Publicidade:

Fazer MBA: sim ou não?

Fazer MBA não pode ser uma decisão tomada de ânimo leve. Pode ser, contudo, uma oportunidade particularmente interessante de formação profissional.

Fazer MBA: sim ou não?
Perceba quais as vantagens deste tipo de formação

Já pensou em fazer MBA? Esta sigla significa, em inglês, Master of Business Administration. Trata-se, no fundo, de uma formação avançada, focada no mundo dos negócios e gestão de empresas – sobretudo, em áreas como o marketing, os recursos humanos e as finanças.

Este tipo de formação profissional assume, cada vez mais, um papel importante no mercado de trabalho e não é, por isso, de estranhar que muitos profissionais apostem em reforçar os seus conhecimentos ou competências ao fazer MBA – que é uma das possibilidades mais populares no meio profissional. É preciso, no entanto, perceber que um MBA não é um mestrado, mas sim uma formação avançada. Ou seja, no final desta formação não fica com um novo grau académico.

Fazer MBA: sim ou não?


De facto, um MBA pode ser algo visto de forma extremamente positiva por parte dos empregadores e entidades profissionais. Muitas são as empresas que incentivam os colaboradores a investir neste tipo de formação, mas também há muitas outras que olham para currículos com MBA’s com outros olhos.

Vale a pena apostar nesta componente formativa, consoante a profissão que tem ou que deseja ter – e, claro, a depender da ambição com que encara a vida profissional. Fazer um MBA implica um considerável investimento financeiro e uma elevada exigência académica. Se o conciliar com a vida laboral, a exigência é ainda maior. Estes fatores podem ser classificados como “desvantagens” – certo? Mas, com um MBA na mão, pode mesmo desfrutar de grandes vantagens a médio e longo prazo. Ora, espreite:

  • aumentos salariais;
  • melhores oportunidades de carreira;
  • promoções no trabalho;
  • criação de redes de contactos (networking);
  • mudança de carreira ou mote para criar negócio próprio;
  • aumento do nível de conhecimentos, especialização em determinada área.

mba

Quem se candidata a um MBA?

Os candidatos a um MBA podem ter os mais variados backgrounds de formação, devendo, no entanto, ter já uma licenciatura ou experiência profissional relevante. Daí que seja procurado, essencialmente, por profissionais já no ativo e que encontram nesta formação um elemento diferenciador e que os pode ajudar a evoluir em termos profissionais. Normalmente, agrupam-se os candidatos profissionais em três grupos:

  • quem já trabalha ou pretende vir a trabalhar em posições de gestão ou liderança;
  • quem pretende desenvolver/aprofundar um determinado tipo de competência relevante para as suas funções diárias;
  • quem ambiciona mudar o rumo da sua carreira e, nesse sentido, quer adquirir conhecimentos e competências na área em que pretende trabalhar.

Dizemos que fazer um MBA não pode ser uma decisão tomada de ânimo leve porque, além dos sacrifícios feitos a nível pessoal, esta é uma formação que deve ser encarada como uma mais valia numa carreira já bem definida, e não exatamente como uma formação “principal” que vá definir um percurso profissional. Não é, por isso, o passo mais aconselhado para recém-licenciados sem experiência profissional ou quem vê no MBA um “passaporte” para empregos mais “interessantes”.

O que é mais importante numa formação MBA?

Antes de se candidatar, estude os planos curriculares de cada MBA para escolher aquele que melhor se adequa aos seus objetivos. Os que contemplam a internacionalização (que pode incluir visitas ou contactos com outros países, a fim conhecer os mercados internacionais), os que abordam case studies ou trabalhem para promover as boas relações corporativas/empresariais (contactos que lhe podem vir a ser muito valiosos) são os mais aconselhados.

Para entrar num destes programas de formação executivos, é normal que tenha de passar por um processo de candidatura detalhado, que inclui também o exame GMAT – General Management Admission Test – ou seja, o teste de admissão. Normalmente é requerida alguma preparação para ele e convém informar-se junto da instituição para a qual se está a candidatar. Normalmente, os processos de candidatura decorrem nos meses de abril e maio, mas é sempre melhor informar-se de tudo junto de cada instituição.

Ver os melhores MBA do mundo >>

Onde fazer MBA?

A nível nacional e internacional não faltam boas opções para fazer um MBA – sendo que algumas instituições estão mais direcionadas para os MBAfull time, enquanto outras estão mais direcionadas para programas pós-laborais. Em Portugal, os mais MBA’s mais conceituados encontram-se na Porto Business School (PBS), na Universidade Católica do Porto, no ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e no ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão), sem esquecer do Lisbon MBA (parceria das Universidades Nova e Católica de Lisboa com o MIT).

Nesta página pode procurar alguns cursos de MBA a nível internacional e ter algumas indicações do que se pode mais adequar às suas necessidades e objetivos.

Um MBA tem a duração de, pelo menos, um ano e vai custar-lhe muitos euros, pelo que deve encarar esta decisão como um investimento a longo prazo, do qual deve retirar o maior partido.

Ver também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.