Publicidade:

Saiba como utilizar um íman para verificar se um carro já teve um acidente

Está a pensar comprar um automóvel usado? Sabia que pode usar um íman para verificar se um carro já teve um acidente? Descubra como e evite ser enganado.  

Saiba como utilizar um íman para verificar se um carro já teve um acidente
Este pequeno truque pode ser bastante útil caso vá comprar um automóvel usado

Está a pensar comprar um carro usado? Acha que encontrou um negócio bom demais para ser verdade? Saber identificar os sinais de desgaste de um carro semi-novo é extremamente importante quando vai comprar um carro, e usar um íman para verificar se um carro já teve um acidente é um truque bastante simples que deve aprender a dominar e evitar ser enganado no futuro.

Comprar um semi-novo é, de um modo geral, a maneira mais inteligente de evitar perder muito dinheiro com um carro, pois a desvalorização de um automóvel de produção em série (não estamos a falar de modelos raros e de coleção) é um dado adquirido.

Em média, um automóvel novo perde metade da sua cotação de mercado ao fim de apenas 3 anos de vida. Isto é, um carro que custe 50.000€, ao fim de apenas 3 anos valerá menos de 25.000€, independentemente da quantidade de extras que tiver ou mesmo que tenha feito poucos quilómetros. Neste prisma, as marcas premium com os modelos de luxo costumam ser as mais afetadas, tendo por isso os carros que mais desvalorizaram nos últimos anos.

Antes de comprar um carro usado, deverá sempre fazer algum trabalho de casa e estudar bem o mercado. Estabeleça sempre um teto máximo de quanto pensa gastar. Faça uma lista dos modelos de carros que lhe interessam por esse preço e, o mais importante de tudo, verifique o historial de cada carro e peça para fazer um test-drive de cada modelo, pois há pequenos pormenores que podem tornar a nossa experiência de condução muito boa, ou muito má, e só os descobrirá quando fizer alguns quilómetros com o automóvel.

Quando o modelo estiver decidido, não compre por impulso. Averigue as várias ofertas que existem para esse modelo em concreto, e procure fazer o melhor negócio. Mas tenha atenção para não ser vítima de fraude, comprando por exemplo um carro com os quilómetros alterados, ou mais grave do que isso, comprar um carro que tenha sido vítima de um sinistro automóvel e, para isso, poderá usar um íman para verificar se um carro já teve um acidente.

Esta tarefa é, na verdade, muito simples, e vamos explicar o que deverá fazer de seguida.

Como utilizar um íman para verificar se um carro já teve um acidente

Utilize um íman para verificar se o carro já teve algum acidente

Antes de mais, importa saber que poderá usar qualquer íman, até mesmo um daqueles souvenirs que trouxe de uma qualquer viagem e colou no seu frigorífico.

A carroçaria de um carro é o elemento chave de segurança de qualquer veículo, e geralmente é fabricada em alumínio, ou numa liga metálica que tenha alumínio na sua composição. O alumínio é o metal escolhido pelos fabricantes por ser leve e resistente, e em caso de embate, este metal será capaz de se deformar e absorver toda a energia do impacto, protegendo assim a integridade dos passageiros.

O funcionamento de um íman pode ser um pouco complexo mas, muito resumidamente, este elemento é composto por dois pólos, um positivo e um negativo, e produz um campo magnético, fazendo movimentar electrões através de matéria. Ou seja, sempre que um íman entra em contacto ou se aproxima de outra superfície metálica, existe uma movimentação de electrões, que passam de um polo do íman para o outro através do contacto entre duas superfícies metálicas. Daí, sempre que aproximamos um íman de um metal, este tende a agarrar-se.

Sempre que um carro sofre um acidente mais grave, a reconstrução da carroçaria é feita através de uma espécie de massa, que é colocada sobre as superfícies afetadas e moldada à forma do carro para que os efeitos do sinistro não se notem.  Acontece que esta massa, apesar de ser rígida, não tem a mesma capacidade de se deformar e absorver energia que o alumínio e, em caso de acidente, poderá comprometer a segurança e a integridade física dos passageiros.

Caso um carro tenha sofrido um acidente e tenha sido reparado com recurso a esta massa, ao aproximar um íman, a peça do carro, por não ser constituída por um elemento metálico, não atraíra o íman, e assim saberá que este carro já teve um passado negro.

Sempre que compra um carro usado, procure fazer este teste. Verifique se o íman é atraído pelo carro sobretudo nos locais mais vulneráveis, como por exemplo os guarda-lamas ou as portas. Utilizar um íman para verificar se um carro já teve um acidente é um truque simples, mas que o poderá salvar de cair em despesas. Lembre-se, a sua segurança deve estar sempre antes de tudo!

Veja também:

Marvin Tortas Marvin Tortas

Licenciado em Ciências da Comunicação, homem do Norte, apaixonado por carros e com experiência em desporto automóvel. A seguir a mamã e papá, as palavras Ferrari, Mercedes, Audi e Fiat foram respetivamente as 3ª, 4ª, 5ª e 6ª palavras do seu vocabulário.

Também lhe pode interessar: