ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
David Afonso
David Afonso
12 Out, 2021 - 11:59

Comprar peças na sucata: tudo o que precisa de saber

David Afonso

Há várias precauções que deve tomar quando opta por comprar peças na sucata. Fique a saber que peças automóveis deve ou não comprar.

Comprar peças na sucata

Quando se fala em sucatas, para a substituição de peças automóveis, é natural que estas se encontrem no fim das alternativas para resolver o problema. No entanto, as sucatas são locais onde pode facilmente encontrar peças automóveis mais baratas do que no fabricante (ou até peças que já não estão disponíveis no mercado porque foram descontinuadas). Mas antes de se deslocar a um ferro velho, é importante saber como comprar peças na sucata.

Fique também a saber um pouco mais acerca de como as sucatas funcionam e o que lá pode encontrar.

O que deve saber sobre comprar peças em sucatas

Existem muitas formas de comprar peças nas sucatas, especialmente quando existem operações organizadas que fazem inventários e vendem peças online para toda e qualquer parte do mundo.

Ao ir a um ferro velho, há duas formas de obter as peças: ou procura por iniciativa própria, ou alguém escolhe as peças por si. No primeiro cenário, é o próprio que explora o ferro velho e escolhe e remove (ou pede para remover) as peças do carro onde se encontra. Na segunda opção, um trabalhador da sucata vai consultar o inventário (ou até vai a um carro tirar a peça que pede) e depois dá-lhe a peça solicitada. Algumas sucatas oferecem os dois tipos de serviço.

Nem sempre vai ser fácil encontrar o que quer, porque o ferro velho nem sempre é um espaço organizado. Geralmente, é mais fácil encontrar as peças mais populares, pois aquelas que têm menos procura acabam por estar mais escondidas. Se não souber exatamente que peça procura, o melhor é pedir logo ajuda.

Por outro lado, antes desta visita deve saber diversos pontos a ter em conta.

1

Legalidade da sucata

Por vezes, podemos encontrar surpresas quando pretendemos comprar peças na sucata. E, não, não tem a ver propriamente com o que vamos encontrar, mas sim pelo facto de existirem certos estabelecimentos que não regularizaram a sua situação e não têm nenhuma autorização. Se optarmos por comprar algo destas empresas, podemos ter problemas quando se trata de reclamar a responsabilidade por uma peça em mau estado.

2

Garantia das peças

As peças sobressalentes adquiridas num ferro-velho também têm uma garantia, embora esta varie de um local para outro e dependendo da peça e da sua idade. Geralmente, a garantia tem entre um e seis meses. Se não lhe derem garantia, pergunte se pode devolver a peça caso esta não funcione e/ou não seja compatível com o seu carro.

Em qualquer caso, se uma peça lhe causar problemas, devem devolver-lhe o dinheiro, trocar o produto ou, em alguns casos, dar-lhe um voucher para resgatar quando tiverem a substituição correta.

3

Comparações de preços

Temos de ser claros quanto ao custo das novas peças nos revendedores oficiais e nas sucatas. Parece óbvio, mas há casos em que vale a pena e outros já é o contrário. Temos também de assumir que estando num setor de mercado livre, os preços entre uma sucata e revendedores oficiais podem variar, logo, nada como uma pesquisa.

4

Qualidade das peças

Comprar peças na sucata é isto também, encontrar um pouco de tudo. Por vezes, encontramos coisas muito funcionais a um preço excelente. No entanto, há casos que é diferente do que estamos à espera.

Tipos de peças que deve e não deve comprar em sucatas

Existem inúmeras peças à venda em sucatas. É preciso saber o que deve ou não comprar.

Não é aconselhável comprar em ferros velhos peças relacionadas com a segurança do veículo. Logo, sejam cintos de segurança, airbags, travões, sensores eletrónicos que monitorizem problemas de sistema, mangueiras ou filtros, pense em soluções oficiais. Estas partes não devem ser compradas usadas, especialmente porque se deterioram bastante com o tempo e a falta de uso. Opte por comprá-las novas ou num fabricante certificado.

Por outro lado, pode comprar várias outras peças na sucata, como espelhos, guarda-lamas, vidros, motores e os seus componentes, partes de interiores, etc.

Assim que encontrar a peça automóvel que andava à procura, pergunte ao vendedor do ferro velho se é do fabricante original e peça as suas especificações técnicas.

A menos que seja o próprio a fazer a reparação na viatura, o ideal era consultar um mecânico, mas recordamos que alguns mecânicos não trabalham com peças do ferro velho. Outros trabalham, mas podem não dar garantia.

É tudo uma questão de procurar e procurar!

Com efeito, depois desta leitura esperamos que comprar peças na sucata se torne mais fácil. O ideal não é ir atrás do barato, é ir atrás de um bom negócio e seja exatamente o que procura.

Nunca se esqueça que a vida do útil do seu carro também vai depender de todas as alternativas que encontrar qualquer problema que tenha com ele. Logo, procure e procure. Temos a certeza que vai encontrar a peça ideal para uma compra acertada.

Veja também