Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Márcio Matos
Márcio Matos
26 Nov, 2019 - 16:34

Bruxelas: o que visitar na capital da Europa

Márcio Matos

Bruxelas é a capital da Bélgica, e da Europa, e um destino ideal para uma escapadinha ou para umas férias em família. Há muito para ver e admirar!

Parque público em Bruxelas

A Bélgica é um país com muitos encantos. Entre eles, está certamente a cidade de Bruxelas, sua capital. A cidade é absolutamente maravilhosa, com inúmeros pontos de interesse, tornando uma visita de poucos dias frenética, pois há muito para visitar.

Podendo sempre haver a frustração de ser impossível visitar tudo o que merece ser visitado, há espaços que são absolutamente imperdíveis e que têm de fazer parte de qualquer roteiro, nem que seja de uma mera escapadinha de fim-de-semana.

Se tiver oportunidade de se demorar por lá durante alguns dias, então é um felizardo e não tem de “lutar” contra o relógio. Bruxelas é uma daquelas cidades que supera todas e quaisquer expectativas. Vá até lá e comprove por si mesmo.

O que visitar em Bruxelas numa escapadinha

Grand-Place

Esta é uma daquelas dicas que está, necessariamente, presente em todos os guias dedicados à cidade de Bruxelas. Não apenas pela sua tremenda beleza, mas também porque esta praça é o coração histórico, geográfico e comercial da capital belga.

Além disso, nesta praça, fica a Casa do Rei e, ainda, alguns edifícios góticos, barrocos e neogóticos de grande beleza. Por tudo isto e muito mais, esta é uma das mais belas praças da Europa.

Palácio Real

Esta é, naturalmente, uma das grandes atrações de Bruxelas. É um espaço que representa a memória de um tempo em que a Bélgica e a Holanda eram governadas pelo mesmo rei. A sua estrutura original remonta aos fins do século XVIII.

Foi a residência oficial da família real da Bélgica até ao ano de 1813. Atualmente, é um espaço destinado a cerimónias de Estado e a eventos especiais e simbólicos. Hoje em dia, a residência oficial da família real da Bélgica é o Palácio de Laeken.

Manneken Pis

Um dos grandes momentos para quem visita a cidade é ter a oportunidade de fotografar o menino e a menina conhecidos como: Manneken Pis e Jeanekke Pis.

Pois, parece mentira, mas uma estátua de apenas 61cm, que consiste num menino a urinar, é uma das principais atrações turísticas de Bruxelas.

Está exposta desde os finais do século XVIII e, além desse menino, há também uma menina, do outro lado da praça. Como curiosidade, resta dizer que esta estátua – que atrai a curiosidade de todos os que visitam a cidade – não é original, tratando-se de uma cópia que substituiu a escultura primitiva que foi roubada.

Desde o primeiro roubo, já foram colocadas algumas cópias, pois os “saques” repetiram-se…

Parque de Bruxelas

Natureza e beleza sem igual, neste parque que é um daqueles espaços verdes absolutamente inesquecível em Bruxelas.

Um local encantador, ideal para realizar um piquenique, em momentos de profundo convívio em família e/ou com amigos. A família real belga (e os membros da nobreza) usaram este parque para caçar, até ao ano de 1770.

Arco do triunfo em Bruxelas

Banda Desenhada

Os belgas têm particular interesse pela banda desenhada. Por isso, muitos dos grandes criativos desta arte são belgas.

O ilustrador Maurice de Bévère, ou simplesmente Morris, criador de Lucky Luke (o cowboy mais rápido do que a própria sombra), é um dos grandes nomes da BD que nasceu em Bruxelas.

Outro nome incontornável desta área, que também nasceu na capital belga e construiu o seu nome na banda desenhada, é André Franquin, conhecido por ser o autor das personagens Marsupilami e Gaston Lagaffe.

O nome mais emblemático será, contudo, o de Hergé, que também nasceu nesta cidade, e é criador do mítico Tintin, o repórter mais famoso do planeta!

O Átomo

O Átomo é um dos mais reconhecidos monumentos de Bruxelas. Criado em 1958 pelo engenheiro André Waterkeyn, por ocasião da Feira Mundial que decorreu na capital belga, arrasta todos os anos milhares d eturistas.

É composto por nove esferas, ligadas por 20 tubos, e tem uma altura total de 102 metros. Cada esfera tem 18 metros de diâmetro e pesa qualquer coisa como 2.400 toneladas.

Actualmente, o público pode aceder a cinco das nove esferas. A primeira, é dedicada à exposição permanente, onde é explicada a génese do Átomo e da Feira Mundial de 1958. Uma outra esfera é o local de exposições temporárias, enquanto que a mais alta serve de restaurante e miradouro sobre a cidade de Bruxelas.

Bairro europeu

Bruxelas acolhe as mais importantes instituições da União Europeia. Os grandes edifícios estão emoldurados por três grandes zonas verdes a leste da cidade: o Parque de Bruxelas, o Palácio do Cinquentenário e o Parque Leopold.

Um dos edifícios mais marcantes da União Europeia é o Berlaymont, um prédio em forma de X e 14 metros de altura, construído em 1967 para albergar a sede da Comissão Europeia.

Há ainda a possibilidade de visitar o Parlamento Europeu.

Parlamento europeu em Bruxelas

Comes e bebes

A gastronomia da Bélgica possui grande valor, mas há produtos mais populares do que outros.

Os mexilhões com batatas fritas são numa tradução livre de uma das criações culinárias mais especiais para os belgas. Eles são conhecidos em holandês como Mosselen met friet (ou, em francês, Moules Frites).

Ainda de referir as famosas waffles, outra criação gastronómica muito estimada pela grande maioria dos belgas. Em Bruxelas há barracas de waffles por todo o lado.

A cerveja – que os belgas consideram ser a melhor do mundo – é outro ícone gastronómico. Finalmente, mas não menos importante, o chocolate belga que é, assim como a cerveja, considerado como um dos melhores do mundo.

Veja também