Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
27 Nov, 2019 - 18:01

Governo quer aumentar salários no privado em 2,7%

Ekonomista

Executivo prevê aumento de 2,7% em 2020, de 2,9% em 2021 e 2022, e de 3,2% em 2023.

mulher a tirar dinheiro da carteira

O Governo esteve esta quarta-feira numa reunião de concertação social para debater o acordo sobre rendimentos e competitividade.

No que toca aos salários no privado, o Governo pretende que a concertação social chegue um acordo para aumentar os salários via contratação coletiva em 2,7% no próximo ano. Ou seja, o Executivo desafiou os parceiros sociais a assumirem o objetivo de negociar aumentos acima da inflação e produtividade.

Recorde-se que no esboço de Orçamento do Estado que o Governo enviou a Bruxelas a 15 de outubro, a inflação prevista para 2020 corresponde a 1,6%. Já a produtividade do trabalho tem uma previsão de subida de 1,2%.

Para os anos seguintes, os aumentos propostos pelo Governo são de 2,9% (em 2021 e 2022) e de 3,2% (em 2023), valores com os quais as associações patronais não se quiseram comprometer. Sabe-se que estão a discutir-se contrapartidas fiscais para as empresas, tendo em consideração os valores propostos.

Veja também