Publicidade:

Cancro da cavidade oral: tudo o que precisa de saber

Sabe o que é o cancro da cavidade oral?  Será que está a par dos fatores de risco que contribuem para o aparecimento deste tipo de cancro?

Cancro da cavidade oral: tudo o que precisa de saber
O cancro da cavidade oral aparece em qualquer zona da parte anterior da boca

O número de pessoas com cancro da cavidade oral tem vindo a diminuir ao longo das duas últimas décadas. No entanto, este é um tipo de cancro bastante frequente principalmente no sexo masculino e afeta maioritariamente as pessoas que têm alguns hábitos que não são saudáveis.

Falamos de hábitos como o tabaco, o consumo excessivo de álcool e ainda uma má higiene oral.

Cancro da cavidade oral: o que é?


cancro da cavidade oral

O cancro da cavidade oral pode surgir em qualquer zona da parte anterior da boca, isto é, inclui qualquer tipo de cancro que comece a aparecer nos lábios, na língua, nas gengivas, na superfície interna das bochechas e no palato duro (que corresponde à parte da frente do céu da boca).

Este é um tipo de cancro que é resultante do crescimento e da divisão descontrolada de células completamente anormais. Células estas que podem surgir na superfície que faz o revestimento da cavidade oral, e que na maioria dos casos, se denominam por carcinoma de células pavimentosas.

Existem alguns fatores de risco que poderão estar relacionados com o cancro da cavidade oral, e aos quais deve estar atento e evitar.

É importante ainda que saiba que, as pessoas que têm cancro da cavidade oral têm uma maior probabilidade de virem a desenvolver outros tipos de cancros.

Quais são os fatores de risco?

Como já referimos anteriormente no artigo, existem alguns fatores de risco que podem estar na origem do cancro da cavidade oral.

Ou que significa que, ao manter alguns comportamentos e/ou atitudes que iremos apresentar, pode estar a aumentar a probabilidade de desenvolver cancro.

Contudo, não se assuste! Ter algum destes fatores de risco não significa que terá algum tipo de cancro. Apenas deve estar devidamente alertado para que consiga diminuir, ou até mesmo eliminar alguns destes fatores de risco (se estiverem presentes nas suas rotinas diárias).

Desta forma, podem-se distinguir os fatores de risco que listamos abaixo.

  • O tabaco: é, sem dúvida, um dos fatores de risco. Uma grande parte das pessoas com cancro da cavidade oral são fumadores, e os especialistas dizem que quanto maior for a quantidade de cigarros que fuma, maior é a probabilidade de poder vir a desenvolver este cancro;
  • O consumo excessivo de álcool: o consumo exagerado de bebidas alcoólicas está também muito associado ao cancro da cavidade oral;
  • Má higiene oral: a higiene oral diária é essencial. Desta forma está a proteger-se contra mais um fator de risco que pode também contribuir para o aparecimento do cancro;
  • Dieta pobre em frutas e vegetais: uma dieta rica em açúcar e gorduras e pobre em frutas e vegetais, pode contribuir para o desenvolvimento do cancro da cavidade oral, bem como qualquer outro tipo de cancro.

Mas, então, quais são os sintomas e sinais deste tipo de cancro?

O cancro da cavidade oral pode apresentar alguns sinais e sintomas aos quais devemos prestar toda a atenção.

Importa referir que, ter algum destes sinais e sintomas aqui indicados, não significa que tenha cancro. Deve sempre conversar com o seu médico se pensa que alguma coisa não está bem ou se não se sente bem e apresenta alguns sintomas.

Para que se torne mais fácil, fizemos uma listagem com todos os sinais e sintomas deste tipo de cancro.

  • Feridas na boca que não cicatrizam
  • Áreas da boca que mudem de cor e se mantenham assim
  • Dor de garganta persistente
  • Aparecimento de uma massa ou aumento de volume na bochecha que não desaparece
  • Dificuldade em engolir e mastigar
  • Dentes a abanar
  • Alterações na voz
  • Dificuldade a mexer a língua ou o maxilar inferior
  • Perda de peso repentina e sem motivo aparente
  • Aparecimento de um nódulo ou massa no pescoço
  • Sensação de que tem alguma coisa presa na garganta constantemente

Conheça as causas, sintomas e tratamento do cancro de estômago >>

Tratamento do cancro da cavidade oral

cancro da cavidade oral

Agora que já sabe em que consiste este tipo de cancro e que zonas afeta, deve estar sempre atento para alguns sinais e sintomas que possam estar associados.

Em caso de dúvidas, não hesite em contactar o seu médico.

Em relação ao tratamento, este irá depender do estado em que se encontra a pessoa com o cancro. Ou seja, terá de ser feita uma avaliação por parte do médico, para que se consiga perceber se o tumor está apenas localizado num só local, ou se se desenvolveu em profundidade para além dos tecidos que o rodeiam.

O tratamento mais comum no cancro da cavidade oral, é mesmo a cirurgia para que se possa remover o tumor e também alguns tecidos em volta dele.

No que diz respeito a tumores com tamanhos mais reduzidos, por vezes a radioterapia basta. O que acontece nestes casos, é que os raios emitidos são suficientes para matar as células cancerígenas.

A radioterapia também pode ser utilizada em alguns doentes que tenham sido submetidos a uma cirurgia. Trata-se de um tipo de tratamento que acaba sempre por ser essencial para que se consiga acabar com algumas células cancerígenas.

Para além disto, a quimioterapia também pode ser utilizada em alguns casos. Ajuda normalmente a reduzir o tamanho dos tumores antes das cirurgias, e pode ser bastante benéfica.

Tanto o diagnóstico como o tratamento têm de ser feitos pelo médico que o acompanha regularmente.

Reduza os fatores de risco e terá uma vida muito mais tranquila e saudável.

Veja também: