Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
02 Dez, 2020 - 18:39

Conheça 10 dos carros mais rápidos do mundo

Valdemar Jorge

Os carros mais rápidos do mundo exploram os limites da engenharia e da imaginação. São raros, com design elegante e garantem um lugar especial na indústria automóvel.

um dos carros mais rápidos do mundo a circular

Com a propulsão elétrica como o novo paradigma da mobilidade, cada vez mais presente no quotidiano, a verdade é que o ser humano não deixa de explorar os limites da imaginação, engenharia e design para obter carros rápidos. Assim, viaje connosco de “A a Z” e conheça 10 dos carros mais rápidos do mundo.

Explorar os limites de velocidade num automóvel constitui, desde sempre, um desafio para o ser humano. Este desafio levou à construção de supercarros ou hiper-carros, cuja descrição pode ser resumida a máquinas com mecânicas potentes, que fazem uso de chassis e carroçarias talhados para máxima eficiência dinâmica, ajudados por suspensões e sistemas de travagem muito elaborados.

A estes predicados alia-se um design vincadamente elegante e desportivo onde tudo é pensado de forma que a aerodinâmica extraia todo o potencial do automóvel.

Ora, são estes os argumentos com que o homem pretende superar os limites da física e, cada ano que passa, há um ou outro modelo que criado que, muitas vezes a partir de um papel em branco, reivindica a melhor performance, para gáudio dos fãs do automobilismo.

As barreiras ultrapassadas: a evolução

A barreira dos 300km/h

A barreira dos 300 km/h constituiu, desde sempre, um desafio para as construtoras de modelos desportivos. Nos anos 80, a Porsche ultrapassou aquela barreira com o prodigioso e muito tecnológico 959.

Após o anúncio da Porsche ter alcançado os 317 km/h com o 959, a Ferrari quis provar que também conseguia tal proeza e, em 1988, o mítico F40 não foi apenas o modelo comemorativo dos 40 anos da marca do “cavalo rampante”, mas aquele que viria a ser o eterno super desportivo de referência.

A sua velocidade máxima 324 km/h elevou-o ao epíteto de carro de produção em série mais rápido do mundo.

Chegados os anos 90 duas marcas tentaram juntar-se ao clube dos automóveis que ultrapassavam o desafio da barreira dos 300km/h. Em 1992 a Jaguar apresentava o XJ220 que apesar de ser extremamente leve e ter um motor, apenas com 6 cilindros, atingiu os 352 km/h, aproximando-se do novo limite imposto pela Bugatti.

De repente 355 km/h passa a ser o novo desafio

Em 1991 a Bugatti a renascer das cinzas lançava o belo EB110 que chegava aos 355 km/h graças aos seus 4 turbos acoplados a motor de 3.5 litros de 12 cilindros.

Mas, o mundo não para. Os desafios e os limites existem para ser quebrados e o mundo automóvel ficou “paralisado” quando a McLaren apresentou o emblemático F1.

O super carro britânico foi desenvolvido por Gordon Murray, que garantiu títulos da marca inglesa na Fórmula 1, nas últimas épocas dos anos 80. A construção do McLaren F1 totalmente em fibra de carbono e o motor V12 atmosférico fornecido pela BMW conseguem levar a máquina aos 386,7 km/h.

E, durante cerca de 10 anos este recorde de velocidade ficou registado no livro do Guinness World Records, até que a Bugatti atinge os 408,47 km/h, com o seu roadster Veyron Grand Sport Vitesse, o conversível mais rápido do mundo, segundo teste realizado em abril de 2013.

Ainda assim, as coisas não ficam por aqui. Há mais surpresas neste “mundo” da velocidade. Agora as máquinas surgem com potentes motores a combustão apoiados em motores elétricos que com o seu boost de potência elevam os limites muito para além dos 408,47 km/h.

Conheça, então, através da viagem que lhe propomos de “A a Z” (referente à organização da lista de forma alfabética), 10 dos automóveis mais rápidos do mundo.

close up na roda de um carro rápido a andar

10 dos carros mais rápidos do mundo

Aston Martin Valkyrie: 362 km/h

O Aston Martin Valkyrie é um Aston Martin camaleão e abre esta lista dos 10 carros mais rápidos do mundo. Foi pensado pela marca inglesa e pela Red Bull Racing, desenhado por Marek Reichman e Adrian Newey, um dos designers mais bem sucedidos do mundo.

Insere-se na categoria dos modelos hiperdesportivos e está orientado para correr em pistas, bem como para ser utilizado no dia-a-dia como automóvel de estrada.

Valkyrie é um dos carros mais rápidos do mundo e, para ser o mais leve possível, está despojado de mordomias, como rádio ou ar condicionado. É um hipercarro muito exclusivo, por isso também só foram construídos 125 exemplares e 25 destinados unicamente às pistas. Todos foram vendidos.

Do bilhete de identidade deste híbrido consta motor 6,5 litros V12, atmosférico, desenvolvido pela Cosworth, que produz 1000 cv e 740 Nm de binário. A marca britânica afirma que no seu rendimento máximo, com a junção da propulsão eléctrica, o Valkyrie pode chegar aos 1160 cv.

Mais ainda, pode realizar 10.500 rpm e atingir os 900 Nm de binário às 6000 rpm. O motor consegue atingir as 11.200 rpm.

No que toca à relação peso/potência, o hipercarro tem uma relação de 1 para 1, uma vez que pesa cerca de 1000 kg.

Bugatti Chiron Super Sport 300+: 480 km/h

O Bugatti Chiron Super Sport 300+ lançado em 2019 é o primeiro carro de produção legal para estrada a atingir 480 km/h de velocidade máxima e figura na lista dos 10 carros mais rápidos do mundo.

Com produção limitada apenas a 30 unidades, o Bugatti Chiron Super Sport 30+ distingue-se por usar a cor laranja, em alusão ao modelo que lhe dá origem o Veyron Super Sport, que originalmente era o recordista da velocidade máxima.

Quanto a motorização a variante Super Sport 300+ está equipada com motor mais potente que o Chiron original. Trata-se de bloco W16, acoplado a 4 turbos que produz 1578 cv e que equipa, igualmente, outro modelo da marca o Bugatti Centodieci.

Para atingir a velocidade de 480 km/h (limitada eletronicamente) o Bugatti Chiron Super Sport 300+ foi alvo de algumas alterações ao nível da caixa de velocidades, e tem para-choques mais aerodinâmicos.

Bugati Veyron Super Sport: 431,3 km/h

Com produção entre 2010 e 2015 o Bugatti Veyron Super Sport ainda figura na lista dos automóveis mais rápidos do mundo. A Bugatti é, aliás, a par da Hennessey e da Koenigsegg, uma das marcas que mais recordes de velocidade conquistou ao longo dos tempos.

O Super Sport é a versão mais rápida do Bugatti Veyron 16.4 e teve a sua produção limitada a apenas 30 exemplares. A potência foi aumentada para 1200 cv e o binário subiu para expressivos 1500 Nm.

O Super Sport atinge 431,3 km/h de velocidade máxima, embora por motivos de segurança, e para evitar o desgaste rápido dos pneus, a velocidade máxima está limitada a 415 km/h.

Fenyr SuperSport: 396 km/h

O Fenyr SuperSport é o que podemos dizer o “outsider” desta lista dos 10 carros mais rápidos do mundo. E “outsider” porque, vindo do Líbano, é construído pela W Motors, empresa que tem sede nos Emirados Árabes Unidos. Para além disso é montado em Graz, na Áustria, pela Magna Steyr.

Com produção limitada o Fenyr SuperSport foi revelado em 2015 no Salão Automóvel do Dubai e a sua construção decorre desde 2019 até ao presente. O nome Fenyr, vem da palavra Fenrir, nome de um lobo monstruoso na mitologia nórdica.

Este desportivo recebe motor de seis cilindros da RUF que debita 800 cv de potência e 980 Nm de binário às 4000 rpm. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,7 segundos, dos 0 aos 200 km/h em 9,4 segundos e a velocidade máxima é de  396 km/h.

Para atingir estes números o Fenyr SuperSport pesa 1350 quilos, tem carroçaria em fibra de carbono e elementos aerodinâmicos ativos.

Hennessey Venom GT: 435,3 km/h

A Hennessey é uma empresa privada americana e há alguns anos que se bate com a francesa Bugatti por deter o estatuto de construtor do carro mais rápido do mundo. Por isso vemos, nesta lista dos 10 carros mais rápidos do mundo, referência a mais do que um superdesportivo destas marcas.

É uma luta salutar que coloca frente a saber o know how de duas estruturas que querem estar no topo da lista dos melhores fabricantes de automóveis da categoria.

Para atingir o seu objetivo, a Hennessey recorreu ao chassi do Lotus Exige e modificou-o. Deixou, no entanto, alguns componentes da construtora britânica, como as portas, vidros laterais, teto, instrumentos do cockpit, sistema de climatização.

O hiperdesportivo americano é por isso muito semelhante ao Lotus na estética. A diferença está na motorização. A Hennesey utiliza bloco V8 6.2 litros bi-turbo que equipa o Corvette, mas trabalhado de tal forma que resulta num 7.0 litros com 1451 cv de potência.

O modelo figura, desde 2014, nas listas dos carros mais rápidos do mundo. Contudo, há um fator a ter em conta: o recorde que obteve não é oficial à luz das regras do Guiness World Records, que exige que o teste seja feito em duas direções, o que não aconteceu.

A produção do Venom GT foi limitada a 29 unidades sendo só reconhecido como de produção após a construção de 30 exemplares.

Maserati GranTurismo
Veja também Os supercarros mais baratos à venda em Portugal: conheça 10

Hennessey Venom F5: 484 km/h

Para se manter na luta pelo título de carro mais rápido do mundo a Hennessey Performance desenvolveu o Venom F5, no Texas, Estados Unidos da América. O objetivo era competir “ombro a ombro” com o Bugatti Chiron Super Sport 300+.

A preparar-se para lançar a versão de produção, a marca americana apresentou o Venom F5 pela primeira vez no SEMA e no B.I. do veículo constava como velocidade máxima os 484 km/h.

Outros números avançados pela marca são: 0-300 km/h em menos de 10 segundos e a velocidade de 400 km/h a ser atingida em menos de 30 segundos.

Para conseguir estes registos, o hiperdesportivo conta com estrutura em fibra de carbono; coeficiente de penetração aerodinâmica de 0,33 CX e motor V8 7.4 litros Twin Turbo que debita 1600 cv e 1762 Nm, acoplado a caixa de automática de sete velocidades. Potência entregue às rodas traseiras.

Koenigsegg Agera RS: 447,18 km/h

A Koenigsegg é outro fabricante privado que persegue o título de carro mais rápido do mundo e figura em várias listas que gravam estes recordes.

Nesta nossa lista encontramos mais do que um modelo, sendo que o Agera RS é um deles. E dizemos um deles porque já não está em produção, mas saiu em glória.

O modelo conseguiu inscrever por cinco vezes o recorde no livro Guinness World Records. Entre estes figura como carro de produção mais rápido do mundo, com uma velocidade máxima de 447,18 km/h.

O motor é um bloco 5.0 litros, biturbo que debita 1360 cv.

Koenigsegg Jesko Absolut: 532 km/h (anunciado)

Para a lista dos carros mais rápidos do mundo a Koenigsegg contribui também com o revolucionário superdesportivo Jesko Absolut. Este é apresentado como a proposta mais rápida da marca sueca.

Segundo Christian Von Koenigsegg “o Jesko Absolut será o carro mais rápido que a Koenigsegg alguma vez construirá.” Contudo, o máximo de velocidade não é revelado.

No entanto, dos detalhes conhecidos, pode inferir-se que devido às qualidades técnicas e à mecânica do Jesko Absolut que utiliza motor V8 5.0 litros Twin Turbo a debitar 1600 cv de potência e 1500 Nm de binário, a velocidade máxima que poderá atingir será de 532 km/h.

Koenigseg Regera – 402 km/h

Ainda no seio da Koenigsegg encontra-se outro modelo que supera a barreira dos 400 km/h. Trata-se do Regera, um exclusivo automóvel de que foram construídos 80 exemplares ao preço de cerca de 2 milhões de euros cada.

O Regera tem um motor 5.0 V8 biturbo que conta com os préstimos de outros três motores elétricos. Juntos, conseguem reunir uma potência total de 1.500 cv. O Regera eleva os padrões da velocidade para um nível superior. Alcança os 300 km/h em apenas 10,9 segundos, e a velocidade máxima é de 402 km/h.

SSC Tuatara: 532,7 km/h

Em Outubro de 2020 o SSC Tuatara foi certificado como o carro mais rápido do mundo.

Após rumores chegou finalmente a confirmação. O fabricante norte-americano de superdesportivos Shelby SuperCars (SSC) North America, confirmou que o Tuatara conseguiu bater o recorde do mundo de velocidade para veículos de produção, ao atingir a velocidade máxima de 532,7 km/h.

A conquista conseguida pelo SSC Tuatara foi confirmada pelo fabricante, e a Top Gear britânica mostrou um vídeo, no qual é visível a velocidade máxima atingida pelo superdesportivo.

Segundo a Shelby SuperCars, a marca obtida pelo Tuatara foi conseguida segundo o que está estipulado com o superdesportivo a fazer duas passagens seguidas, em ambos os sentidos, tendo fixado uma média, em termos de velocidade máxima, de 508,7 km/h.

O SSC Tuatara recebe um propulsor V8 5.9 litros bi-turbo, que debita 1775 cv de potência, utilizando combustível E85.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].