Publicidade:

Crédito sénior: como funciona e como ter direito

O aumento da esperança de vida é uma realidade e os bancos adaptaram-se a este facto. Obter um crédito sénior é mais fácil do que possa pensar.

Crédito sénior: como funciona e como ter direito
Os bancos têm soluções financeiras para todas as idades

crédito sénior pode servir para iniciar uma nova atividade profissional, apoiar um familiar a viver um momento mais difícil, comprar uma casa (ou outra casa) ou apenas para desfrutar da vida.

Os bancos portugueses têm soluções financeiras para pessoas acima dos 50 anos e reformadas. No entanto, o crédito sénior tem adjacente o peso da idade. Os bancos emprestam, mas cobram esse risco.

Crédito sénior: entraves e alternativas


Se está a pensar solicitar um crédito sénior, é importante que conheça as regras do jogo. E o dado mais relevante para a banca é a idade.

É quase certo que o banco pedirá um seguro de vida para empréstimos de valor avultado, por exemplo, para comprar uma casa. O seguro de vida encarece com o passar do tempo, acompanhando o risco de a pessoa falecer antes de liquidar o empréstimo. É importante estar ciente desse custo.

Nos casos de crédito sénior para a compra de casa, o banco dificilmente financiará a 100% a compra do imóvel. Sem poupanças, será difícil concretizar essa pretensão.

Muitas vezes o banco condiciona a atribuição de crédito sénior à exigência de um fiador mais jovem, que assuma a dívida em situações de incumprimento por parte do contratante. Nestes casos, é essencial que tenha um familiar ou pessoa próxima que esteja disposta a assumir o papel de fiador.

pedir credito senior

Novas soluções no mercado

As instituições financeiras procuram responder aos anseios do mercado e, por isso, há sempre novas soluções de crédito a aparecer. Mas, antes de mais, é sempre aconselhável informar-se junto do seu banco sobre quais as opções de crédito que oferece, os custos e obrigações que estão inerentes.

O seu banco conhece o seu histórico. Quando se tem contas ordenado, contas reforma, poupanças e outras aplicações financeiras, é possível negociar melhores condições de empréstimo.

Há outro aspeto relevante na obtenção de crédito sénior: caso seja reformado, o banco tem a garantia que todos os meses o Estado deposita a sua reforma. E isso é relevante no momento da negociação.

Recentemente, surgiram novas soluções de crédito sénior. Uma das soluções é o designado crédito inverso. Este produto financeiro tem como alvo pessoas com mais de 65 anos, proprietárias de uma casa. O crédito é concedido dando como garantia a hipoteca do imóvel.

Também nesta nova solução há que entender bem o que está em causa. O interessado deve fazer todas as contas. O pedido de crédito pode ter custos iniciais, os juros a pagar devem ser alvo de análise face a outras soluções de mercado, e é bom não esquecer que está a dar como garantia a casa.

Veja também: