Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Graça
Ana Graça
29 Ago, 2018 - 15:58

Bexiga hiperativa: saiba tudo sobre este distúrbio

Ana Graça

Tem vontade de urinar frequentemente, dia e noite, com uma urgência incomodativa? Chega a ter perdas de urina? Então, talvez tenha bexiga hiperativa.

Bexiga hiperativa: saiba tudo sobre este distúrbio

A bexiga hiperativa é um distúrbio neuromuscular que pode resultar de várias causas, nomeadamente de diversas doenças que afetam o sistema nervoso.

Sabe o que é a bexiga hiperativa?

A bexiga hiperativa é um problema de saúde que afeta o comportamento da bexiga. Consiste em contrações ou apertos involuntários e repentinos do músculo da parede da bexiga. O que acontece nesta patologia é que os músculos da bexiga parecem enviar mensagens erradas ao cérebro, fazendo com que a bexiga se contraia com maior frequência do que deveria, e nem sempre quando se quer, mesmo quando contém apenas pequenas quantidades de urina.

A bexiga hiperativa é mais comum do que se aquilo que se pensa. Estima-se que cerca de 17% da população europeia sofra desta patologia, sendo que esta doença que afeta tanto homens como mulheres de todas as idades.

Sintomas da bexiga hiperativa

A bexiga hiperativa é caracterizada por 4 sintomas predominantes:

1) urgência urinária: desejo repentino e imperioso de urinar;

2) aumento da frequência urinária: é comum que quem sofre de bexiga hiperativa vá à casa de banho para urinar 8 ou mais vezes ao longo do dia;

3) noctúria: acordar para urinar duas ou mais vezes por noite;

4) incontinência por urgência: algumas pessoas com bexiga hiperativa sentem uma necessidade urgente de urinar e vão frequentemente à casa de banho, mas não têm perdas urinárias. No entanto, há algumas pessoas com bexiga hiperativa que têm perdas acidentais de urina.

A bexiga hiperativa tem tratamento?

A bexiga hiperativa pode alterar por completo a vida de uma pessoa

A bexiga hiperativa pode alterar por completo a vida de uma pessoa, mas é possível controlar esta patologia, recorrendo ao tratamento apropriado. Mediante a causa do problema de cada pessoa, o médico determina qual o tratamento mais indicado.

A maioria dos planos de tratamento da bexiga hiperativa inclui mudanças simples de estilo de vida, técnicas de treino da bexiga e exercícios para o pavimento pélvico, de forma a fortalecer os músculos da região que sustenta a bexiga. O tratamento pode ainda requerer a toma de medicação ou outro tipo de tratamentos mais exigentes.

Como lidar diariamente com esta patologia?

Esta doença coloca desafios diários, mas estas dicas podem ajudar:

1) quando consegue prever que vai sair de casa, limite a ingestão de líquidos algumas horas antes e verifique onde existem casas de banho mal chegue ao local;

2) nas viagens por via terrestre, reserve com antecedência o bilhete de comboio ou autocarro e escolha um lugar próximo da casa de banho. Se viajar de automóvel, atente antecipadamente à localização das estações de serviço;

3) nas viagens de avião, procure escolher um lugar do lado do corredor, próximo da casa de banho. Sempre que possível, agilize todos os procedimentos online, de forma a evitar filas no aeroporto;

4) no caso de estar a tomar medicação para a bexiga hiperativa, sempre que vai de viagem, certifique-se de que leva medicação suficiente para a duração da mesma;

6) no local de trabalho, caso se mostre necessário, fale com os seus superiores para que lhe seja permitido trabalhar mais próximo da casa de banho;

7) reduza o consumo de chá, café e álcool e, não beba muitos líquidos ao final do dia.

Veja também: