Viviane Soares
Viviane Soares
12 Mar, 2019 - 17:50
Saiba como evitar vírus no computador

Saiba como evitar vírus no computador

Viviane Soares

Para evitar vírus no computador, há que ter cuidados na navegação online e adotar as medidas de segurança adequadas para se proteger de softwares maliciosos.

O artigo continua após o anúncio

Evitar vírus no computador é um processo ao qual deve estar atento diariamente. Isto se quer manter a segurança dos seus dados, a integridade do seu sistema ou mesmo aumentar a vida útil do seu computador.

Na era da transformação digital, todos os cuidados são poucos, dado que estamos sempre conectados à rede, ou seja, expostos a um sem-número de ciber-riscos. Conheça, então, algumas boas práticas de cibersegurança e não descure a sua privacidade e segurança online.

O que é um vírus?

Um vírus é um software com um código malicioso que pode afetar os seus dispositivos eletrónicos e trazer-lhe muitos dissabores. É um tipo de programa ou código que visa danificar arquivos, servidores e os próprios dispositivos através dos quais se acede à Internet. Porém, cada vírus tem uma finalidade particular, dependendo daquilo que o hacker pretende obter para benefício próprio.

Um vírus é uma categoria de malware. Pode-se dizer que todos os vírus são malwares (malicious software), mas nem todos os malwares são vírus.

Malware, por sua vez, é a abreviação de malicious software (software malicioso), e engloba várias ameaças nocivas, nomeadamente: vírus, trojansworms e spyware. É desenvolvido para danificar arquivos, servidores e aplicativos do computador.

Os ataques de malware são, por norma, utilizados para roubar passwords, dados de clientes e todo o tipo de informação armazenada nos computadores das empresas.

6 dicas para evitar vírus no computador

virus no telemovel

1. Utilize um antivírus

Um antivírus não é o único responsável pela proteção do seu computador contra esta ameaça. Mas é, sem dúvida alguma, uma grande ajuda a que deve recorrer para evitar vírus no computador. Hoje em dia, há diversos antivírus disponíveis que disponibilizam várias ferramentas para evitar todo o tipo de ameaças.

Para o cidadão comum, há antivírus grátis que são boas soluções para proteger a integridade do sistema e dos dados/ficheiros armazenados. Já para as empresas, os melhores antivírus são aqueles que garantem que a segurança do negócio em relação a este tipo de ameaças informáticas.

O artigo continua após o anúncio

Assim sendo, os mais indicados são aqueles que oferecem uma boa proteção e uma alta usabilidade (interface user-friendly). Isto quer dizer que o seu software antivírus deverá ser capaz não só de detetar eficazmente o malware (programa ou código malicioso) mais comum, mas também o que vai sendo constantemente criado na web.

2. Mantenha o software atualizado

Atualizar o software com regularidade é outra das formas de evitar vírus no computador. Estas atualizações existem não só pelas novas potencialidades oferecidas ao sistema, mas também para mitigar possíveis ameaças. Portanto, sempre que os navegadores avisarem os seus utilizadores para uma atualização, confie nas máquinas e faça-as. Sublinhamos que a maioria das atualizações é feita precisamente por causa de problemas de segurança.

3. Não instale programas de fontes desconhecidas

Uma boa pesquisa em qualquer motor de busca (no Google, por exemplo) pode ajudá-lo a encontrar programas que fazem tudo e mais alguma coisa. Há, contudo, um problema. Há programas que foram criados apenas para espalhar certos vírus pelos computadores. Por essa razão, instale apenas programas de fontes conhecidas e fidedignas.

4. Não aceda a sites duvidosos

Aceder a sites duvidosos é uma das principais causas de propagação de vírus no seu sistema. Apesar de, atualmente, os próprios browsers já o ajudarem a controlar os sites a que acede, esteja sempre atento a páginas que desconhece.

Além disso, verifique sempre se as ligações a que acede começam com HTTPS. Ao utilizar este protocolo, está a proteger os seus dados e a evitar que alguém interrompa essa comunicação para obter dados ou alterar a informação original.

5. Não abra e-mails desconhecidos

Os e-mails desconhecidos são uma das maiores fontes de vírus para computadores e os instrumentos mais apetecíveis para ataques de phishing. A sua conta de e-mail pode ser pirateada e, a partir daqui, inicia-se o chamado efeito dominó. Dados pessoais e/ou de clientes, lista de contactos, passwords e dados confidenciais da própria empresa podem ser roubados e utilizados para os mais diversos fins.

Para evitar “cair na armadilha”, desconfie de e-mails com as extensões .co, .exe, .scr, .pif, .cmd, cpl, .bat, .vir e .zip – mesmo que tenham sido enviados por pessoas que conhece ou que sejam da sua confiança.

O ideal, nestes casos, é contactar a pessoa antes de abrir links, anexos, imagens ou mesmo o e-mail. Além disso, tenha especial cuidado antes de fazer o download de anexos suspeitos, sobretudo de estiverem classificados com spam.

O artigo continua após o anúncio

6. Cuidado com os pop-ups

Utilize um bloqueador de pop-ups no seu browser. Apesar da maior parte das janelas de pop-up ser apenas de anúncios, existe uma pequena porção que possui código malicioso e não seguro. Esteja atento e previna-se.

Veja também