Teresa Campos
Teresa Campos
20 Jan, 2019 - 12:29
mulher deitada a tapar os ouvidos com a almofada por causa do ruído

Como isolar som e combater os ruídos indesejados em sua casa

Teresa Campos

Vamos explicar-lhe como isolar som em sua casa, através de soluções e truques mais ou menos complexos e mais ou menos dispendiosos. Saiba tudo e tome nota.

O artigo continua após o anúncio

Vamos explicar-lhe como isolar som, apresentando-lhe algumas das soluções possíveis e, também, os diferentes tipos de ruído que o podem estar a afetar. No geral, este não é um procedimento barato, até porque exige a contratação de profissionais aptos a instalar os materiais necessários para o bom isolamento acústico.

Em todo o caso, mesmo que não esteja disposto a gastar muito dinheiro para resolver este problema, saiba que existem truques que pode pôr em prática e de forma muito simples e económica reduzir, consideravelmente, os níveis de ruído que afetam o sossego do seu lar. Tome nota de como isolar som!

Como isolar som: dois passos e materiais a considerar

Antes de lhe indicarmos quais os materiais mais indicados para alcançar o tão desejado isolamento acústico, é necessário, antes de mais, definir alguns aspetos.

Como o termo indica, isolar o som pressupõe criar uma barreira que diminua ou impeça, mesmo, a passagem de ruído do exterior para o interior ou vice-versa.

Para conseguir um isolamento acústico bem sucedido, é essencial determinar dois pontos: qual a zona que se pretende isolar e qual a origem do ruído. Só assim é possível escolher o isolamento acústico mais adequado, ou seja, quais os materiais ideais e sua forma de colocação. Isto, porque existem diferentes tipos de ruído e é fundamental destrinçar se se pretende isolar o som ou, na verdade, o que se precisa é de melhorar a acústica.

Portanto, siga os passos seguintes e perceba do que realmente precisa.

mulher a calçar sapatos de salto alto

Passo 1: tipos de ruído

Podemos considerar que há 3 tipos de ruído capazes de incomodar e perturbar a serenidade e o silêncio de qualquer um de nós. São eles:

  • Ruídos de impacto: produzidos pelas vibrações transmitidas através das estruturas da casa;
  • Ruídos aéreos: com uma intensidade baixa ou média, referem-se às conversas de vizinhos, ruídos dos carros, aviões…Sendo os mais comuns, são também os mais difíceis de solucionar, já que é necessário atuar no local onde são gerados;
  • Insonorização do espaço: neste caso, o que se pretende é evitar ecos e reverberações, impedindo a transmissão de som para o exterior.

Passo 2: tipologias de materiais

Como já referimos, existem diferentes tipos de materiais capazes de isolar o som. A escolha de um em detrimento do outro deve ter em consideração, entre outros fatores (tipo de construção, orientação da casa…), os diferentes intervalos de frequência do som, ou seja, se é um ruído de frequência alta (som agudo) ou baixa (som grave).

O artigo continua após o anúncio

A espessura dos materiais varia, pelo que também é preciso ter em conta o espaço disponível e a capacidade de isolamento pretendida. Contudo, convém ter em conta que a maior espessura não é sinónimo de maior isolamento.

Escolher o material para isolar uma parede, por exemplo, implica que se identifique se aquela é uma superfície húmida ou seca, qual o peso que vai suportar, os m² e quantos os painéis necessários.

Materiais

Fibra têxtil: este é um material origem têxtil, reciclável em 85% da sua composição. Garante uma máxima durabilidade e poder de absorção acústica, podendo ser instalado em diferentes superfícies, aparafusado ou colado.

Poliuretano: este é um produto feito à base de petróleo e açúcar. Encontra-se disponível em espuma ou em painéis, com diferentes tamanhos e densidades. Proporciona um isolamento económico, leve e fácil de instalar, podendo ser aplicado em diferentes locais como teto, paredes ou pavimentos.

Tela betuminosa: este é um material flexível, que absorve e amortece o ruído. É especialmente recomendado para o isolamento de baixas frequências (sons graves).

Polietilenos: as lâminas de polietileno são de alta qualidade e oferecem uma excelente resistência à compressão, deformação e altas temperaturas. Além disso, evitam ruídos de impacto e melhoram a impermeabilização.

Mistos: é, também, possível conjugar a fibra têxtil com a tela betuminosa. Estes produtos combinam a capacidade isolante da tela betuminosa com as fibras de algodão e os têxteis reciclados. Esta junção garante o isolamento acústico, especialmente para baixas e médias frequências.

Cortiça: este é um dos isolantes com maior durabilidade e leveza. Além disso, ainda mantém as suas propriedades inalteráveis ao longo do tempo. É, também, 100% natural e renovável, de fácil instalação, manipulação e corte.

O artigo continua após o anúncio

Absorventes de ruído: aqui, referimo-nos a materiais ligeiros, porosos e flexíveis, que transformam as vibrações do som em energia. Isto é, quanto maior for a percentagem de som absorvido, maior é a sua eficácia. Estes materiais são capazes de absorver ruídos de baixas e médias frequências (entre os 60dB e os 90dB), reduzindo e amortecendo os ruídos de aparelhos elétricos e exteriores (como a passagem de um comboio, o trânsito…).

Como isolar som em cada superfície da casa

Se adquirir os materiais para isolamento acústico, enumerados anteriormente, e achar que não são a melhor opção para si ou se pretende ficar a par de outras alternativas, saiba que há outras escolhas que pode fazer para melhorar a acústica da sua casa.

1. Paredes

Se está ou vai construir a sua própria casa, então saiba quais os materiais que deve privilegiar nas suas paredes, para um bom isolamento acústico.

Os tijolos maciços, por exemplo, são um material muito bom para isolar o som. Outra possibilidade são as paredes ocas, tipo Drywall, preenchidas com revestimento acústico. Aliás, esta última opção é muito usada nos cinemas, tratando de uma estrutura em aço, coberta com chapas de gesso e papel-cartão, podendo ser recheado com lã mineral de vidro ou rocha. Finalmente, pode usar painéis de madeira, sobretudo nas paredes mais propensas a servir de “entrada” para ruídos. A madeira maciça tem alto índice de absorção de impacto e, portanto, é sempre uma boa escolha para isolar o som.

parede com estante com livros e outros objetos decorativos

2. Portas e janelas

No que respeita às portas e janelas, há também materiais que pode privilegiar para isolar o som.

Assim como para as paredes, a madeira maciça é também um excelente isolante para portas, garantindo não só o isolamento acústico, como a segurança da casa.

No caso dos portões, o mais indicado é optar por um feito em materiais espessos e sem frestas e, se for de metal, não se esqueça de incluir um recheio absorvente.

Quanto às janelas, o segredo é não optar por exemplares em metal. Contudo, caso sejam em alumínio, a sugestão é que emborrache as esquadrias ou, então, as substitua por modelos antirruído, avaliando sempre – a performance da peça, o sistema de abertura, o material da esquadria (preferencialmente PVC) e o tipo de vidro (preferencialmente o modelo laminado com duas ou mais lâminas).

O artigo continua após o anúncio
Conheça o ABC da lei do ruído em caso de obras em casa
Veja também Conheça o ABC da lei do ruído em caso de obras em casa

3. Tetos e telhados

A cobertura da casa também merece atenção. Caso a sua casa não tenha laje, use uma manta acústica e, assim, minimizará a passagem de som. Também pode optar por um forro acústico de madeira de gesso triplo que substitui muito eficazmente o isolamento acústico que a laje é capaz de dar.

4. Pisos

Para isolar o som do piso, os materiais mais indicados são, também, os mais densos ou duros como os tacos de madeira, mármore, granito, cerâmica e vinil. Uma segunda alternativa, são os pisos flutuantes como o laminado e a madeira, que têm a opção de instalação com mantas acústicas. Finalmente, se tem um piso em porcelanato, saiba que existem alternativas de manta acústica para esses pisos, a chamada cortiça aglomerada.

Caso esteja a construir casa, saiba que, depois de colocado o contrapiso e antes de se instalar o piso, devem ser aplicadas mantas acústicas sobre a laje.

Como isolar som com a… decoração

Pode parecer estranho e surpreendente, mas sim. É mesmo possível contribuir para o isolamento acústico através da decoração, optando pelos objetos certos, isto é, com os materiais e tecidos adequados. Aprenda como isolar som com a decoração e o que usar e o que não usar para melhor o conseguir.

O que usar

  • paredes revestidas com papel de parede, tapeçarias ou madeira;
  • painéis de madeira;
  • preencher o espaço com estantes com livros;
  • tecidos felpudos e macios, como veludo e algodão;
  • cabeceira da cama ser acolchoada;
  • tapetes fofos e carpetes.

O que não usar

  • superfícies muito lisas e duras, como sofás de couro, mesas de vidro e móveis de madeira envernizada;
  • tecidos leves, como seda e voile.

Pondere sobre qual a melhor opção para o seu caso e, agora que já sabe como isolar som, torne o seu lar mais tranquilo e silencioso, livre de ruídos e barulhos indesejados.

Veja também