, fazer desporto, ler ou ouvir ler, escrever, ir ao teatro, por exemplo, poderão ajudar a que estas atividades sejam vistas pelo prazer e não pela obrigação e, claro, para que sirvam de referência e ajuda em contexto escolar.

2. Prepare uma gradual adaptação às mudanças

Nada melhor do que esquecer o relógio, acordar mais tarde, almoçar fora de horas nas férias, mas talvez valha a pena preparar gradualmente a mudança de ritmos. Uma mudança drástica das rotinas de férias para as da escola pode ser difícil para as nossas crianças e jovens, por isso, algum tempo antes de o ano escolar iniciar, vá definindo e implementando regras e horários para acordar e deitar, tempos de refeições, preferencialmente em família, o papel da TV, do computador e telefone, etc.

3. Adquiram livros e material escolar de forma consciente

Envolva os seus filhos no processo de aquisição de livros e de material escolar, defina prioridades e orçamentos. Assim, conseguirá controlar o orçamento e trabalhar com eles competências essenciais como: gestão do dinheiro, responsabilidade, compromisso, etc.

Outra dica é fazerem uma boa arrumação no quarto ou local de estudo para poderem verificar os materiais que podem ser reaproveitados, os que podem pedir emprestados ou doados, bem como os que estão em mau estado e podem ser reciclados. Assim, também poderá poupar no momento de comprar materiais escolares para o novo ano letivo, promovendo a consciência solidária e ecológica.

4. Preparem refeições saudáveis em conjunto

Este é outro aspeto que pode ir sendo introduzido aos poucos: onde e como vão ser as refeições quando as aulas começarem? As nossas crianças e jovens vão passar mais tempo fora de casa, logo vão alimentar-se mais vezes sem supervisão. Por essa razão, é importante criar hábitos alimentares saudáveis, pensar na possibilidade de preparar lanches e marmitas em casa para levar para a escola, por exemplo. Ainda durante as férias, podem preparar e testar receitas e lanches em conjunto, que irão, com certeza, promover bons momentos de partilha, criar hábitos alimentares saudáveis e ajudar na gestão do orçamento.

5. Faça parte da vida escolar do seu filho. Envolva-se, participe!

Pode parecer uma dica óbvia, mas esta é, sem dúvida, uma dica muito importante, por isso vale sempre a pena reforçá-la. Envolva-se na vida escolar do seu filho: converse com ele, motive-o, conheça a escola e equipa docente, participe, esteja presente. O envolvimento e o interesse dos pais ou outros educadores promovem a autoconfiança, a autoestima, a motivação, a alegria e os resultados, não só dos alunos, mas principalmente das pessoas que são e dos adultos em que se tornarão.

6. Faça-o reconhecer e tentar eliminar ou reduzir os seus maiores focos de distração.

Aqui poderemos estar a falar de um jogo de computador ou telemóvel, não consultar mensagens ou redes sociais durante alguns períodos em que é necessário concentrar-se em algo mais importante. Se o problema for uma televisão, certifique-se que no lugar de estudo não há uma à vista. Fomente um espaço de trabalho para o seu filho onde o silêncio seja uma constante.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.