Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Helena Peixoto
Helena Peixoto
08 Nov, 2019 - 15:05

Casas em leilão: uma boa opção ou uma ilusão?

Helena Peixoto

Procuramos as informações mais importantes sobre comprar casas em leilão e resumimos neste artigo que preparamos só para si.

casas em leilão

As casas em leilão consistem em imóveis que estão no mercado disponíveis por um preço bem mais baixo do que o praticado habitualmente. Assim, constituem uma excelente possibilidade de conseguir um valor bem mais simpático do que numa agência imobiliária ou num negócio particular.

Por norma falamos de imóveis que foram penhorados pelos bancos, seja por insolvência ou por falta de pagamento dos seus proprietários. No entanto, antes de avançar para esta aventura da compra de casas em leilão, importa conhecer as suas vantagens e desvantagens, saber como decorre todo o processo e ter em conta alguns conselhos na hora de avançar. Vamos a isso?

As casas em leilão estão disponíveis em sessões presenciais realizadas por entidades bancárias através de empresas especializadas como a Euro Estates ou a Imobancos, E-leilões e Portal das Finanças.

Comprar casas em leilão: sim ou não?

Vantagens de comprar casas em leilão

  • Maior facilidade em obter até 100% do valor da habitação;
  • Preço bem abaixo do valor de mercado;
  • Spreads mais baixos;
  • Boa opção de investimento;
  • Prazo alargado para o crédito.

Desvantagens de comprar casas em leilão

  • Não controla algumas questões como a localização do imóvel;
  • Poderá comprar um imóvel com um estado de conservação menos agradável;
  • Herança de dívidas de condomínio;
  • Acabar por pagar mais do que tinha previsto (quando há muita licitações).
leilão

LEILÃO ELETRÓNICO: COMO FUNCIONA?

Para participar em qualquer um dos leilões tem sempre de se inscrever previamente. E deve depois comparecer, pelo menos, 60 minutos antes da hora anunciada para o início da licitação, dada a grande probabilidade de aparecerem muitos interessados.

Quando falamos de um leilão electrónico, ao selecionar o endereço em causa, será encaminhado para a página onde pode submeter a sua proposta. Existe sempre um valor mínimo de licitação e tem também acesso ao lance atual. O que tem de fazer será licitar algum valor que seja acima deste último.

Depois tem de aguardar pelo fecho do leilão, anunciado na página, e ir acompanhando as licitações. No final, ganha quem tiver realizado a última maior licitação.

Uma nota muito importante: após apresentar uma proposta, esta só pode ser retirada, se o prazo for adiado por mais 90 dias em relação ao primeiro dia designado para o efeito, pelo que não deve fazer ofertas de ânimo leve; faça-o apenas quando tiver certeza total de que é mesmo o que pretende.

Conselhos na hora de comprar casas em leilão

Para que tudo corra o mais tranquilamente possível no processo de comprar casas em leilão, é importante que tome em consideração alguns conselhos e boas práticas.

Planeamento

De forma a filtrar as possibilidades e ter em mente um objectivo bem definido, faça o seu trabalho de casa. Primeiro, é importante ponderar sobre as características base da casa que procura, ou seja, qual é o tipo de imóvel que pretende: moradia/apartamento, com quantos quartos, a zona, o ano, a base de licitação e qual o valor que está disposto a pagar.

Visite o imóvel

Não se fique apenas pela visualização do imóvel através da Internet, mas antes apalpe terreno e visite-o. Assim fica com uma verdadeira noção da zona envolvente da casa, se, eventualmente, a casa precisa de obras, o comportamento da vizinhança, o comércio existente.

Informe-se sobre os preços de casas com características semelhantes à que está a visitar e na mesma zona geográfica, para poder fazer comparações e perceber se de facto será um bom negócio.

Garanta o financiamento

Apesar de parecer um conselho um pouco óbvio, o certo é que já aconteceu pessoas participarem num leilão, arrematarem um imóvel e depois perceberem que afinal o financiamento não estava garantido, o que é uma situação bastante desconfortável.

Portanto, antes do leilão junte propostas de vários bancos e saiba se reúne todos os requisitos para ter acesso ao financiamento bancário. O valor que deve tomar em consideração não é só o valor da casa mas também, despesas processuais como, o sinal, obras, registos e escritura.

Tenha a certeza que é o que quer

Todos temos direito a mudar de ideias, e pode acontecer depois de arrematar o imóvel, desistir da compra. Antes de estar perante este cenário, deve é tomar consciência dessa possibilidade e estar munido do montante necessário para pagar o incumprimento.

Depois do leilão, que pode ser presencial ou online, no caso de desistir da compra prepare-se para perder os valores da caução e do sinal, que não são tão pequenos como isso. No mínimo, pode perder 3.500€.

Não se deixe levar pela emoção

Auto-controlo é fundamental, já que, tendo em conta o clima de emoção naturalmente associados aos leilões, as pessoas tendem a esquecer o preço das casas, portanto, o ideal será definir logo de inicio limites, e interiorizar qual o valor máximo pelo qual está disposto a licitar. Não se esqueça que se a sua proposta for a mais alta, fica obrigado a comprar o imóvel.

Veja também