Publicidade:

Conheça os 10 carros mais rápidos do mundo

Os carros mais rápidos do mundo exploram os limites da engenharia e da imaginação. São raros, esbeltos e cada um garante um lugar especial na indústria automóvel.

 
Conheça os 10 carros mais rápidos do mundo
O desejo de bater recordes de velocidade é já centenária.

O ser humano sempre gostou de provar a si mesmo os seus limites. O mesmo acontece com os carros mais rápidos do mundo que sempre manifestaram um infinito interesse em explorar as leis da física e da engenharia para colocar sobre o asfalto modelos de série capazes de ultrapassar, por vezes, três vezes mais o limite máximo de velocidade permitido por lei.

A barreira dos 300 km/h sempre foi um valor que fascinava as construtoras de modelos desportivos. De facto, nos anos 80, a Porsche já pretendia ultrapassar essa barreira com o prestigioso e altamente tecnológico 959. Após ter alcançado os 317 km/h, foi a vez da Ferrari provar em 1988 que o mítico F40 não era apenas um modelo comemorativo dos 40 anos da marca do “cavalo rampante”, mas aquele que viria a ser o eterno super desportivo de referência.

Nos anos 90, duas marcas tentaram juntar-se ao clube da barreira dos 300km/h. Em 1992 a Jaguar apresentara o XJ220 que por ser extremamente leve e ter um motor que, apesar de apenas 6 cilindros, conseguia chegar aos 352 km/h.

Um ano anterior, em 1991, foi a vez da Bugatti que por essa altura, ainda estava a “renascer das cinzas”, após vários anos sem ter lançado modelos para a estrada. O modelo EB110 chegou aos 355 km/h graças aos seus 4 turbos acoplados ao motor 3.5 litros de 12 cilindros.

Porém, o mundo automóvel ficou “paralisado” quando a Mclaren decidira lançar o emblemático F1. Este super carro britânico foi desenvolvido pela mesma pessoa que garantiu títulos da marca inglesa na Fórmula 1, nas últimas épocas dos anos 80. Graças ao génio do design – Gordon Murray –  a construção totalmente em fibra de carbono e o motor V12 atmosférico fornecido pela BMW, fez com que o Mclaren F1 conseguisse atingir os 386,7 km/h.

Este recorde de velocidade ficou registado no livro do Guinness por quase 10 anos, até a Bugatti alcançar os 408,47 km/h. De facto, os anos 2000 foram os anos responsáveis, não apenas por alguns dos automóveis mais rápidos do mundo, como também pelos mais potentes, os mais rápidos em termos de aceleração, os mais seguros, mas também os mais caros.

Percorra a lista dos 10 carros mais rápidos do mundo que selecionamos para si e entenda como a barreira dos 400km/h é algo que hoje em dia se tornou como uma das exigências “banais” no restrito clube de super e hiper carros da atualidade.

Conheça os 10 carros mais rápidos do mundo


1. Aston Martin One – 77

Aston Martin One - 77

Fonte: Aston Martin/ Divulgação

Apresentado no Salão de Paris em 2008, o Aston Martin One – 77 foi considerado um dos melhores e mais belos automóveis jamais criados. A Aston Martin é já considerada uma marca elitista dotada de um incrível nível de sensibilidade pela sentido estético e exclusividade entre os seus modelos.

O One-77 acabou por elevar a marca para um estatuto ainda mais alto. Com uma edição limitada de apenas 77 exemplares, o nome do modelo fora escolhido precisamente para denominar o baixo volume de produção. A pré-comercialização do One-77 foi determinada com uma  pré-seleção de potenciais clientes.

Na verdade, a concorrência para garantir a aquisição deste modelo era extremamente elevada e não dependia apenas da conta bancária de cada futuro proprietário. Apesar de este ser um modelo cujo valor rondava os 3.3 milhões de euros, a própria Aston Martin definiu os seus próprios critérios de seleção na sua escolha.

Dotado de um design verdadeiramente imponente, agressivo e elegante ao mesmo tempo, toda a gente sabia que este modelo iria ficar dentro de um capítulo especial da história automóvel.

Um verdadeiro Gran Turismo por excelência, o One-77 acelera dos 0-100km/h em apenas 3.5s. A velocidade máxima é estabelecida aos 354km/h sendo que toda esta força imparável depende do seu aristocrático motor atmosférico de 7.3 litros de 12 cilindros.

2. Mclaren F1

Mclaren F1

Entre muitos entusiastas, o Mclaren F1 é considerado um dos modelos mais prestigiados e emblemáticos da indústria automóvel. Apesar de ter sido apresentado no Grande Prémio do Mónaco em 1992, pelo seu próprio criador – Gordon Murray – este não poderia estar excluído da nossa lista de carros mais rápidos do mundo.

A criação do Mclaren F1 serviu para mostrar ao mundo que conduzir um super carro não deveria de ser uma atividade penosa e pouco prática para o dia a dia. Porém, o trunfo fundamental não foi esse. Como foi concebido por alguém cujo currículo estava bem demarcado no círculo da Fórmula 1, o Mclaren recebeu bastantes inspirações na forma como este fora projetado.

Totalmente construído em fibra de carbono, com um motor atmosférico V12 especialmente desenvolvido pela BMW, o Mclaren F1 era extremamente leve, seguro, mas principalmente rápido e tal como os monolugares, a posição de condução para o condutor era central.

Com uma velocidade máxima de 386,7 km/h, este demoliu todos os super carros da sua década. Este recorde perdurou durante uma década, até outro modelo (também presente na nossa lista de carros mais rápidos do mundo) impor um novo recorde.

3. Ferrari La Ferrari

Ferrari La Ferrari

Fonte: Ferrari/ Divulgação

Sucessor do mítico Ferrari Enzo, o Ferrari La Ferrari, apesar de ter um nome que divide opiniões, ganhou lugar na nossa lista de carros mais rápidos do mundo. Como o seu antecessor, o La Ferrari foi construído com base da tecnologia híbrida desenvolvida pelo monologares da marca na Fórmula 1, até então à data.

Desta forma, este vem equipado com um motor tradicionalmente atmosférico, de 12 cilindros capazes de produzir 789 cv de potência. O sistema KERS (Kinetic energy recovery system) – ou Sistema de Recuperação de Energia Cinética – serviria de propulsor elétrico para adicionar uma potência extra ao motor – tal como acontece atualmente em todos os monolugares atuais.

Juntos, conseguem gerar uma potência total de 950 cv colocando o La Ferrari entre os 0-100 km/h em 2.7 segundos e dos 0-300 km/h em apenas 15 segundos, até à sua velocidade máxima: 380 km/h.

Para garantir toda a sua performance bem colocada na estrada, o La Ferrari conta ainda com a tecnologia de aerodinâmica ativa, cujos flaps existentes na carroçaria auxiliam e garantem toda a estabilidade necessária para uma condução incrivelmente rápida e estável a alta velocidade.

4. Pagani Huayra BC

Pagani Huayra BC

Fonte: Pagani/ Divulgação

A Pagani triunfou em 1999 com a apresentação do seu primeiro modelo – Pagani Zonda. Desde aí, esta era mais uma marca que desafiava diretamente as marcas mais prestigiadas como a Ferrari, Porsche e Lamborghini. Para os céticos, todos pensavam que a história da Pagani iria encerrar com esse modelo. Mas não.

Na verdade, o Zonda teve tanto sucesso que houve necessidade de criar um sucessor: o Pagani Huayra. O argentino Horacio Pagani – designer e criador da marca Pagani – culminou o seu génio de criatividade com o este modelo. Inspirado pelo Deus do vento, Huayra (de acordo com a mitologia Inca), e pela aerodinâmica, este hipercarro italiano fez triunfar a marca mais uma vez e alcançou uma velocidade máxima de 360 km/h.

Após esse marco, era sabido que este modelo podia ir ainda mais longe. A versão BC fez do Huayra um carro mais leve, com um efeito de solo mais extremo e principalmente mais potente. Graças a parceria da Mercedes-Benz AMG, este motor V12 biturbo de 6 litros foi especialmente preparado para atingir a velocidade máxima de 383 km/h.

5. Koenigsegg Regera

Koenigsegg Regera

Fonte: Koenigsegg/ Divulgação

A sueca Koenigsegg foi outra marca que decidiu entrar para o mundo dos hiper carros. Tal como os outros modelos da marca, o Regera é um modelo que não passa despercebido na indústria automóvel e muito menos na nossa lista de carros mais rápidos do mundo.

Exclusivamente destinado a apenas 80 clientes, cada qual tem nas suas mãos uma verdadeira obra prima da engenharia automóvel e menos 2 milhões de euros na sua conta bancária. O Regera detém um motor 5.0 V8 biturbo assim como três motores elétricos. Juntos, conseguem reunir uma potência total de 1.500 cv.

Esta força da natureza mecânica tinha sido já demonstrada com o original modelo lançado pela marca. Mas o Koenigsegg Regera consegue elevar os padrões da velocidade para um nível ainda superior. Alcança os 300km/h em apenas 10.9 segundos, até então atingir a sua velocidade máxima: 402km/h.

6. SSC Ultimate Aero

SSC Ultimate Aero

A construtora Norte Americana SSC que estivera nas origens da marca Shelby, decidiu tentar a sua sorte em colocar na estrada um carro matriculado capaz de conseguir virar (ou não) as caras das pessoas sempre que passava a 413 km/h.

Graças ao seu bloco V8 de 6.2 litros derivado do imponente Corvette C5R, este estende a potência até aos 1200 cv graças à combinação de um super compressor e duplo turbo. O recorde de velocidade foi estabelecido em 2007 até a concorrência feroz retirar o seu 1º lugar da lista de carros mais rápidos do mundo.

7. Zenvo ST1

Zenvo ST1

A Dinamarca é um país calmo, seguro e civilizado. Este nunca tivera propriamente um instinto pela preocupação no desenvolvimento de carros mais rápidos do mundo. Contudo, uma construtora privada denominada de Zenvo, decidira lançar o seu primeiro modelo em 2008: o ST1.

Apesar de rondar os 800 mil euros e apenas terem sido construídos 15 exemplares , este modelo teve por base o seu propósito fundamental em atingir a velocidade máxima de 375 km/h.

Porém, a marca afirma que os 1089 cv de potência disponíveis do seu motor V8 de 7.0 litros podem ser perfeitamente utilizados para uma condução “civilizada” no dia a dia.

Importa ainda referir que graças ao seu chassis em fibra de carbono, o peso reduzido e uma aerodinâmica agressiva, o ST1 consegue extrair toda a cavalagem de forma eficaz e segura para que assim, os condutores mais corajosos, consigam acelerar dos 0-100hkm/h em apenas 2.9 segundos.

Contudo, o desafio pela velocidade está nos genes de todas as construtoras de hiperdesportivos e a Zenvo decidiu lançar no ano passado um segundo modelo, denominado de TSR-S, com apenas 5 unidades previstas para cada ano sendo este um automóvel mais vocacionado para uso em circuitos.

8. Bugatti Chiron Sport

Bugatti Chiron Sport

A Bugatti foi talvez a maior responsável por encadear toda a febre das construtoras embarcarem os seus desejos intensos para o mundo da velocidade e para a ultrapassagem da barreira dos 400 km/h.

Em 2005, o modelo Veyron surpreendeu o mundo ao lançar um carro de estrada com 1001 cv de potência capaz de atingir os 408 km/h. Seguiram-se outras versões (ainda) mais exclusivas deste mesmo modelo, como o Grand Sport, Super Sport e o Grand Sport Vitesse.

A versão que temos para apresentar na nossa lista de carros mais rápidos do mundo trata-se da geração seguinte: o Chiron. Na sua configuração “normal”, estamos a falar de um modelo que disponibiliza 1500 cv de potência e uma velocidade máxima de 420km/h, limitada eletronicamente.

Ainda assim, a Bugatti decidiu preparar uma versão mais rápida. O Bugatti Chiron Sport é, segundo a marca, um tributo a França e aos 110 anos de existência da marca. Da nossa parte e dos lado comum dos mortais, sabemos que este carro é uma autêntica utopia dentro dos nossos sonhos mais ousados pela velocidade e para exclusividade automóvel.

O já conhecido motor de 16 cilindros montado numa posição em forma de “W”, continua a fascinar pelo génio da alta complexidade da engenharia, garantindo os mesmos 1500 cv exportados do seu enorme motor quad turbo de 8.0 litros.

Referimos em cima que com o limitador coloca a versão “base” nos 420km/h (por razões de segurança). Sem ele, a Bugatti afirma que chega facilmente aos 463km/h.

9. Hennessey Venom GT

Hennessey Venom GT

O nosso 9º modelo  é construído à mão e atingiu os 435 km/h em 2014. A Hennessey é uma pequena e privada construtora americana que decidiu reunir todos os esforços para enfrentar e intimidar marcas como a Bugatti e Koenigseg na escaldante competição dos automóveis mais rápidos do mundo.

Com o Venom GT, a marca ambicionou projetar um carro que chegasse e superasse a barreira dos 400km/h. Para tal, decidiu utilizar alguns recursos que não estavam totalmente disponíveis pela própria Hennessey. Sendo assim, a construtora americana utilizou o chassi de um modesto Lotus Exige e modificou-o totalmente.

Alguns dos componentes da própria construtora britânica, como as portas, vidros laterais, teto, instrumentos do cockpit, sistema de climatização, entre outros, acabaram por ser igualmente utilizados e convertidos para o hiperdesportivo americano.

De facto, na altura em que o Venom GT foi lançado, muitos pensaram de que este se tratasse de um modelo da Lotus. Essa semelhança acabou por ser a única com o modelo Europeu, uma vez que o motor  V8 bi-turbo de 7.0 litros com 1451 cv de potência, deixou toda a gente boquiaberta.

O Hennesey Venom GT bateu o recorde de velocidade em apenas uma direção. Para tal feito, deve-se considerar uma segunda direção, para considerar o fator do vento. Assim sendo, o Guinness não reconhece o Hennessey Venom GT como um dos carros  mais rápidos mundo.

10. Bugatti La Voiture Noire

Bugatti La Voiture Noire

Fonte: Bugatti/ Divulgação

A Bugatti preparou para o Salão Automóvel de Genebra um modelo bastante especial. Grande parte da história dos modelos da marca retrata e associa as pessoas que viveram e que trabalharam para alguns dos modelos mais emblemáticos e raros no mundo automóvel.

La Voiture Noire” ou “O automóvel negro” parte da recriação de uma série de 4 modelos da gama Atlantique criados pela marca nos anos 30. Desses mesmos automóveis, o quarto modelo – denominado de Type 57 SC Atlantic – foi misteriosamente desaparecido. Por forma a evocar a memória de quem o criou – Jean Bugatti – e o modelo em si, a Bugatti surpreendeu-nos mais uma vez com este modelo de apenas (por enquanto) uma unidade.

Este é um verdadeiro fetiche automóvel, requintado com detalhes verdadeiramente exclusivos e de um nível técnico apenas utilizado na indústria aeronáutica. Ao bom estilo da Bugatti, o La Voiture Noire conta com o seu icónico motor de 16 cilindros montados em “W”. Os 8 litros quad-turbo garantem os já conhecidos 1500 cv de potência já existentes em outros modelos da marca.

Porém, os números anunciados pela construtora francesa continuam a não passar despercebidos: dos 0-100 km/h em apenas 2.4 segundos e uma velocidade superior a 420 km/h.

Este é um modelo que irá voltar em breve, com mais unidades, ainda que com um formato limitado. Por enquanto, sabemos que os 11 milhões pedidos pelo Voiture Noire já foram transferidos por algum e muito exclusivo mortal.

Apesar de ainda não existir uma confirmação oficial, os rumores apontam duas teorias sobre a compra ter sido pelo Ferdinand Piëch, neto de Ferdinand Porsche e ex-presidente executivo do Grupo Volkswagen. Numa outra versão, o nome de Cristiano Ronaldo foi também falado, porém, o próprio acabou por desmentir, apesar de contar com dois modelos Bugatti na sua extensa e exclusiva lista de automóveis.

Veja também: