Publicidade:

Myers Briggs Type Indicator: descubra o seu tipo de personalidade

As empresas são cada vez mais sensíveis ao impacto das características dos colaboradores na produtividade. Faça o Myers Briggs Test!

Myers Briggs Type Indicator: descubra o seu tipo de personalidade
Conheça o seu tipo de personalidade!

Nem só as empresas têm prestado atenção ao MBTI – Myers Briggs Type Indicator. Na verdade, este teste de personalidade é útil a qualquer pessoa que deseje conhecer-se melhor, seja para escolher uma área de estudos ou uma profissão, ou para perceber qual o departamento de uma empresa que teria mais fit com a sua personalidade.

Teste Myers Briggs Type Indicator: descubra o seu tipo de personalidade


O MBTI – Myers Briggs Type Indicator é frequentemente usado pelos empregadores como instrumento para gerir futuros colaboradores nos processos de recrutamento, bem como os seus trabalhadores atuais no seu processo de mobilidade ou alocação a projetos dentro das empresas. Além disso, é cada vez mais uma ferramenta útil no processo de escolha vocacional, permitindo cruzar informação sobre a sua personalidade com informação sobre os interesses profissionais do estudante.

Myers Briggs Test

O que nos diz o MBTI?

O resultado do teste indica em qual de um total de 16 tipos de personalidade a pessoa se enquadra, sendo que cada tipo resulta da combinação das preferências do indivíduo por quatro de oito possíveis formas de se posicionar face a situações complexas, absorver informação nova, tomar decisões, e interagir com os outros. É um teste unanimemente apontado como muito completo, criado por Isabel Meyers e Katharine Briggs como forma de possibilitar a aplicação da teoria da personalidade de Carl G. Jung – segundo a qual as dimensões atrás mencionadas são usadas por cada indivíduo no modo como perceciona o mundo à sua volta –  incluindo o mundo do trabalho.

O que avalia

Este instrumento estuda o modo como cada pessoa age e perceciona diversas situações, baseando-se na ideia de que as mudanças comportamentais de cada indivíduo podem ser enquadradas em padrões de funcionamento mais ou menos estáveis no tempo. É fácil descortinar que é de um grande interesse para as empresas procederem a este teste, com o intuito de ficarem a conhecer os padrões comportamentais dos seus trabalhadores.

As quatro dimensões em avaliação pelo Myers Briggs Type Indicator

São 4 as quatro dimensões que o MBTI avalia:

  • Introversão/Extroversão: baseia-se na ideia de que existe sempre uma preferência geral pelo foco no mundo interior ou no exterior. Os trabalhadores que dão primazia à extroversão, estando ativos, originam ainda mais ação, uma vez que tendem a agir, refletir, para depois voltarem a agir com maior intensidade. Se estiverem inativos, a sua motivação decresce, voltando a crescer quando dedicam intervalos de tempo a refletir. Por outro lado, aqueles mais dados à introversão gastam energia através da ação: preferem refletir, agir e então refletir novamente. Para ter a sua energia de volta, os introvertidos precisam de períodos de solidão e recolhimento, e é desta forma que “recarregam baterias”.
  • Perceção/Intuição: trata-se da forma como o trabalhador apreende informação nova. Se o resultado for perceção, demonstra a preferência da pessoa pelo objetivo e tangível. Se for intuição, o indivíduo, independentemente do que os dados que lhe são transmitidos, tem muito mais facilidade em reconhecer padrões e fazer associações, dando uma importância maior aos significados.
  • Razão/Emoção: quando toma decisões, recorre primordialmente à lógica e à experiência prévia com situações semelhantes, ou, antes, às emoções que as pessoas lhe inspiram e às circunstâncias particulares e presentes que se lhe deparam? Por outras palavras, confia mais na lógica ou na intuição?
  • Julgamento/Perceção: avalia o modo como o trabalhador lida com a complexidade. Se houver um pendor para o julgamento, significa que o trabalhador tem preferência por ver as situações-problema resolvidas o mais rápido possível, ainda que a melhor decisão não possa ser tomada no momento presente; ao passo que havendo primazia do elemento perceção, prefere manter a situação em aberto, gerindo-a de acordo com as novas opções e informações que vão surgindo.

Resultados

O resultado do teste MBTI consiste na seleção, por parte da pessoa, de cada um dos pólos que se adequa mais ao seu comportamento habitual, dentro de cada uma das quatro categorias mencionadas acima. Da interseção do resultado obtido nas quatro categorias irá resultar o seu tipo de personalidade, apresentado por um código com quatro letras. Por exemplo, “INFP”.

Os resultados podem ser agrupados nas seguintes grandes categorias:

  • Analistas – são geralmente racionais e valorizam a imparcialidade, apresentando um desempenho excelente em debates intelectuais e áreas profissionais ligadas às tecnologias. Independentes, imaginativos, aportam uma perspetiva utilitarista a todos os assuntos. São estrategas!
  • Diplomatas – de perfil empático e cooperativo, brilham em áreas ligadas à diplomacia e aos serviços de ajuda aos outros. Podem ter dificuldade em tomar decisões complexas, porque o pendor da sua tomada de decisão vai no sentido da solução mais “agradável” e nem sempre da que precisa de ser tomada.
  • Sentinelas – altamente práticos, são perfis que transmitem segurança e confiança. Trabalhadores, meticulosos, formais, são excelentes para funções administrativas e para empresas altamente assentes num sistema hierárquico bem definido. São orientados para a tarefa e podem ter dificuldade em aceitar pontos de vista diferentes do seu.
  • Exploradores – são espontâneos, apresentando uma enorme capacidade de improvisação. Por esse motivo, sentem-se como “peixe na água” em situações que requerem tomada de decisão rápida e capacidade de reação. Situações críticas e trabalhos relacionados com vendas são excelentes ambientes para estes perfis demonstrarem as suas competências.

Não há um tipo de personalidade “melhor” do que outro, eles são apenas “diferentes”. Por essa razão, e tal como se verifica em qualquer outro teste psicométrico, no teste MBTI – Myers Briggs Type Indicator – não há respostas certas ou erradas. Existem, sim, respostas que mais ou menos se enquadram com o seu comportamento habitual. E frisamos aqui a palavra “habitual” porque em circunstâncias diferentes, a mesma pessoa pode revelar diferentes padrões de comportamento – os testes apenas indicam tendências de comportamento!

teste online

Adequação dos resultados às áreas profissionais

Não precisa de fazer o MBTI para ter uma ideia de quais os tipos de trabalho em que se sentiria mais feliz e realizado, nem os tipos de estrutura organizacional mais harmoniosos com o seu modo de ser. Este, como outros testes, oferece resultados baseados na sua perceção de si mesmo e pode ajudá-lo a validar as suas opções e decisões, mas deve ser interpretado com cautela e sem extremismos.

Faça o teste aqui >>

Sugestões…

Uma vez que se trata de um teste de personalidade, o que se pede é que dê respostas honestas às perguntas colocadas. Não se trata de um teste para se escolher candidatos em detrimento de outros, nem devem os seus resultados levá-lo a excluir um curso ou profissão em detrimento de outra. Pense neste teste como um instrumento de desenvolvimento pessoal e de auto-conhecimento!

E lembre-se: os testes psicológicos, sejam de que tipo forem, têm como objetivo avaliar as dimensões do comportamento das pessoas, mas não são 100% infalíveis. Os seus resultados devem ser sempre interpretados à luz de um conhecimento mais alargado da pessoa e do contexto (profissional, por exemplo) em que se insere.

Como outros testes de personalidade, o MBTI baseia os seus resultados num processo de auto-conhecimento, ou na perceção que a pessoa tem, no momento em que faz o teste, acerca do seu próprio comportamento. Assim, os resultados podem variar consoante o momento em que o teste é feito, e outros fatores. É uma ferramenta de grande utilidade de orientação para as pessoas e empresas que acreditam que o auto-conhecimento é fundamental em qualquer processo de desenvolvimento profissional!

Se se estiver a candidatar a uma empresa e souber que esta aplica o teste MBTI – Myers Briggs Type Indicator aos seus trabalhadores, poderá ser uma boa ideia colocar o seu tipo de personalidade no seu CV. Arrisque!

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.