Publicidade:

Veja 10 sinais de que deve deixar o seu emprego

Sente-se desmotivado no trabalho? Saiba se esse sentimento é passageiro ou se faz parte da lista de sinais que deve deixar o seu emprego.

Veja 10 sinais de que deve deixar o seu emprego
Não descure o seu bem-estar físico e mental

Quando o despertador toca, nem sempre ficamos entusiasmados por ir trabalhar. Por vezes, basta beber um café para resolver esta falta de vontade. Também é verdade que, por qualquer motivo esporádico, nem sempre a motivação para ir trabalhar está lá. É natural, todos nós temos os nossos dias. Mas, às vezes, é mais do que isso e a desmotivação não é só o resultado de algum episódio menos bom da vida profissional. Se todos os dias é perseguido por sentimentos de medo e angústia, saiba que estes são sinais que deve deixar o seu emprego.

Podemos gostar mais ou gostar menos do nosso emprego e do que fazemos, mas não é suposto o trabalho fazer-nos sentir mal e completamente de rastos. Provavelmente, a juntar a este sentimento de mau-estar, sente-se ainda angustiado por considerar que não é possível encontrar nada melhor e que, se sair, vai ficar numa situação pior. É verdade que é preciso ganhar dinheiro para pagar as contas ao fim do mês. Mas também não é menos verdade que nenhum emprego vale mais do que a sua saúde e bem-estar.

Se é angústia e medo que sente sempre que pensa no seu trabalho, chegou a hora de pensar no seu bem-estar. Importa, assim, perceber se a desmotivação e / ou angústia que sente perante a sua ocupação profissional, são sintomas passageiros ou se é necessário fazer mudanças na sua vida profissional. Aqui estão 10 sinais que deve deixar o seu emprego.

10 sinais que deve deixar o seu emprego


manha

1. Tem medo de ir trabalhar de manhã

O despertador toca e a única vontade que tem é de chorar agarrado à almofada. Ir trabalhar, representa para si um sacrifício diário. Tente perceber o que o incomoda, se é alguma tarefa em particular, se são os seus colegas de trabalho ou se está cansado de tanta monotonia. É importante fazer esta reflexão e perceber o que o assusta, se é possível fazer alterações e contornar estes factores no seu atual trabalho ou se este é mesmo um dos sinais que deve deixar o seu emprego.

2. Não tem qualquer interesse pelo trabalho que faz

Não há nada mais desgastante do que um emprego que em nada tem a ver com os seus objetivos e interesses pessoais. Independentemente do seu salário, nunca vai conseguir alcançar todo o seu potencial profissional. Esta apatia vai acabar por contaminar e prejudicar outras áreas da sua vida.

3. O seu trabalho tornou-se monótono

Se o seu dia de trabalho se tornou de tal forma tão rotineiro e monótono que passa os dias a lutar constantemente contra o tédio, é  melhor pensar seriamente em seguir em frente. Isto, se não for possível assumir outras tarefas e funções na empresa.

4. Sente-se estagnado

Já aprendeu o que tinha que aprender e sente-se preparado para avançar na carreira, mas não há qualquer indício de que essa progressão possa acontecer. Percebeu que já não vai a mais lado nenhum, está preso. Assuma esta estagnação na sua carreira como mais um dos sinais que deve deixar o seu emprego.

mudar de emprego

5. A estabilidade financeira da empresa preocupa-o

Assistir ao despedimento de colegas, pode fazê-lo sentir culpado por ainda estar a trabalhar. Também pode fazê-lo temer pela continuidade do seu posto de trabalho. Se esta se tornar numa preocupação diária e numa razão para lhe tirar o sono, é melhor sair. Continuar só irá prejudicar a sua saúde.

6. Não se sente o mesmo

Sente que perdeu a “chama” e que já não é a mesma pessoa que era quando começou a trabalhar. A sua criatividade e energia apagaram-se. O seu único foco é sobreviver a mais um dia no emprego, enquanto espera pela hora da saída. É melhor pensar em sair de vez, a sua produtividade vai reduzir a pique e este será mais um motivo para a sua desmotivação profissional.

7. O seu corpo apresenta alterações físicas por causa do stress

O ambiente de trabalho tem um forte impacto no nosso corpo. Se está a perder peso, a engordar, sente dores, tem ataques de pânico e ansiedade ou sentimentos constantes de melancolia, faça uma reflexão e considere outras opções. Provavelmente, todas estas alterações físicas estão a ser provocadas pelo seu trabalho.

Saiba como lidar com um emprego que não gosta >>

8. O seu chefe parece estar possuído pelo demónio

O seu chefe deixa-o num estado de pânico permanente? Faz com que se sinta inseguro no desempenho das suas funções? Perde noites de sono por causa disso? Fuja! Principalmente se, quando confrontado com a situação, o seu chefe a nega veementemente.

9. Entrou numa espiral de negatividade

Já não se importa com nada e o seu esforço para resolver situações normais de trabalho atingiu níveis negativos. Para si está tudo mal e não há solução possível. Não quer saber do trabalho, não quer saber sequer o que veste para trabalhar e nem se preocupa em concluir tarefas. Sente que não vale a pena. Sabe o que é isto? É um dos sinais que deve deixar o seu emprego.

10. Não tem tempo para si

Anda a trabalhar muitas horas, sente-se sobrecarregado e sem tempo para nada? A culpa persegue-o por sair a horas e por não ficar mais tempo para terminar alguma tarefa? E isto acontece todos os dias do ano? Respondeu sim a tudo? Então, esta é mais uma pergunta que lhe fazemos: Qual é o sentido de ganhar a vida se não tem tempo para a viver? Livre-se deste sentimento de culpa ou procure um emprego que lhe permita ter tempo para si próprio, aproveite a vida e a sua família.

Deixar o emprego ou não?

Antes de avançar para uma decisão radical, faça uma introspecção sobre estes sinais. Tente perceber se é possível fazer alterações para que o seu bem-estar físico e mental não seja afetado pelo seu trabalho. Se isso não for possível, repetimos o que dissemos no início: nenhum emprego vale mais do que a sua saúde e bem-estar. Não deixe que a desmotivação, o stress e a ansiedade que vivencia no trabalho o atirem para a depressão. Não descure o seu bem-estar físico e mental.

Veja também: