Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
11 Nov, 2019 - 12:20

Como cozinhar para gatos? Dicas úteis para quem tem um bichano

Teresa Campos

Sem muita pesquisa, não há como saber como cozinhar para gatos corretamente. Portanto, siga todas as nossas indicações e fique bem informado.

Mulher a cozinhar para o seu gato

Aprender como cozinhar para gatos não é impossível, mas requer muita pesquisa e deve ser uma tarefa levada com bastante rigor, já que as necessidades nutricionais do seu bichano exigem muito cuidado e atenção.

Se está disposto a abraçar este desafio, então siga as nossas indicações úteis e preciosas sobre como cozinhar para gatos e consiga dar ao seu animal as refeições ideais para a sua saúde e bem-estar.

Fique a saber como cozinhar para gatos e sem falhas

Criança a cozinhar com um gato ao aldo

14 necessidades nutritivas dos gatos a ter em conta

1. Os gatos precisam de uma dieta rica em proteínas e gorduras. Cerca de 90% da dieta dos gatos deve ser composta por carnes, gorduras, miudezas e ossos, devendo ser os restantes 10% compostos por ervas.

2. Para um gato, uma dieta saudável deve incluir: água limpa , proteína, gordura, vitaminas e minerais.

3. A taurina é um aminoácido essencial na dieta dos gatos e que por isso deve ser adicionada às receitas para gato caseiras.

4. Se não houver problemas de obesidade, os gatos devem ter sempre comida à disposição, pois eles fazem a sua própria gestão do alimento. Eles preferem comer pequenas quantidades de cada vez e são capazes de, num dia, comer cerca de 18 refeições equilibradamente espaçadas. Os gatos pequenos também devem ter sempre comida à disposição para conseguirem suprir as suas necessidades nutricionais.

5. Não dê ao seu gato uma dieta vegetariana, pois tal pode causar cegueira e problemas cardíacos no seu animal.

6. Informe-se ao máximo sobre receitas caseiras para o seu animal, de modo a garantir que ele recebe todos os nutrientes de que precisa.

7. Os gatos rejeitam com facilidade novas comidas, por isso, seja persistente na introdução de novas receitas de ração. Tente adicionar gradualmente a comida caseira nas refeições do gato, de forma a ele adaptar-se a novas texturas e cheiros.

8. Não deixe a comida na tigela durante muito tempo. Se o gato não a comer, deve descartá-la e tentar mais tarde.

9. Nunca ofereça ao seu gato estes alimentos: cebola, alho, cebolinho, uvas, uvas passas, chocolate, açúcar, massas fermentadas, fermento em pó, bicarbonato de sódio e temperos como noz-moscada. Não lhe dê, também, a provar álcool, ração de cão, doces, cafeína e medicamentos (que não prescritos).

10. Limite ainda o consumo de ossos e aparas de gordura. É necessário ter em atenção a dimensão dos ossos: devem ser ou muito grandes e de difícil fragmentação, ou então moídos.

11. Cozinhe os ovos, antes de os dar ao seu gato. Caso ofereça um ovo cru, dê apenas a gema, pois a clara crua pode não ser digerida pelo gato.

12. Dê fígado ao seu gato não mais de duas vezes por semana.

13. Não exagere na dose de peixe cru dada ao gato, porque tal pode viciar-lhe o paladar e causar ainda deficiência de tiamina.

14. O leite e os laticínios podem causar indigestão e problemas dermatológicos nos gatos. Saiba antes a opinião do veterinário do seu bichano.

Estudo confirma que gatos reconhecem os nomes
Não perca Estudo confirma que gatos reconhecem os nomes

9 passos para saber como cozinhar as receitas para gatos

1. Procure ou crie receitas equilibradas, com base nos princípios anteriormente expostos.

2. Comece por escolher a proteína. Pode comprar coxas de frango, fígado de galinha, peru, gemas de ovos, entre outras opções.

3. Cozinhe a fonte de proteína ou sirva-a crua. Como cozinhar a proteína escolhida? Nós explicamos:

  • pode, por exemplo, cozinhar a parte exterior das coxas de frango, deixando o interior levemente cru;
  • separe um pouco da carne do osso e corte em pedaços menores – triture para torná-la mais fácil de comer;
  • coloque os ossos e triture com 115g de fígado de galinha para cada 1,5 kg de carne de frango crua;
  • acrescente 2 ovos cozidos para cada 1,5 kg de carne de frango, misture tudo numa tigela e triture;
  • acrescente para cada 1,5 kg de carne, 1 chávena de água, 270 mg de vitamina E, 50 mg de complexo vitamínico-b, 2000 mg de taurina, 2000 mg de óleo de salmão e 3/4 de colher de chá de sal – envolva tudo muito bem, acrescente a mistura de suplementos à mistura de frango e mexa bem.

4. Outra possibilidade é misturar um pouco de arroz cozido a vapor com salmão picado e água.

5. É, também, importante picar alguns vegetais e adicioná-los às refeições do seu bichano.

6. Pode ainda juntar aveia nas comidas do seu gato. Para isso, ferva 8 chávenas de água e acrescente aveia, seguindo as instruções da embalagem. Deixe de molho por 10 minutos.

7. Outra dica é que separe a comida em pequenas porções e congele. Os gatos comem, em média, entre 115 g e 170 g de comida por dia.

8. Limpe com frequência as tigelas de comida dos gatos. Os recipientes sujos podem acolher bactérias e germes.

9. Decida se quer ou não dar ao seu gato alimentos crus.

Pois bem, agora que já sabe como cozinhar para gatos, resta-lhe comprar os ingredientes e suplementos certos e começar a confecionar receitas apetitosas e nutritivas para o seu bichano ficar bem saciado e satisfeito.

Não desista se a recetividade não for a esperada. Verá que, com o tempo, o seu animal ficará rendido aos seus cozinhados.

Veja também