Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
28 Jul, 2020 - 10:12

Como verificar links suspeitos

Luísa Santos

A internet tem vantagens e desvantagens. Os links suspeitos fazem parte da última categoria, mas há soluções que pode implementar a partir de agora.

Como verificar links suspeitos

É relativamente fácil a distribuição de links suspeitos na internet. Seja em sites, e-mails ou até nas redes sociais, é muito provável que já tenha recebido uma dessas ligações. Caso nunca lhe tenha acontecido, saiba como se preparar a partir de agora.

4 formas de verificar links suspeitos

homem a usar computador

Os links suspeitos podem camuflar situações muito complicadas. Para evitar um vírus, por exemplo, é importante que verifique essas ligações. Saiba como fazê-lo com as dicas que se seguem.

1. Escreva o endereço manualmente

Vamos supor que recebe uma ligação suspeita no e-mail, em forma de link clicável. O seu primeiro impulso, naturalmente, vai ser carregar na ligação que acabou de receber—mas é assim que pode comprometer a segurança do dispositivo que está a usar.

Uma das soluções que pode implementar é escrever o endereço no Google de forma manual. Assim, vai rapidamente perceber se a ligação é credível ou não, uma vez que os resultados devolvidos vão falar por si e vão fazê-lo(a) perceber se aquela ligação é suspeita ou não.

2. Use um software de verificação

Há vários softwares de verificação de links suspeitos que pode utilizar e que lhe facilitam a vida. A maior parte desses programas funciona como uma espécie de extensão do seu motor de pesquisa (como o Google), o que significa que, assim que pesquisa determinado termo, o software entra em ação.

Ora, isto que dizer que cada uma das ligações que surgem no Google vêm acompanhadas com um “visto” de verificação da legitimação do site. Há vários programas que pose usar, nomeadamente dos programas de antivírus mais conhecidos—como o McAfee, o Kaspersky ou o Norton.

Passe para o Dark Mode em todos os sites

3. Use um expansor de links

Os links suspeitos são muitas vezes partilhados numa versão mais curta, isto é, “camuflada”. Da forma como a ligação é partilha, torna-se impossível para o utilizador perceber a origem da mesma—o que, por si só, já é suficientemente suspeito.

Nesses casos, pode (e deve) usar um expansor de links que verifique a credibilidade de uma ligação. Um dos softwares mais utilizados é o CheckShortURL.com.

Do resultado ser devolvido pelo programa, vai rapidamente perceber se a ligação que expandiu é segura ou não.

4. Use um antivírus

Os antivírus devem ser usados em todas as ocasiões, sobretudo se estivermos a falar de computadores. Devem, por isso, estar atualizados. Devem, ainda, ser capazes de fazer scans automáticos de forma a garantir a segurança do seu dispositivo.

Por isso, a complementar uma das formas anteriores de verificação de links suspeitos, deve usar um antivírus que esteja permanentemente ativo. Assim, mesmo que esteja prestes a abrir uma ligação maliciosa, o antivírus vai atuar prontamente de forma a proteger o seu dispositivo.

Com estas dicas vai conseguir manter a segurança do seu dispositivo até mesmo quanto está perante uma ligação suspeita. Infelizmente, esses são casos que acontecem frequentemente, pelo que todo o cuidado é pouco.

Veja também